Rainha não me parar agora

Para ele se apaixonar Oração forte para chamar alguém. SIMPATIA INFALÍVEL, PORÉM NÃO SE PODE VOLTAR ATRÁS... SALVE POMBA-GIRA MARIA PADILHA RAINHA DAS 7 ENCRUZILHADA! Atrás de mim você ... vai vir de rastros, apaixonado e manso. Salve Pomba Gira MARIA PADILHA RAINHA DAS 7 ENCRUZILHADAS! Dizendo assim: Conheço a tua força e o teu poder, te peço que me atenda o seguinte pedido: QUE ... 'Isso aí, agora quero ser rainha! Não nasci para ser musa', provoca. 'Eu me espelho na Luiza Brunet e na Luma de Oliveira, rainhas lindas e elegantes da época de ouro do carnaval', conta. 'Vou vir cheia de brilho, cristais, glamour e chique porque sou assim! Se não for para fazer direito, meu bem, nem vai ou então fica no só no camarote! Rainha da beleza de apenas 18 anos Não se aceitava muito bem Ele sempre estava perto para ajudá-la Ela sempre pertenceu a outro Eu viajei muitos quilômetros E vim parar na sua porta Eu tive você tantas vezes Mas, por algum motivo, eu quero mais Não me importo de ficar todo dia Na sua esquina debaixo de chuva Procure a garota do sorriso partido Omashu chora a morte de seu poderoso e bondoso rei. Mas Bumi não há de deixá-los desamparados, seu sucessor já foi escolhido há muito tempo. E uma nova rainha sobe ao trono. Eles clamam seu nome e uma coroa de ouro é posta em sua cabeça. Seus pés descalços reconhecem o Senhor do Fogo e seus amigos em meio a multidão, eles clamam por ela junto ao coro. Mas ela não pode ver entre eles ... Que (w.s.m) me procure ainda hoje, AGORA me chamando para ficar ao seu lado e dizendo que me ama e que tomou a decisão certa e definitiva. Assim seja minha Rainha Pomba Gira Maria Mulambo. Rainha dos Setes Encruzilhadas peço assim vá onde (w.s.m) estiver e faça com que ele não descanse enquanto não falar comigo, pelos poderes da terra ... Eu não conseguia parar de sorrir à medida que me aproximava. Estávamos a sós. Ele tinha preparado aquilo para mim. Era a realização de todos os meus sonhos de menina. — A minha parte favorita do trabalho é a estrutura. A ordem. Alguém põe um problema diante de mim, e eu encontro um modo de resolver. Evelyn: “Tenho 26 anos e não pretendo parar por agora. Cada ano fico mais empolgada e a Mangueira com esses enredos me empolga sempre mais. Tenho uma relação de amizade, lealdade com a gestão atual da escola, com a comunidade. É algo bem confortável, prazeroso e o que te dá prazer você quer manter. Um dia você vai pensar direito e vai procurar um jeito para me pedir perdão É bem melhor você pensar agora, antes de chegar a hora da nossa separação Eu já derramei um rio de lágrimas, muitas vezes chorei minhas mágoas só porque eu te amo demais Olha amor, dediquei a você minha vida inteirinha Do meu sonho de amor fiz você a rainha, e você vem falando em separação Olha amor ... Que (MAURO.T.T) venha correndo para me encontrar cheio de desejos e tesão, que ele não tenha sossego enquanto não me procurar. Rainha Maria Padilha eu te imploro para que me traga (MAURO.T.T) que ele me ame muito, venha manso e como eu desejo. Eu agradeço a grande Rainha Maria Padilha. Eu prometo sempre levar seu nome comigo.

Najiyu Ep 7 - Nós vamos em busca de pistas! Ao trem! Yahoô

2020.09.10 16:09 henrylore Najiyu Ep 7 - Nós vamos em busca de pistas! Ao trem! Yahoô

H: *olho volta pra cor normal
P: seu olho voltou ao normal
H: ... oq vc acha q ta acontecendo
P: eu nao tenho a mínima ideia
L: ...
Ne: a gente vai ter que ir pra naji
Ar: v-voce tá doida??? não lembra das missões que mandaram você pra lá? ou qualquer pessoa? ninguém voltou!
v-voce tem certeza???
Ne: não, mas é a única coisa q a gnt tem pra fazer
Ar: ... ferrou.
Ne: então, ponce ne?
P: sim
Ne: a gente precisa pegar uma arma pra você então venha escolher
P: ok!
H: Arthurzao? tá tudo bem?
Ar: *olhando fixamente pro corpo da Winry
... é
H: ta claramente vc n tá bem..
Ar: ...
H: quer conversar?
Ar: *fala sem parar de olhar pra cena
só se você jurar guardar segredo.
H: ...
**tempo depois
H: onde é aqui?
Ar: aqui é o bar do Christian, é um velho muito maneiro aqui da ordem
H: hmmmm
L: bem que eu tava com fome mesmo.
Ar: *abre a porta
Christian...
*surge um cara de dentro de uma cozinha, um cara velho, com um cabelo branco curto, e uma barba longa, sem o braço esquerdo, se apoia no balcão apenas com o único braço
Ch: (uma voz meio de um cara velho)
alô? ah, Arthur! oq houve? você sempre me grita meu caro.
Ar: rolou uma coisa meio ruim agora mesmo, a ordem inteira tá em alarme.
Ch: heh morreu alguém?
Ar: ...
Ch: ah.. Winry..
H: como você sabia?
Ch: ah, deixa que o Arthur te conta, eu tenho que fazer as bebidas
L: ce viu isso mano o cara não tem um braço
H: conta aí Arthurzao
Ar: hmmmmm
H: *bebe refri
Ar: mano... eu gostava de Winry e eu ia me declarar assim que as coisas se acalmassem e tal
mas eu acho que isso nao vai acontecer
H: *cospe um pouco de refri e olha pro Arthur
-'
**ali do lado na loja do ferreiro
Ne: *encostada na porta esperando a ponce
escolhe o que você mais acha que vai ser legal pra você
P: hmmmmmm
*olhando pra todas as armas 5 vezes
Ne: ...?
P: hmmmmm...
Ne: quer ajuda?
P: sério, eu não sei
Ne: tá, olha só
*olhando
espadas são pra pessoas que gostam de ir corpo a corpo, mas você tem que estar atenta a todos os lados pra se defender
lanças são pra pessoas que atacam de longe e de perto, são bem equilibradas
e arcos...
P: ARCO é isso eu quero um arco
Ne: horizontal ou vertical?
P: ... vertical
Ne: *tenta alcançar na última prateleira da oficina mas não alcança
...
P: fofinha
*segura a Nevaska e levanta um pouquinho
Ne: *pega o arco *entrega pra ponce
P: hmmmm
Ne: só não temos flechas, a gente vai ter que pedir pro ferreiro faze-
P: nao precisa!
eu dou meu jeito
Ne: mas é so-
P: a gente não tem tempo, vamos amiga
*segura a mão da nevaska e puxa ela pra fora da ferraria
Ne: que
**de novo no bar
H: ... MANO
Ar: ...
H: é mais pesado do q eu pensava...
Ch: *volta e coloca as coisas na mesa
ah que trabalho, heh
L: *colocando o braço pra dentro da camisa pra ficar sem um braço tbm
Ch: ... tá tudo bem aí menino? heh
L: hmmm, tudo bem
Ch: tá querendo ficar sem braço também? heheheh isso é engraçado
L: cara você não tem um braço como assim
Ch: ah querido eu perdi a muito tempo atrás né? tava numa batalha e o cara resolveu cortar ele fora, aí eu fiquei assim né
L: e aí você ficou sem?
Ch: e o que eu poderia fazer? não tem como eu colocar meu braço de volta, infelizmente eu ainda não sou um lego
hehehehehehehe
L: que maneiro!! e o que você fez com o braço
H: -'
Ch: ...heh o... que você quer que eu faça cara? heh
eu queria botar na porta do bar dando oi ali mas acho que seria muito macabro não? heheheh
L: ahuehee
mas isso atrapalha você?
Ch: nah depois eu acostumei! heh
so me atrapalha pra pegar as bebidas mas é tranquilo
L: quer ajuda aí?
Ch: claramente! heh vem ver minhas bebidas premiadas aqui
L: hmmmmm
*vai pra cozinha
H: cara... mas- você não acha que vai superar isso?
Ar: meh talvez
H: escuta aqui talvez a gente consiga achar algo para conversar com ela! tenho certeza de que ela tá feliz com você aqui
e ela ficaria ainda mais feliz se você fosse descobrir e prender o shibaru
Ar: ... você tem razão cara.
eu irei socar a cara desse shibaru
H: tu vem com a gente ?
Ar: não sei...
eu vou pro festival da música, então ajudo vocês lá na investigação
H: ai sim, eu curti
Ne: *abre a porta gente?
**no anoitecer
Ne, H, L, P e Ar: *olhando pra um túmulozinho escrito "Winry"
Ar: ...
H: *da dois tapinhas nas costas do Arthur
Ar: eu vou arrumar as coisas por aqui e logo sigo missão ok?
Ne: acha que consegue cuidar das coisas lá por mim?
Ar: claro, mestre.
Ne: hehe vai lá fica bem tá?
Ar: pode deixar
H, P e L: *com mochilas prontos pra partir
Ne: tão prontos
L: nunca nasci mais pronto
H: pera você nasceu quantas vezes?
P: tambem, quase morreu ali na pirâmide
L: aaaah qualé
Ne: ele não quase morreu gente
**começam a andar
H: como assim
Ne: quando a pessoa está hipnotizada, 80% do dano causado a ela vai pra versão dark dela
então o dano que o lusk tomou era reduzido
por isso que o bicho morreu antes dele
entenderam?
L: entao por isso tu deu um tempão ao invés de me ajudar?
Ne: sim eu sabia q você não ia morrer
H: oloco vc
**chegam numa estaçãozinha de trem
H: "MayGabi"
que isso
Ne: é pra onde a gente vai
*senta no banquinho
L: Esperemos.
Ne: olha só, tomem cuidado tem altos níveis de pessoas aqui que esquecem as coisas no trem
H: ué pq as pessoas esqueceriam as coisas aqui?
Ne: não sei mas tomem cuidado, não esqueçam nada
L: pode deixar
H: *ve o anoitecer
vocês também sentem algo familiar quando olham pras estrelas?
Ne: *olha pro henry
hm?
H: eu não sei eu sempre senti algo quando olhava pras estrelas
é bem... familiar
Ne: *dá um sorriso e olha pra ele
talvez sua infância tenha sido algo tão curioso quanto a vastidão do universo
amnésia infantil é algo comum da gente ter
e resquícios de memória causam...
sentimentos e tal
P: *olha pra Nevaska e olha pra baixo
H: ta tudo bem?
P: nah so lembrei da minha família, nada demais
H: ... quer conversar sobre
P: hmmmmm talvez mais tarde...
L: o trem tá vindo
**trem chegando e freiando la de longe
Ne: ... vamos?
*olha pra todos com um sorriso
H: ... vamos
**trem para
*Lusk entra primeiro
*Nevaska em segundo
*Ponce em terceiro
*Henry por último
Ne: hmmm é por ali
(o trem tem cabinezinhas tipo o trem de Hogwarts)
Ne: vamos dormir separados né?
L: claramente eu não iria querer dormir aqui com nenhum de vocês.
H: *senta na cabine e mexe nos bolsos
hmmm..
*puxa um dos papeizinhos daquelas páginas do diário de raposas
...
*olha fixamente pra página
L: *bate na parede que dá na cabine do Henry
aí, da pra ver a cachoeira q você caiu daqui
H: *olha e vê, atravessando um lago, em contraste com as nuvens escuras e estrelas, a cachoeira lá longe, e uma pequena silhueta de uma casinha, onde só se vê a luz da janela
H: ... eu prometo voltar... é sério
isso é só-
*olha pro lago e vê o reflexo do rostinho da ponce, do lusk e da nevaska nas janelas
...
por um bem maior
*pega a página e guarda no bolso
*deita na mesa e dorme
...
*tempo depois
**acorda com um barulho muito alto
H: ????
*levanta
*olha pra fora e vê o trem parado e um pouco de neblina
alô? gente o trem parou
...
*sem resposta, abre a porta
*olha aos arredores e não vê nada
*abre a cabine da ponce e da nevaska
*vê as 2 dormindo, a Nevaska babando de tanto dormir
vish ninguém acordou
*fecha a porta e vai até o maquinista
*abre a porta do maquinista e vê ele dormindo
ué...
*ouve um barulho lá atrás e olha
??(pessoa com capuz marrom escuro): *sai correndo da cabine da nevaska com uma mochila
H: EI *corre atrás da pessoa
*tenta alcançar a pessoa
??²(um cara com orelhas cinzas e olhos azuis escuro): *aparece na frente do Henry derrubando ele
H: que?? quem são vocês?
*levanta
??²: ah... só... ladrões de trem
H: essa mochila não é de voces, vocês sabem disso né?
??²: agora é, então vê se não enche o saco
H: *abre a porta da cabine do lusk
Lusk, lusk, lusk LUSKKK
??²: ele não vai acordar, a minha amiga aqui botou todo mundo pra dormir
*aponta pra ??¹
inclusive... eu ainda não sei por que você tá acordado
H: eu sou imune a ilusões
*puxa a espada
??²: filosófico
mas não é imune a mim
H: *cai no chão do nada
??²: *faz uma força de gravidade em cima dele empurrando ele pra baixo
você não consegue nem se levantar depois disso?
H: assim não né fi
*olha pra ??¹
*troca de lugar com ela
??²: °°
H: *tenta segurar o ??²
*aponta a espada pra ele
devolve o que tu roubou.
??²: *segura a mão do henry e lança uma rajada de choque nele
H: *leva o choque e perde a chance de atacar
??²: *empurra ele na parede e segura pelo pescoço
... hm gostei de você
*da um socão na cara dele
H: *apaga
**no dia seguinte
H: *acorda
hmmm.... *vê a mesa, tudo onde ele tava antes
foi só um sonho?
*olha pro lado e vê a mochila da Nevaska
....?
que
Ne: *abre a porta
finalmente tu acordou hein-
EI
Q Q A MINHA MOCHILA TA FAZENDO AQUI
EU TAVA DESESPERADA PROCURANDO ELA SEU SAFADO E VOCE PEGOU
H: eu não peguei nada aqui
Ne: o que você queria na minha mochila?
H: de noite, uns caras vieram aqui e roubaram umas coisas
Ne: conta outra, eu teria acordado
H: hmph...
L: VAMO ACORDAAAAA
NINGUEM GANHA DINHEURO NA CAMA JA QUE ESTAMOS EM TEMPOS MEDIEVAAAIS
P: bom dia
Ne: o trem já vai parar
**trem para
**todos descem e olham nos arredores, uma vila muito linda, cheia de estátuas, uma torre do relógio enorme, uma esfinge, e muitas casas extremamente bonitas (não é na areia)
H: onde estamos?
Ne: na vila da MayGabi
**entram na vila
H: ninguém desceu com a gente?
Ne: não são muitos dias que as pessoas vem aqui
experiência própria
H: mas aqui é tão lindo...
??³: oi?
*aparece na frente deles
bom dia sr (uma menina com duas mechas amarelas, e uma roupa vermelha)
??⁴: fala aí (um cara com moletom preto, e um cabelo preto, e olhos azuis[tô me orientando pela skin])
Li: meu nome é Lily sejam bem vindos a vila
Hb: e o meu nome é hbiujkbn
Li: marrapais já manda o nome inteiro?
L: MANO que maneiro
H: WOOOW
P: *olha pra Lily
hmmmmm...
No próximo episódio de Najiyu:
Najiyu Ep 8 A rainha dos gatinhos
🐈
submitted by henrylore to Najiyu [link] [comments]


2020.09.06 22:23 cerisedinosaur uma mensagem que você nunca vai ler.

às vezes eu me pergunto: o que exatamente eu tô esperando? quando eu digo a mim mesma pra ter paciência ou que vale a pena aguentar a dor e todas as dúvidas qual será o prêmio pelo qual eu tanto aguardo?
será que, em algum canto do meu subconsciente, eu acredito que nós um dia vamos voltar a ser como antes? quando tudo era mágico e o mundo girava ao nosso redor ninguém podia nos parar pelo menos era o que nós achávamos
nos tornamos melhores amigos por acaso, timidamente desde aquele dia no intervalo da escola quando eu te vi escutando minha música favorita e te dei oi e depois de algumas semanas, sem nem percebermos, nós riamos juntos o dia todo por horas e horas em ligação você me contou seus segredos mais profundos e eu te contei os meus
era engraçado como você não conseguia esconder as suas bochechas vermelhas toda vez que me via ou seu sorriso bobo confesso que eu também sorria pra você
quando começamos a namorar, você me colocou no seu mais alto pedestal eu era sua rainha e você era meu porto seguro nunca fui tão feliz na vida quanto naqueles 3 meses iniciais
parecia tão real tão nítido tão óbvio que seríamos pra sempre
então por que você mudou tanto? por que você me evita agora? você usa a desculpa de que odeia escrever mensagens, por isso responde pouco mas quando eu estou com você, você escreve pros seus amigos sem problema nenhum mais do que pra mim acho que é porque você gosta deles de verdade
eu tento fingir que não percebo mas eu sei que você me liga estrategicamente quando sabe que eu tô morrendo de sono assim não precisamos conversar tanto
mas eu não posso te culpar eu te destruí demais e agora você me destrói acho que é um ciclo, não?
eu ignorei todos os sinais de que nós não éramos o certo afinal, como não poderíamos ser? nossa história se iniciou como a de um filme era tudo tangível demais pra ser mentira
mas talvez não tenha sido falso foi real definitivamente a coisa mais real que eu já senti sei que você também
mas o tempo passa e às vezes só amor não é o suficiente e me dói aceitar que talvez lá no fundo eu saiba que já não tem sentido eu esperar por você
nesse 1 ano que estamos juntos 9 meses foram um pesadelo perdi gente por sua causa fiz escolhas ruins por sua causa e você também se estragou por mim
hoje eu não me reconheço mais e é doloroso olhar pra você e não te ver
é ruim a pressão no peito que eu sinto quando te ligo e você quer fazer outra coisa ou quando eu tento conversar, mas você nunca parece interessado você não pergunta mais como eu estou ou se eu dormi bem
nem mesmo aquelas ligações aleatórias me mandando tomar água que você fazia quando nós éramos apenas amigos nada
eu sinto fisicamente que você já se foi
seus "eu te amo" e declarações não são mais o suficiente talvez o problema seja eu ou nós
eu sempre disse que morreria por você eu só não percebi que eu morri por nossa causa e agora o nosso lindo "a gente" que era eterno
não existe mais
somos só dois corpos que não se conhecem se encontrando todos os dias por rotina dizendo "eu te amo" como um pedido de desculpas ou por simples impulso
talvez eu deva tomar coragem e ir embora talvez eu deva aceitar que você parece muito mais feliz quando eu não estou por perto.
submitted by cerisedinosaur to desabafos [link] [comments]


2020.08.27 05:07 altovaliriano A espada é o reino?

Um dos argumentos da teoria Blackfyre consiste no fato de que, no rascunho do 2º capítulo de Tyrion em A Dança dos Dragões, lido em público por GRRM (supostamente em 2005), havia uma alusão à espada Fogonegro (Blackfyre) estar dentro do baú com que Illyrio presenteia “Jovem Griff”.
É praticamente uma subteoria, pois, mesmo no rascunho, o modo como a observação é colocada é muito sutil. Um leitor normal pode até achar que os adeptos da subteoria estão procurando pelo em ovo
Vamos ao texto do rascunho:
"Illyrio diz que quer dar a Jovem Griff suas bênçãos e tem um presente para ele no baú. Haldon diz a ele que a liteira não conseguirá chegar a tempo. Illyrio fica bravo e diz que há coisas que Griff deve saber.
[...]
Haldon olha para Tyrion e então começa a falar em outro idioma. Tyrion não sabe dizer o que é, mas acha que deve ser em volantino. Ele capta algumas palavras que se aproximam do Alto Valiriano. As palavras que ele captura são: rainha, dragão e espada."
Bem ardiloso, não? Como sabemos, esta passagem não chegou ao texto final. O encontro com Haldon passou para o 3º capítulo de Tyrion, mas não houve qualquer menção sobre uma espada no baú. Porém, o texto deixa implícito que o conteúdo dos baús é algo que desperta suspeitas em Tyrion.
Tem um presente para o garoto em um dos baús. Um pouco de gengibre caramelizado. Ele sempre adorou isso. – Illyrio soou estranhamente triste. – Pensei que poderia continuar com vocês até Ghoyan Drohe. Uma festa de despedida antes de começarem a descer o rio…
[...]
Estes baús que trouxemos para vocês – disse o anão enquanto mastigavam. – Ouro para a Companhia Dourada, pensei primeiramente, até ver Sor Rolly carregando-os em um ombro. Se estivessem cheios de moedas, não poderiam ser levantados com tanta facilidade.
São apenas armaduras – Pato disse, com um encolher de ombros.
E roupas também – Haldon interrompeu. – Roupas da corte, para todo o nosso grupo. Finas lãs, veludos, capas de seda. Ninguém quer chegar diante da rainha parecendo um mendigo... nem de mãos vazias. O Magíster foi gentil o suficiente para nos providenciar presentes adequados.
(ADWD, Tyrion III)
Especula-se que Martin tenha feito muitos cortes nesse material, porque tornou o verdadeiro parentesco de Aegon muito óbvio. E, de fato, à época da leitura a menção a uma espada poderia passar completamente despercebida, haja vista que a espada Blackfyre não havia sido mencionada até então.
Como assim não havia menção à Blackfyre em 2005?”, você pode estar se perguntando. “A Espada Juramentada havia sido lançada em 2003, dois anos antes”. Bem, o problema é que, hoje, as pessoas olham para a data da postagem do rascunho no Forum of Ice And Fire como se fosse a data em que GRRM fez a leitura do texto. Entretanto, a data do post (06/11/2005) é a data de fundação do próprio forúm.
A leitura do capítulo, na verdade, ocorreu durante a 60ª Worldcon em San Jose, nos Estados Unidos (apelidada de ‘Conjose’) em 30 de agosto de 2002. Nesta época, não havia qualquer menção a Fogonegro nos livros, muito embora as Rebeliões Blackfyre já fossem mencionadas em A Tormenta de Espadas.
A primeira menção à espada só ocorreu um ano mais tarde (2003), com o lançamento de A Espada Juramentada. Muito possivelmente foi a quantidade de informação que GRRM despejou neste conto que fez com que ele sentisse a necessidade de refazer o capítulo lido em 2002. Afinal, Fogonegro não é mencionada em momento algum de O Festim dos Corvos.
Entretanto, desde sua primeira menção canônica ficara evidente de que a importância de Fogonegro extrapolava o fato de ser uma espada antiga de aço valiriano. Durante as Rebeliões Blackfyre a espada se tornou um token de legitimidade de Daemon Blackfyre (cujo sobrenome fora extraído da espada). Para seus seguidores, a entrega da espada a Daemon tinha mais significado do que Aegon IV nunca ter realmente se oposto a que Daeron o sucedesse:
Sim, meu senhor. Só que... o Rei Daeron era um bom homem. Por que escolheu Daemon?
[…] Você me pergunta por quê? Porque Daemon era o melhor homem. O velho rei viu isso também. Ele deu a espada a Daemon. Blackfyre, a espada de Aegon, o Conquistador, a lâmina que todo rei Targaryen empunhou desde a Conquista... ele colocou a espada na mão de Daemon, no dia em que o sagrou cavaleiro, um garoto de doze anos.
(A Espada Juramentada)
Mais personagens vinculam legitimidade à espada em O Cavaleiro Misterioso.
Portanto, muitos leitores concluem que, mesmo com a mudança no texto feita por GRRM, Illyrio Mopatis haveria adquirido Fogonegro e a teria escondido nos baús com que presenteou Aegon logo no começo de A Dança dos Dragões. Especulam que, agora que Aegon desembarcou nas Terras da Tempestade, caso o garoto seja visto portando a espada em questão, sua aparente legitimidade como filho de Rhaegar se fortalecerá.
De fato, eu penso que a queda de Ponta Tempestade (TWOW, Arianne II) possa até ter sido uma simples rendição ocorrida depois que Aegon apresentou-se ao lado de Connington empunhando a espada do conquistador. A convergência de tantos símbolos podem realmente exercer um grande apelo em corações mais legalistas, como o de Mathis Rowan.
Mas não são todos que se deixam convencer por estes símbolos. Mesmo durante as Rebeliões haviam legalistas que relativizavam a entrega da espada, muito provavelmente tendo em mente os argumentos semelhantes aos de Maekar (pai de Egg):
– Meu pai diz que foi porque Daemon era um espadachim, e Daeron nunca foi – Egg comentou. – Por que dar um cavalo para um homem que não sabe cavalgar? A espada não era o reino, ele diz.
(A Espada Juramentada)
Assim, o simples porte da espada pode até convencer alguns, mas não tem em si o potencial para fechar a questão. Em verdade, o que me causa mais estranheza é o fato de que muitos leitores adeptos a esta subteoria esquecerem que o último paradeiro conhecido de Fogonegro foi em Essos, nas mãos de ninguém menos que Aegor Rivers, o Açoamargo.
Será que ninguém se questionará como um espada que estava em posse dos Blackfyre foi parar nas mãos do suposto filho de Rhaegar retornado dos mortos? Ou será que Maekar estava errado e a espada é o reino?
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.08.24 22:58 Appropriate_Cobbler1 Rascunho

Casamento
'Apenas, só apenas, queria poder ficar com alguém cuja ao indivíduo não sofresse muito dano popular, vindo do povo a qual foi herdado por mim de meu pai brigadeiro.
Agora! Me vejo aqui, lutando contra lordes e reis de distantes reinos tentando roubar meu bem mais precioso a qual é, minha doce e querida rainha gueixa: Enquanto, eu. O rei negro, intitulo rei macaco. Luta! Luta! contra um monte de palhaços com facas desejando um vacilo meu para que possam ter a oportunidade para me degolar e arrancar minha cabeça.
Todos a desejam como a desejo.
Todos pensam que a amam, mas não amam... como eu a amo.
Porém nunca! saberão do real sentimento de carinho dela direcionado a mim. De mim para ela também. De fato. Eu procuro alegrar seu dias com minhas palavras abobalhadas de verdades.
Eu!? Agora estou tentando fazer ela feliz e especial. Oh! doce gueixa de vestido de grou dourado. dourado como seu semblante.
Então calem a boca! Povo maldito a qual direciona seu ódio pra mim por ter ela.
Eu sei do ódio de vocês. E sei, que o meu ódio que sinto por vocês é considerado amor. Sei também que vocês me julgam por está corrompendo ela, mais na real é ela que está me corrompendo no bom dos sentidos.
Eu sempre me vejo tímido perto dela, não de nervoso e sim de nervoso por sentir algo por ela de verdade.
É considerado amor esses sentimentos? Perdidos pelo tempo?
Ela teve o mesmo problema de abandonar estes sentimentos, eu sei. Agora! nesse exato momento, estamos reaprendendo juntos qual é o sentido do amor a qual foi perdido e amargurado pelo tempo.
Agora sei que está doce como bolinhos chineses feitos por coelhos na lua.
Tão fofo e açucarados estão agora. Os nossos sentimentos.
1
2
3
Piscadelas acordo! E já vejo um súdito falando...
Mucacolol! Mucacolol!
Olhando com cara de duvida.
Mucacolol: Fale! Logo seu verme!
Desculpa! Oh! Rei! Estou aqui, eu, para divulgar que os palhaços passaram da fronteira e até o breve momento, seu casamento vai ter que ser adiado.
Mucacolol: De novo esses palhaços nerdolas...
Mucacolol: Tentarei resolver agora isto e voltarei a tempo para iniciar o casamento.
Se levantando do seu trono e indo em direção ao quarto da rainha apareceu o Boboninja.
Boboninja: REI! REI!
Boboninja: Rei Mucacolol o que fazeis por aqui tão cedo?
Mucacolol: Estou aqui para vê a rainha mayumilol.
Boboninja achando graça sem parar...
Hi! Hi! Hi! Hi!
Mucacolol: ????
Boboninja: Você sabe que ve-la agora de vestido de casamento vai trazer infortúnio
Boboninja: Estais a dispostos a arriscar? Hi! Hi! Hi!
Mucacolol deu meia volta e preferiu não trazer infortúnio para os dois. E seguiu andando em direção a saida com o Boboninja.
Mucacolol: Vamos resolver esse problema rápido, odeio ficar muito tempo fora e distante dela.
Boboninja: Nem parece mas o mucacolol de sempre shAUHSshau
submitted by Appropriate_Cobbler1 to jumayumin [link] [comments]


2020.07.18 04:53 altovaliriano Nós já conhecemos Urrathon, o Caminhante da Noite?

A primeira e única menção a Urrathon é feita no último capítulo de Daenerys em A Fúria dos Reis, quando Xaro Xoan Daxos tenta convencer Daenerys a se casar com ele pela última vez antes de pedir que ela saia da cidade.
[...] Xaro soube que Pyat Pree andava reunindo os magos sobreviventes para fazer o mal cair sobre ela.
Dany riu quando ele lhe contou isso.
Não foi você quem me disse que os feiticeiros não eram mais do que velhos soldados, gabando-se vaidosamente de feitos esquecidos e capacidades perdidas?
Xaro fez uma expressão de desconforto: – E assim era naquele momento. Mas, agora? Não tenho tanta certeza. Dizem que as velas de vidro estão ardendo na casa de Urrathon, o Caminhante da Noite, velas que não ardiam havia cem anos. [...]
(ACOK, Daenerys V)
Misturados entre os diversos nomes naquele parágrafo, o nome se perde e não chama tanto a atenção. A menção a velas que não queimavam há 100 anos faz parecer que Urrathon é um habitante antigo de Qarth e que sua casa é uma instituição de renome na Rainha das Cidades, sem qualquer ligação com Westeros.
Isto até que, em 2014, o nome reapareceu em O Mundo de Gelo e Fogo, agora em Westeros. Particularmente, em uma cultura muito conhecida por dominar a arte da navegação:
Após a morte do rei Urragon III Greyiron (Urragon, o Calvo), seus filhos mais jovens se apressaram em convocar uma assembleia de homens livres, enquanto o irmão maia velho, Torgon, estava saqueando o Vago, imaginando que um deles podia ser escolhido para usar a coroa de madeira trazida pelo mar. Para decepção deles, os capitães e reis escolheram Urrathon Goodbrother de Grande Wyk. A primeira coisa que o novo rei fez foi ordenar que os filhos do antigo rei fossem mortos. Por isso, e pela crueldade selvagem que ele com frequência demonstrou em seus dois anos como rei, Urrathon IV Goodbrother é lembrado na história como Irmão Mau.
(TWOIAF, Ilhas de Ferro: Coroa de Madeira trazida pelo mar)
A menção ao "Irmão Mau" que foi escolhido rei da ausência do legítimo herdeiro das Ilhas de Ferro foi o suficiente para inflamar a especulação, enquanto que para outros a passagem veio apenas a confirmar suspeitas surgidas na leitura no quinto livro. De fato, em A Dança dos Dragões, a mesma história acima foi contada por Tristifer Botley a Asha Greyjoy, mas o nome do rei tinha outra grafia:
Torgon Greyjoy era o filho mais velho do rei. O rei era velho, mas Torgon era inquieto, então aconteceu que quando o pai morreu ele estava atacando sozinho o Mander de sua fortaleza no Escudocinza. Os irmãos não o avisaram, e em vez disso convocaram rapidamente uma assembleia de homens livres, imaginando que um deles seria escolhido para usar a coroa feita de madeira trazida do mar. Mas os capitães e os reis escolheram Urragon Goodbrother. A primeira coisa que o novo rei fez foi ordenar que todos os filhos do antigo rei fossem condenados à morte, e assim aconteceu. Depois disso, os homens o chamaram de Irmão Mau, embora na verdade não fosse parente de nenhum dos mortos. Ele governou por quase dois anos.
(ADWD, A Noiva Rebelde)
A discrepância de grafia é notória, mas nunca foi corrigida. Quase como se GRRM realmente tivesse entregado, em O Mundo de Gelo e Fogo, o disfarce fonético montado por ele mesmo em A Fúria dos Reis.
Sabemos que o Mundo de Gelo e Fogo não foi escrito diretamente por GRRM. Quem ficou a cargo do livro foram Elio Garcia e Linda Antonsson. Porém, sabemos via Elio que o problema da grafia foi deixado de lado. Nenhuma correção foi feita em nenhum dos livros. Tudo parece indicar que alguém deu com os dentes em algum momento.
De fato, quando eu vi pela primeira vez a menção a Urrathon Peake em 2018 (Fogo & Sangue, Sob os regentes: Guera e paz e exposição de gado), tive a impressão de que GRRM estava tentando fazer parecer que o nome era simplesmente westerosi, não apenas das Ilhas de Ferro. Afinal, se havia Theons tanto na família Stark quanto Greyjoy, nada impedia que homens de ferro e sulistas também dividissem nomes.
Essa cortina de fumaça, no entanto, não serviu para distrair os leitores do fato de que poderia haver um homem de Ferro em Qarth. Isso se torna mais curioso se considerarmos que na Rainha das Cidades existe uma guilda chamada Irmandade da Turmalina, conhecida por abrigar piratas. Porém, caso este pirata exilado das Ilhas de Ferro estivesse vivendo em uma casa que notoriamente abrigava velas de vidro era melhor que o homem de ferro tivesse uma bom histórico de envolvimento com magia. E quem é que tem uma história melhor do que Euron Greyjoy?
Não só a história de Urragon/Urrathon é um espelho da história de como Euron se tornou Rei das Ilha de Ferro, como ele retornou a Westeros com grandes ambições e grandes artifícios. O próprio Euron não esconde o fato de que estava nas redondezas de Qarth quando Daenerys abandonara a Cidade:
Quero abrir seus olhos – Euron bebeu profundamente de sua taça e sorriu. – Sombra da Tarde, o vinho dos magos. Encontrei um barril quando capturei uma certa galeota vinda de Qarth, que trazia também cravinho e noz-moscada, quarenta fardos de seda verde e quatro magos que contaram uma curiosa história. Um deles ousou me ameaçar, de modo que o matei e o dei para os outros três comerem. A princípio recusaram-se a comer a carne do amigo, mas quando ficaram suficientemente famintos mudaram de ideia. Os homens são carne.
(AFFC, O Pirata)
No original em inglês está “galleas out of Qarth”, que melhor transmite a impressão de que ele pudesse estar nas redondezas e não que apenas o navio provinha da cidade.
Euro também é um colecionador de artefatos mágicos. Nós vimos que ele se afeiçoou ao barril de Sombras da Tarde, alega ter tido um ovo de dragão, deu o Atador de Dragões a Victarion e também [Spoilers de Os Ventos do Inverno]tem uma armadura de aço valiriano. Ter velas de vidro consigo explica alguns estranhos acontecimentos envolvendo Euron.
Arquimeistre Marwyn explica a Samwell alguns dos poderes das velas de vidro:
Os feiticeiros da Cidade Livre podiam ver além das montanhas, dos mares e dos desertos com uma dessas velas de vidro. Podiam entrar nos sonhos de um homem e dar-lhe visões, e falar uns com os outros a meio mundo de distância, sentados diante de suas velas.
(AFFC, Samwell V)
Quando Marwyn deixa o recinto Alleras explica como as velas também podem ser usadas para rastrear alguém:
Aonde ele foi? – Sam quis saber, desorientado.
Para as docas. O Mago não é homem de perder tempo – Alleras sorriu. – Tenho uma confissão a fazer. Nosso encontro não foi casual, Sam. O Mago mandou que eu o agarrasse antes que falasse com Theobald. Ele sabia que estava a caminho.
Como?
Alleras indicou a vela de vidro com um aceno.
(AFFC, Samwell V)
Portanto, Euron-Urrathon poderiam estar usando as velas para entrar nos sonhos das pessoas e rastreando outras. Vimos em algum momento Euron fazer isso?
Quanto a rastrear, temos apenas indícios. Mas a capacidade de restreio seria essencial se Euron realemente tivesse contratado um homem sem rosto para dar fim em seu irmão. Inclusive, responderia perfeitamente como foi que Euron conseguiu chegar exatamente um dia após a morte de Balon.
Por outro lado, Euron poderia já está sondando Daenerys por meio das velas de vidro:
A perspectiva de mais um enfrentamento com Meereen a deixou se sentindo cansada. O sono veio com dificuldade, mesmo quando Daario veio, tão bêbado que mal conseguia parar em pé. Sob as cobertas, ela se jogava e se virava, sonhando que Hizdahr a estava beijando... mas seus lábios estavam azuis e feridos, e quando ele se enfiou dentro dela, sua masculinidade era fria como gelo. Ela se sentou, os cabelos desgrenhados e as roupas de cama emaranhadas. Seu capitão dormia ao seu lado e, mesmo assim, ela estava sozinha. Queria sacudi-lo, acordá-lo, fazê-lo abraçá-la, fodê-la, ajudá-la a esquecer, mas sabia que, se fizesse isso, ele apenas sorriria, daria um bocejo e diria:
– Foi apenas um sonho, minha rainha. Volte a dormir.
A masculinidade fria parece combinar com a visão que Daenerys tem na casa dos Imortais, normalmente associada a Euron, em que há "um cadáver ergueu-se à proa de um navio, de olhos brilhantes na face morta, lábios cinzentos sorrindo tristemente".
Por falar em lábios, o único personagem nas Crônicas que é descrito lábios azuis e feridos é Euron Olho de Corvo:
– Rei Olho de Corvo, irmão – Euron sorriu. Seus lábios pareciam muito escuros à luz das lâmpadas, machucados e azuis.
(AFFC, O Capitão de Ferro)
Euron virou-se para encará-lo, com os machucados lábios azuis curvados num meio sorriso.
(AFFC, O Pirata)
Portanto, diversas evidências textuais parece apontar que Urrathon, o Caminhante da Noite, é na verdade um codinome adotado por Euron Greyjoy na cidade de Qarth.
O que vcs acham?
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.05.25 01:26 vini412341 primeiro relacionamento

boa noite, meu nome é vinicius tenho 16.
a algumas semanas atras tive um relacionamento terminado pelo motivo que ela nao queria mais nada, mas esse não é o ponto e sim que ela me disse coisas horriveis como, me odiava,que nao se importava comigo e com meus sentimentos eu estava em uma prisão e como nao tinha ngm para desabafar eu guradava tudo; e no dia que tudo acabou eu me senti livre mesmo triste, e agora que faz umas semanas eu me sinto pra baixo pq eu dei meu maximo eu era capitão do meu time de vôlei e larguei pra poder dar atençao pra ela que na epoca ela tinha deoressão e eu ajudava ela, e agora quando eu precisva dela eu tenho ninguem pra poder conversar eu tentei falar com meus amigos mas nao era 100%, e aqui eu senti que seria o melhor lugar para eu podder desabafar, eu tinha dado meu maximo eu chegueva a ficar acordado de madrugada para ajudar ela, e depois que eu parei de jogar volei ela mudou totalmente mesmo sendo que ela pedia pra parar e falava que eu traia ela e eu achava ela a rainha da minha vida, e agora que eu to no fundo do poço e ela melhor que ela conseguiu vencer a depressao com a minha ajuda ela me largou e falou que nao queria mais e que nao era pra eu me magoar, mas como isso eu que dei 100% de mim para ver ela feliz como nao ficar magoado, e nos ultimos 2 meses eu vivi em um inferno eu tava ficando mal todo dia por ter mais e mais sentimentos ruins acumulados, e quando eu pedia ajuda para ela ela falava que nao se importava comigo, e que eunao era mais especial, ela me xingava por mandar mensagens e nao era coisa de 100 ou 150 mensagens e sim de 5 ou 8 mensagens, eu vivi em um relacionamento abusivo e eu nao queria ter que dexar ela partir pois mesmo nao estando 100% eu pensei que ela poderia mudar e hoje em dia eu consigo desabafar mesmo que for tocando violão, obrigado por ter lido ate aqui caso voce puder me ajudar com alguma dica por favor pode falar, e lembrando esse foi meu primeiro relacionamento serio, obrigado<3
submitted by vini412341 to desabafo [link] [comments]


2019.11.08 11:09 altovaliriano Teoria Blackfyre

Link: https://www.reddit.com/asoiaf/comments/156odh/spoilers_all_complete_analysis_of_the_blackfyre/
Autor: Galanix, moderador do asoiaf, em parceria com diversos usuários
Título original: Complete Analysis of the Blackfyre Theory

Nenhuma das informações abaixo é nova. Estou apenas reafirmando as informações coletadas de várias fontes. Se houver algum argumento que eu tenha perdido, eu os adicionarei aqui.

A TEORIA

Aegon (Jovem Griff) não é realmente o bebê de Rhaegar Targaryen e Elia Martell, mas um impostor Blackfyre que Varys e Illyrio Mopatis estão alegando ser um verdadeiro Targaryen. Ele é descendente da linhagem feminina dos Blackfyre (todos os homens foram mortos). Uma variação desta teoria é que Aegon seria filho de Illyrio com sua falecida esposa Serra, que pode ter sido uma Blackfyre. Alguns acham que Varys também pode ter sangue Blackfyre.

ARGUMENTOS A FAVOR

VISÃO DO DRAGÃO DE PANTOMIMEIRO
Uma das visões de Dany na Casa dos Imortais:
“Brilhando como o pôr do sol, uma espada vermelha foi erguida na mão de um rei de olhos azuis que não projetava sombra. Um dragão de pano oscilou em mastros por cima de uma multidão exultante. De uma torre fumegante, um grande animal de pedra levantou voo, exalando fogo de sombras. … Mãe de dragões, matadora de mentiras…”
(ACOK, Daenerys IV)
Dany depois discute a visão com Jorah:
– Um homem morto na proa de um navio, uma rosa azul, um banquete de sangue… O que significam essas coisas, Khaleesi? Falou de um dragão de pantomimeiro. O que é um dragão de pantomimeiro, diga-me?
– Um dragão de pano montado em varas – Dany explicou. – Os pantomimeiros usam-nos em seus espetáculos, para dar aos heróis algo com que lutar.
(ACOK, Daenerys V)
Um "dragão de pantomimeiro" ou dragão falso pode ser uma metáfora para Aegon ser um Blackfyre, e não um dragão verdadeiro (ou seja, um Targaryen). A frase "matadora de mentiras" pode indicar que Aegon é uma das mentiras que Dany pode precisar matar. Outra maneira de interpretar isso é dizer que Varys é o pantomimeiro e Aegon é o dragão de pano que ele está sustentando. Varys é referido como um pantomimeiro em várias ocasiões.
A COMPANHIA DOURADA
Illyrio e Tyrion discutem a quebra do contrato da Companhia Dourada:
– Soube que a Companhia Dourada estava sob contrato de uma das Cidades Livres.
– Myr. – Illyrio sorriu. – Contratos podem ser rompidos.
– Queijo dá mais dinheiro do que eu imaginava – Tyrion disse. – Como conseguiu isso?
O Magíster balançou os dedos gordos.
– Alguns contratos são selados com tinta, outros com sangue. Não direi mais nada.
\Tyrion conta uma história da Companhia Dourada e do passado Blackfyre**
– Admiro seu poder de persuasão – Tyrion falou para Illyrio. – Como você convenceu a Companhia Dourada a aceitar a causa de sua doce rainha, quando eles passaram muito de sua história lutando contra os Targaryen?
Illyrio afastou a objeção como se fosse uma mosca.
– Negro ou vermelho, um dragão ainda é um dragão. Quando Maelys, o Monstruoso, morreu no Passopedra, foi o fim da linhagem masculina da Casa Blackfyre. – O queijeiro sorriu através da barba bifurcada. – E Daenerys dará para eles o que Açoamargo e os Blackfyre nunca puderam dar. Ela vai levá-los para casa.
(ADWD, Tyrion I)
Essa citação é a melhor evidência para a teoria Blackfyre e oferece muitas informações. A Companhia Dourada foi originalmente fundada por Açoamargo (meio-irmão de Daemon Blackfyre e seu aliado mais próximo), e sua missão original era colocar um Blackfyre no trono. Mesmo depois que Daemon foi morto na primeira rebelião Blackfyre, Açoamargo tentou várias vezes sentar um dos herdeiros de Daemon no trono até a morte do último herdeiro masculino.
A Companhia Dourada nunca quebrou um contrato, mas se isso significa cumprir sua missão original, isso faz sentido. Enquanto o contrato quebrado de Myr foi escrito em "tinta", a missão de restaurar um Blackfyre no trono foi escrita em "sangue". Isso também tem respaldo no lema da Companhia Dourada: "Sob o ouro, o aço amargo".
A justificativa de Illyrio para a quebra do contrato Companhia Dourada é que "negro ou vermelho, um dragão ainda é um dragão". Significando que eles não se importam se é um Targaryen ou Blackfyre que eles estão apoiando neste momento, desde que ele os leve a Westeros. No entanto, isso parece contradizer uma lembrança que Dany tem:
Certa vez, seu irmão Viserys oferecera um banquete para os capitães da Companhia Dourada, na esperança de que pudessem apoiar sua causa. Eles comeram sua comida, ouviram seus apelos e riram dele.
(ADWD, Daenerys III)
Parece que eles recusaram Viserys, um dragão vermelho, então talvez ainda se importem. Myles 'Coração Negro' Toyne (ex-capitão da Companhia) é quem fez o contrato com Illyrio em segredo, e dada a briga sangrenta dos Toynes com os Targaryen, não faria sentido para ele fazer esse contrato para apoiar um Targaryen.
ILLYRIO & SERRA
Outro detalhe interessante de Illyrio na citação acima é ele dizendo especificamente que a linha masculina Blackfyre foi extinta. Isso parece indicar que uma linha feminina sobreviveu. Essa fêmea poderia ter sido a falecida esposa de Illyrio, Serra. Aqui está o que ele diz sobre ela:
Illyrio enfiou a mão direita na manga esquerda e tirou um medalhão de prata. Dentro havia uma pintura de uma mulher com grandes olhos azuis e cabelos de pálido ouro mesclado com prata.
– Serra. Encontrei-a em uma casa de travesseiros lisena e a trouxe para casa, para aquecer minha cama, mas no final me casei com ela. Eu, cuja primeira esposa havia sido prima do Príncipe de Pentos. Os portões do palácio se fecharam para mim depois disso, mas não me importei. Era um preço pequeno por Serra.”
[...]
– Boa sorte! – Illyrio gritou atrás deles. – Diga ao garoto que sinto não estar presente no casamento dele. Vejo vocês de novo em Westeros. Juro pelas mãos da minha doce Serra.
(ADWD, Tyrion II)
Sabemos daí que Serra tinha traços valirianos, olhos azuis e cabelos loiros prateados (embora seja notório que muitas pessoas em Lys têm características valirianas, pois fazia parte do Domínio Valiriano). Além disso, os olhos púrpura são uma característica mais Targaryen do que os azuis. Na última linha, vemos que Illyrio tem uma participação muito pessoal no sucesso de Aegon e fala com muito carinho do garoto. É possível que Aegon seja filho de Illyrio e de Serra (Serra sendo uma Blackfyre).
Isso explicaria por que Illyrio tinha em casa um baú cheio de roupas destinadas a um menino pequeno. Também ajudaria a explicar por que Illyrio está interessado em Westeros. Ele tem todo o dinheiro que ele poderia precisar e Tyrion parece cético em relação às motivações de Illyrio:
– E você tem certeza de que Daenerys vai cumprir as promessas do irmão?
– Pode ser que sim, pode ser que não – Illyrio mordeu metade do ovo. – Eu lhe disse, meu pequeno amigo, nem tudo o que um homem faz é por lucro. Acredite se quiser, mas mesmo velhos gordos tolos como eu têm amigos e dívidas de afeto para pagar.
Mentiroso, pensou Tyrion. Algo nesse empreendimento vale mais para você do que moedas ou castelos.
(ADWD, Tyrion II)
Então, o que é essa "dívida de afeto" que Illyrio procura retribuir que vale mais que "moedas" e "castelos"? Ele pode estar tentando cumprir o desejo de Serra de ver seu filho assumir o Trono de Ferro em nome dos Blackfyres. Ainda que tudo isso se encaixe, é bastante circunstancial.
Outra evidência que indica que Illyrio é o pai de Aegon é uma estátua que ele tem em sua mansão que se parece muito com Aegon (Illyrio mais tarde afirma que é uma versão jovem de si mesmo):
Um rapaz nu estava na água, pronto para um duelo, com uma lâmina bravosi na mão. Era flexível e bonito, com não mais do que dezesseis anos e um cabelo loiro liso que lhe caía sobre os ombros. Parecia tão real que levou um longo tempo até que o anão percebesse que era de mármore pintado, embora a espada brilhasse como aço de verdade.
(ADWD, Tyrion I)
A HISTÓRIA DO SEPTÃO MERIBALD
Septão Meribald conta a Brienne e Pod a história da Estalagem da Encruzilhada:
Ele forjou um novo sinal para o pátio, um dragão de três cabeças em ferro negro que pendurou em um poste de madeira. O animal era tão grande que teve de ser feito em uma dúzia de peças, unidas com corda e arame. Quando o vento soprava, tinia e ressoava, de modo que a estalagem se tornou conhecida por todo lado como o Dragão Ressonante.
– O sinal do dragão ainda está lá? – Podrick quis saber também.
– Não – Septão Meribald respondeu. – Quando o filho do ferreiro era já um velho, um filho bastardo do quarto Aegon ergueu-se em rebelião contra seu irmão legítimo e escolheu como símbolo um dragão negro. Estas terras pertenciam então a Lorde Darry, e sua senhoria era ferozmente leal ao rei. Ver o dragão de ferro negro o deixou furioso, e por isso derrubou o poste, fez o sinal em pedaços e os atirou ao rio. Uma das cabeças do dragão foi dar à costa na Ilha Quieta muitos anos mais tarde, embora nessa época estivesse vermelha de ferrugem.
(AFFC, Brienne VII)
Esta história poderia ser uma alegoria para Aegon ser um Blackfyre. Um dragão negro representa Blackfyre e um dragão vermelho é um Targaryen. Então os dragões negros (Blackfyres) foram forçados a atravessar o Mar Estreito e muitos anos depois um deles (Aegon) enferrujou e agora aparenta ser um dragão vermelho (Targaryen).
VARYS É UM BLACKFYRE
Varys ser um Blackfyre é a parte mais especulativa da teoria e não precisa ser verdadeira para as outras partes sejam verdadeiras. A evidência disso é inteiramente circunstancial, mas explica algumas incoerências no caráter de Varys.
Por que, apesar de afirmar ser um lealista Targaryen, ele estava alimentando a paranóia de Aerys sobre Rhaegar usurpar o trono (de acordo com relatos de Barristan e Jaime)? Por que ele raspa a cabeça? Para poder esconder seus cabelos valirianos (embora o mesmo seja verdade se ele for de alguma descendência valiriana, Blackfyre ou não)?
Além disso, por que Varys foi castrado quando menino? Ele diz a Tyrion o seguinte sobre sua castração:
Um dia, em Myr, um certo homem foi ao nosso espetáculo. Quando terminou, fez uma oferta por mim que meu mestre achou tentadora demais para recusar. Fiquei aterrorizado. Temi que o homem pretendesse me usar como ouvira dizer que os homens usavam garotinhos, mas, na verdade, a única parte de mim que ele queria era meu órgão viril. Deu-me uma poção que me deixou incapaz de me movimentar ou de falar, mas nada fez para adormecer meus sentidos. Com uma longa lâmina em forma de gancho cortou-me raiz e caule, sem parar de entoar cânticos. Vi-o queimar meus órgãos masculinos num braseiro. As chamas ficaram azuis, e ouvi uma voz responder ao seu chamado, embora não compreendesse as palavras que foram ditas.
(ACOK, Tyrion X)
Sabemos pelas práticas de Melisandre que os feiticeiros preferem usar sangue real em seus rituais. Se Varys fosse um Blackfyre, ele teria sangue real.
DUNK & EGG
Uma grande parte das novelas Dunk & Egg cobre a história das Rebeliões Blackfyre. Isso pode indicar um significado maior para os Blackfyres em ASoIaF como um todo. É claro que também poderia ser apenas uma justificativa para as novelas de D&E e não ter qualquer outro significado.
AEGON TER SIDO SALVO NÃO FAZ SENTIDO
Como Varys saberia que Gregor esmagaria o rosto do bebê Aegon de modo a deixa-lo irreconhecível? É improvável que isso possa ter sido planejado.
DISCREPÂNCIA DE IDADE
Aegon nasceu em 282 dC, então, quando Tyrion o conhece, ele deveria ter 18 anos. No entanto, aqui está a descrição de Jovem Griff feita por Tyrion:
Era um jovem ágil e benfeito, magro e com um escandaloso cabelo azul-escuro. O anão calculou sua idade entre quinze, dezesseis anos, ou algo próximo a isso. (ADWD, Tyrion III)
É claro que é muito plausível que um jovem de 18 anos possa ser confundido com um de 16, então eu não chamaria isso de uma evidência forte.
RASCUNHO DE "A DANÇA DOS DRAGÕES"
Os rascunhos anteriores dos capítulos de ADWD têm outras pistas. Especula-se que Martin tenha feito muitos cortes nesse material, porque tornou o parentesco de Aegon muito óbvio.
De uma leitura de Tyrion II em 2005:
"Illyrio diz que quer dar a Jovem Griff suas bênçãos e tem um presente para ele no baú. Haldon diz a ele que a liteira não conseguirá chegar a tempo. Illyrio fica bravo e diz que há coisas que Griff deve saber.
[...]
Haldon olha para Tyrion e então começa a falar em outro idioma. Tyrion não sabe dizer o que é, mas acha que deve ser em volantino. Ele capta algumas palavras que se aproximam do Alto Valiriano. As palavras que ele captura são: rainha, dragão e espada."
Especula-se que Illyrio queria dar Fogonegro (Blackfyre) a Jovem Griff, a espada ancestral da Casa Targaryen que foi levada para o outro lado do mar pelos Blackfyres.
De Elio [Garcia], que analisou os rascunhos primitivos do ADWD:
"Um rascunho anterior do capítulo da "lição" tinha um pouco mais de detalhes sobre Maelys o Monstruoso, e os Blackfyres (para aqueles que possuem o RPG da Guardians of the Order, algumas dessas informações acabaram naquele livro). Eu me pergunto por que George decidiu fazer retirar isso deste livro".
[Nota de u/altovaliriano: Eu verifiquei o livro do RPG da Guardians of the Order e as informações são as mesmas que constam em O Mundo de Gelo e Fogo. Como a fala de Elio é de 2011, ele deve ter conhecido a razão mais tarde, enquanto escrevia O Mundo de Gelo e Fogo a seis mãos com Linda e GRRM]

ARGUMENTOS CONTRA

NENHUMA PROVA!
Um grande argumento contra toda essa teoria é que todas as evidências são basicamente circunstanciais. Isso não quer dizer que as evidências circunstanciais sejam inválidas (especialmente em um livro), mas apenas que ainda não houve nada flagrante ainda.
CONVERSA DE VARYS COM KEVAN
Isto é o que Varys diz ao moribundo Kevan Lannister:
– Aegon? – Por um momento, ele não entendeu. Então se lembrou. Um bebê envolto em um manto carmesim, o tecido manchado com o sangue e o cérebro dele. – Morto. Ele está morto.
– Não. – A voz do eunuco pareceu mais profunda. – Ele está aqui. Aegon tem sido moldado para governar desde antes que pudesse andar. Foi treinado em armas, como convém a um cavaleiro, mas esse não foi o fim de sua educação. Ele lê e escreve, fala diversas línguas, estudou história, leis e poesia. Uma septã o instruiu nos mistérios da Fé desde que teve idade suficiente para entendê-los. Viveu com pescadores, trabalhou com as próprias mãos, nadou em rios, remendou redes e aprendeu a lavar as próprias roupas na necessidade. Ele consegue pescar, cozinhar e curar uma ferida, sabe como é sentir fome, ser caçado, sentir medo. Tommen tem sido ensinado que a realeza é o direito dele. Aegon sabe que a realeza é seu dever, que um rei deve colocar seu povo em primeiro lugar, e viver e governar para eles.
(ADWD, Epílogo)
Varys responde diretamente à pergunta de Kevan sobre Aegon estar morto e diz que não está. Por que Varys mentiria sobre Aegon para Kevan, quem ele estava prestes a matar de qualquer maneira?
É improvável que, se Aegon fosse um Blackfyre, Varys não soubesse disso, pois ele provavelmente foi quem contrabandeou o bebê Aegon de Porto Real (ou não), então ele provavelmente sabe se Aegon é realmente Aegon.
Então, por que mentir para um homem moribundo sobre isso? Algumas possíveis respostas seriam:
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2018.08.22 13:47 TheBrB11 Guia de introdução de COMO jogar CS:GO.

Introdução
Seja bem-vindo ao cursinho básico de CS:GO que eu peguei de um guia na steam e adaptei para vocês (link no final do texto).
Esse guia é destinado pra pra você que está iniciando no modo Competitivo (5x5 players), mas lembrando que o CS proporciona vários e vários estilos mapas, modos de jogo, enfim...
1) Armas
Temos uma variedade de armas no CS:GO (poucas, em comparação à outros jogos), e é bom usá-las em certas situações e da forma correta.
• Use SMGs para fazer dinheiro em rounds econômicos. Pode atirar andando, pulando. Procure encurtar distância • Use shotguns em situações e locais adequados (fechados, por exemplo, queda da cobblestone, tapete B da mirage, sapão da overpassa, escurto da Dust II, etc). • Com os rifles de assalto, mire, pare a atire. Não adianta atirar correndo, porque a precisão fica praticamente nula. Mire na cabeça a vá descendo o recoil. 
2) Pistolas
• USP-S / P2000 - Maior precisão, por isso tente manter a distância e atirar de forma controlada. Não ache que você está com uma metralhadora. Tente mirar e clicar ao invés de soltar o dedo no mouse com essas duas armas (pouca bala no pente). • Glock-18 - Melhor à curtas distâncias. Pule, corra, encurte a distância para atirar (20 balas no pente, se movimente e mire na cabeça do seu oponente. Eu recomendo o modo burst SOMENTE se você souber usar. Não é ruim, mas para um novato, é péssimo). • P250 - Melhor custo benefício. $300 e pode matar com 1 tiro, ou tirar MUITO dano, dependendo da distância. 
Custo: $300, Recompensa: $300
• Tec-9 - Já foi MUITO boa, hoje é nerfada (o primeiro tiro do pente é sempre preciso, o resto, é foda acertar o cara). Era perfeita para aquele rush forçado. Alto firerate e poder de penetração. Hoje, recomendo usar a CZ75-Auto. Disponível somente para TR. • Five Seven - Parecida com a Tec-9 mas com pente e firerate menores. Ideal para curtas distâncias. Ou você escolhe ela ou a CZ75-Auto e vai depender muito da forma como você joga, do seu estilo de jogo e etc. As duas são muito boas, mas preferências é preferência. Disponível somente para CT. • CZ75-Auto - Se souber controlar o recoil, vai servir muito bem. 12/12 balas, use-as com sabedoria. Não tente dar pré-fire na smoke com ela, não fique puxando ela toda hora, pois ela demora a estar "pronta" para atirar. Comprei, crave a mira num lugar fechado, e leve o seu oponente. • Deagle - Difícil de domar, mas muito poderosa. Se acertar a cabeça, independente da distância e capacete, você mata. QuéOTA? 
3) Pesadas
• XM1014 - Ideal para segurar bombs fechados e alta recompensa por kills (Eu gosto muito dela, mas ela é a shotgun mais cara do game). Preço: $2000, Recompensa: $900 • MAG-7 - Pule e atire. 
4) SMGs
• UMP-45 - Igual a Tec-9, já foi muito boa, mas hoje em dia tá nerfada. Ainda é boa, mas o seu pente de 25 balas te limita a certas condições de jogo. Há quem goste, e quem sabe jogar, acaba com certos rounds. Custo: $1200, Recompensa: $600 • P90 - A rainha dos noobs :P. Com 50 balas no pente, é ideal contra rushs e para rushs. Eu particularmente prefiro outras SMGs por conta do preço da P90, mas se você goste, vá enfrente. E se você está "acabando com o jogo" com essa arma e o time inimigo está reclamando, mande para eles "cry is free" :P. • MAC-10 e MP9: Na minha opinião, as melhores SMGs para rounds anti-ecos, para farmar dinheiro e qualquer outra situação. Elas são extremamente fáceis de jogar, possuem 30 balas no pente e foram feitas para atirar andando. Corra e atire, não torne-se um alvo fácil para seu inimigo quando estiver com qualquer SUB. PS: o tempo de reoload dessas armas é particularmente rápido também. 
5) Rifles
• AK-47 - 1 bala na cabeça, 1 kill. É o melhor rifle do jogo, e o mais difícil de jogar também. Spray particularmente difícil e você precisa PARAR e ATIRAR. Novamente: mire, pare a atire. Não adianta atirar correndo, porque a precisão fica praticamente nula (e isso se aplica tanto à AK-47 quanto à coult). Mire na cabeça a vá descendo o recoil. Domine seu spray e GG. • M4A1-S/M4A4 - É o melhor rifle de assalto para Contra-terroristas. Eles têm a opção de escolher entre a M4A1-S (com silenciador, 20 balas no pente e 40 balas reservas) ou o M4A4 (sem silenciador, 30 balas no pente e 60 balas reservas). Aqui, novamente, entra o fator gosto. Embora quase todos os pro-playeyers usem a M4A4, há quem goste da M4A1, e isso é pessoal e varia com o estilo de jogo de cada um. Há quem diga que a M4A1 seja mais precisa e melhor para maiores distâncias, e, por outro lado, a M4A4 seja melhor para médias e curtas distâncias. Jogue com as duas, veja qual melhor satisfaz suas necessidades. • AUG / SG 553 - São rifles com miras de curta distâncias. Embora sejam boas, o recoil delas é extremamente difícil, então cuidado e boa sorte ao jogar com essas armas. São boas, e têm muito pro-player treinando com elas, mas o "padrão" do CS:GO é: AK e Coult (M4). • AWP/Scout - Se você curte jogar com essas armas, treine. Treine flick-shots, no scops, treine. É, pra mim, uma arma que salva rounds, mas entrega-os também. Jogue recuado, e mesmo que crie confiança durante o jogo, não vá querer entregar essa arma para o time inimigo. 
Economia
Economia no CS é uma coisa muito importante.
Aprendendo a controlar bem a economia sua e de seu time, tenha certeza que seu jogo irá melhorar. Sendo assim, vamos ao básico do básico.
1) Todo round ganho por matar o time inimigo ou pelo relógio (CT), todos do time ganham $3250.
2) Todo round ganho por C4, sendo explodido (TR) ou defusado (CT), todos do time ganham $3500.
3) E se o C4 for plantado mas defusado, o time TR ganha um bônus de $800.
Quando o time perde um round pela 1ª vez, ganha $1400. Na 2ª vez, $1900. Na 3ª vez, $2400. Na 4ª vez, $2900. Do 5º round em diante, $3400.
Por isso é bom ficar ligado no placar da partida.
Se seu time ganhar 4-5 rounds seguidos, perder o próximo e logo em seguida ganhar, vocês resetaram a economia do inimigo.
Então, se prepare para um rush, um forçado bem sem vergonha, porque invariavelmente eles NÃO vão ter muito dinheiro. Compre pelo menos uma granada incendiária/molotov e HE para travar e punir o rush deles e verifique cada canto em que avançar.
O que fazer no 1º round (pistol)
CT • Compre colete, ou outra pistola e granadas ou até mesmo defuse, isso vai depender do seu estilo de jogo e da forma como você gosta de jogar.
 • Tente atirar na cabeça, e mantenha a distância (a vantagem é sempre do CT, por que essas tanto a USP quanto à P2000 têm maior vantagem na distância). 
TR
• Compre colete ou uma pistola e granada(s) • Se você nunca consegue matar alguém no pistol, dê preferência para comprar granadas. Smoke e duas flashs ou molotov e smoke. As flashs e smoke irão ajudar na entrada do bomb e o molotov vai ser útil para atrasar o retake dos CTs ou até mesmo evitar que o C4 seja defusado. 
O que fazer no 2º round (anti-eco)
CT
Ganhou?
• Dê preferência para SMGs (ou até mesmo shotguns, dependendo de onde você estiver marcando). Agora é hora de fazer dinheiro, e você vai ganhar $600 por cada kill de SMG e $900 de shotgun • Não recomendo comprar P90. Além de ser mais caro que um Rifle, você vai ganhar $300 por kill, e não $600 como na outras SMGs. • Se possível, faça colete2. O inimigo estará com armas "fracas" e o capacete pode te salvar. 
Perdeu?
• Compre colete1 e uma pistola melhor (P250, Five Seven/CZ ou Deagle). Se sobrar dinheiro, uma granada. • Se você for awper e não quiser gastar toda sua grana, pode comprar somente uma P250. É o melhor custo benefício e não vai atrapalhar tanto sua economia. Mas evite fazer eco seco. 
TR
Ganhou?
• Mesma coisa dos CTs: preferência para SMGs para criar uma boa economia e, se possível, colete2 
Perdeu mas plantou?
• Eco seco. Você vai deixar de comprar agora para poder comprar no 3º round • No máximo, uma P250, caso você tenha matado alguém no round anterior. Mas lembre-se que você vai precisar matar 2 CTs para conseguir lucrar. Se matar 1, não mudou sua economia mas tirou arma do CT. Se não matar ninguém, pode te faltar uma granada no próximo round 
Perdeu e não plantou?
• Mesma coisa dos CTs: colete1 e uma pistola melhor. Se sobrar, alguma granada • Também, se for awper, uma P250 ou a mesma coisa de cima 
Posso comprar uma M4/AK depois de ganhar o pistol?
Pode, mas além de gastar muito com a arma e ganhar pouco por kill ($300), você se arrisca a entregar uma arma importante logo de cara para o time inimigo. Perder o segundo round após ganhar o pistol é muito mais comum do que se imagina.
E por que tem TR que planta, perde e mesmo assim comprar tudo no 2º round?
São situações muito específicas. Ou esse time foi espancado no 1º half e não tem como fazer mais round eco, ou plantaram o C4 e só sobrou um CT pra defusar. Neste 2º caso, 4 CTs vão precisar refazer colete e irão comprar armas mais baratas. Sendo assim, o TR (com a grana extra do plant) pode fazer colete e SMG/Rifle. Não é aconselhado, mas vai na hora o que o time decidir.
Por que não fazer 2 rounds eco depois de perder o pistol?
Se você só comprou o colete, vai sobrar $150. Somando $1400 pelo 1º round perdido, você vai ter $1550. Somando $1900 pelo o 2º round perdido em sequência, você vai ter $3550. Somando $2400 pelo 3º round perdido em sequência, você vai ter $5850 para usar no 4º round (1º armado).
Se você gastar tudo no 2º round e ainda perder, vai ganhar os $1900 por perder, vai fazer o eco seco no 3º, ganhar $2400 e, na pior das hipóteses (se não matar ninguém), começar o 4º round com $4300. É uma diferença boa? Sim, mas é muito melhor arriscar a vitória do 2º round e quebrar a economia do outro time do que entregar 2 rounds de graça.
Dicas úteis e inúteis
Periféricos
• Invista em periféricos de qualidade (mouse, monitor e headset, de preferência). Não é o mais caro que vai te fazer jogar melhor, lembre-se. Pesquise, porque têm muita coisa superestimada no mercado. • Qual dpi e sensibilidade usar? Isso é pessoal. Mas não aconselho mais de 800dpi. 
Já a sensibilidade, ache um meio-termo entre sua movimentação e spray. Uma sensibilidade muito alta pode te ajudar a mirar e movimentar melhor, mas cagar todo seu spray. Também, uma sensibilidade muito baixa pode deixar seu spray mais fácil, mas te fazer "remar" muito e se enrolar todo na movimentação
• Microfone. Se você não tem um microfone, não jogue competitivo. Deixar de passar informações úteis para seus companheiros vai estragar o seu e o jogo dos outros • Qual resolução devo usar? Isso também é pessoal. Dê preferência para a performance, alto FPS. Se seu PC é limitado, use uma resolução mais baixa • Normal, black bars ou stretched? 
Também é pessoal. Na resolução normal (16:10 ou 16:9) você tem um maior campo de visão. Com black bars (4:3) você perde esse maior campo de visão, mas se concentra mais na tela, por ser menor
Situações de jogo
• De CT, definam a posição de cada um. Se ver que mesmo assim um retardad0 está indo marcar junto onde já está "cheio", mude você de posição. No próximo round, avise e troque (caso você queira aprovetar o respaw para pescar algum lugar, por exemplo). MAS todavia, lembre-se de AVISAR, PEDIR para o seu companheiro. CS:GO é comunicação. • De TR, combinem uma estratégia no começo ou trabalhem e decidam durante o round. • Sempre avise onde está indo. Seja de CT ou TR. • Morreu? Passe informação daquilo que você viu. Onde aconteceu, localização, quantidade de inimigos, arma(s)... • Já passou as informações necessárias aos companheiros? Agora cala a boca. É a vez dele de jogar. Ficar falando, mesmo que seja sobre a situação, vai atrapalhar mais do que ajudar. Não fique narrando a performance do seu companheiro. • Embora eu ache que esse conselho seja muito subjetivo, eu aconselharia não começar o round jogando todas as suas granadas. Use-as com consciência. Um molotov ou HE numa situação de afterplant é mais do que bem-vindo • Use a tecla SHIFT (ou a tecla bindada para você andar). Não saia cavalgando e denunciando sua posição. Muito menos denunciando a posição do seu companheiro! • Seja um bom teammate. Não fale bosta ao seu companheiro por um erro. Incentive o time em situações difíceis. Xingar os companheiros não adiantar nada. Pode acontecer tanta coisa do outro lado e beneficiar vocês. Mas se o time ficar abatido, acabou a partida. Não seja tóxico, porque ninguém merece pessoas tóxicas na vida. • Nunca jogue o C4 no chão quando o time estiver pronto para entrar no bomb ou quando souber que há um inimigo por perto. Ele vai ouvir o barulho e chamar backup. Se estiver com o C4 e for o primeiro a dar a cara, jogue "encostado" em seu companheiro, para que ele pegue o C4 sem fazer barulho. • Tente designar uma tecla/botão para cada granada. Ficar ciclando granadas pode acabar te confundindo e te fazer jogar a granada errada. • É clutch? SEGURE SHIFT ATÉ O INIMIGO DESCOBRIR SUA POSIÇÃO. Não recarregue (só se tiver certeza que o inimigo está longe), não puxe granada (mesma situação de recarregar)... Agora é hora de focar, não fazer barulho, escutar tudo. • É afterplant e você é TR? Use o tempo a seu favor. Você não precisa matar o(s) CT(s). O simples fato de ficar atrapalhando ele tentando defusar, pode te garantir o round (NÃO DÊ A CARA SE NÃO FOR NECESSÁRIO). • Round armado e a grana tá curta de CT? Dê preferência para colete1 e kit em vez de colete2. Você vai gastar $50 a mais, mas os 5 segundos de diferença podem ser cruciais. Seu capacete é inútil contra um tiro de AK. Mas lembrando, somente em rounds que você tem certeza que é armado • Não entre no bomb de peito aberto. Use suas granadas. Uma smoke para cobrir a visão do CT, uma flash para cegar, um molotov para tirar o CT de posição... E sempre, SEMPRE, avise seus companheiros. • Saiba quando usar a faca. Início de round, após atirar e fugir... Não ande com a faca na mão simplesmente por andar. Você pode dar de cara com o inimigo, e até puxar a arma, já vai estar lamentando. A pistola te permite uma velocidade próxima e também a reação com poder de fogo • Não fique perdido no mapa, mongando, enquanto seus companheiros estão decidindo uma entrada. Mire num lugar, cubra as costas deles, faça a função de lurker... 
Melhorando seu jogo
• Tenha noção do spray das armas que você mais usa. Não atire contando somente com a sorte. • Aqueça antes! Seja num DM ou mapa customizado. Aqueça seu spray, reflexo, tempo de reação. Como diria o gêmeo Hen1, veja se “o mar está para peixe.” • Eu particularmente não jogo com o /all ativada, ou seja, eu não deixo o outro time se comunicar comigo, uso sempre o comando "cl_mute_team_enemy 1" para evitar de me estressar à toa por provocações. Ah, e se têm um cara do meu time me irritando, eu muto ele também. É foda, porque CS é comunicação, mas eu tenho tempo suficiente de jogo pra saber que ficar ouvindo aquela pessoa não fará bem pra mim. 
Glossário e acrônimos
• Afterplant: Período após o C4 ser plantado • Away: Jogador ausente (Não seja esse cara, se precisar sair, pede um pause, ou se acontecer algo sério, quite do jogo, mas não fica parado). • Awper: Jogador de AWP • Backup / back: Solicitação de reforço do CT para aquela área • Bangar: Atirar uma flash • Boludo: É um “xingamento” destinado às pessoas que não moram no Brasil, mas sim na américa latina em geral. Argentinos, Chilenos, Uruguaios, enfim.. • Bombsite / bomb: A ou B. Os lugares de plantar o C4 • C4: Bomba que os terroristas precisam plantar • Camper: Jogador com o teclado quebrado • Clan: Seu time, equipe • Clutch: Situação sob pressão onde você está sozinho contra o(s) inimigo(s) (Ex:1 x 2 ou 1 x 3 e seguintes). • Colete1: Colete sem o capacete ( B-5-1) • Colete2: Colete e capacete (B-5-2) • Comp: Partida competitiva • Cover: Solicitação de proteção para vigiar determinada área (geralmente costas) • CT: Contra-terrorista(s) • D2: Mapa de_dust2 • Deagle: Desert Eagle (B-1-5) • Defuse: Kit defuse (B-5-4) • Defusar: Desarmar o C4 • DM: Deathmatch (mata-mata) • Drop: Dar ou receber uma arma • Eco: Round econômico • Eco seco: Não compra nada, p0rra! • Entry: O TR que sempre entra primeiro no bomb (geralmente o que se fode) • Firerate: Poder de fogo (velocidade) • Flash: Aquela granada que você usa pra cegar os amigos e inimigos • Forçado: Round onde o dinheiro não é o suficiente mas todos compram o essencial, então compra o que dá. • GG / GGWP: Good Game / Good Game Well Played • HE: Granada explosiva (B-6-4) • Kit: Kit defuse (B-5-4) • Lag: Conexão travada causada pela sua internet bosta • Lancheira/Marmita: Forma carinhosa como os pratas chamam o C4 • Lurker: Famoso costinha. Cuida da retaguarda e pune o avanço do CT • Mata pombo: SSG 08 (B-4-3) • Miado/melado/tomou mel: Inimigo que tomou dano ou que está com pouca vida • Ninja: Aquele defuse maroto mesmo com TR(s) vivo(s) vigiando o bomb • Pistol: Pistola ou 1º e 16º round da partida • Pistolete: Pistola + Colete1 • Player: Jogador • Retake: Situação onde os CTs precisam retomar o bomb dos TRs e defusar o C4 • Rifle: Rifles de assalto (B-4) • Rush: Aquela correria contra o inimigo, todo mundo no mesmo lugar, ao mesmo tempo, sem parar (geralmente é no bomb B). • SMG: Submetralhadora (B-3) • Smoke: Granada de fumaça (B-6-5) • Spray: Padrão de "desenho" formado pelo impacto dos projéteis em modo automático • Teammate: Companheiro de time • Teco-Teco : Auto sniper (SCAR-20 e G3SG1) • TK (teamkill): Matar ou causar dano no companheiro de equipe • Tóxico: Jogador que só fala bosta e atrapalha o time. • TR: Terrorista(s) • Walk: Andar (shift) sem fazer barulho • Xiu: Cala a boca e não faz barulho • Zé plantinha: Jogador pilantra que só entra no bomb quando está limpo 
Adaptação deste guia e site
submitted by TheBrB11 to CSGO_Brasil [link] [comments]


2018.07.02 04:15 thiagogamer765 RAINHA MARIA PADILHA

SE VOCÊ NÃO TEM CERTEZA DO AMOR QUE VOCÊ SENTE POR ELa, NÃO FAÇA ESSA ORAÇÃO,POIS ELA NUNCA MAIS TE ABANDONARÁ, NUNCA MAIS SAIRÁ DO SEU PÉ E TE AMARÁ PELO RESTO DOS SEUS DIAS...
. Faça e verá o que acontece, oração poderosa para amarrar a Pessoa Amada. Em 10 minutos após publicar a pessoa vai te ligar, troque as iniciais entre parênteses. importante ter Fé. RAINHA MARIA PADILHA que (dcmc)nesse momento esteja pensando em mim e querendo a todo custo estar ao meu lado, querendo me ver, me abraçar e me beijar, que sua boca sinta muita vontade de me beijar e que sua mente só tenha a minha presença.
Que (dcmc) me procure ainda hoje, AGORA me chamando para ficar ao seu lado e dizendo que me ama e que tomou a decisão certa e definitiva. Assim seja! Minha Rainha Pomba Gira Maria Mulambo, Rainha das sete Encruzilhadas, peço assim: vá onde (dcmc) esta e faça com que ela não descanse enquanto não falar comigo, pelos poderes da terra, pela a presença do fogo, pela inspiração do ar, pelas virtudes das águas, invoco as 13 almas Benditas. Pela força dos corações sagrados e das lágrimas derramadas por amor, para que se dirija onde (dcmc) estiver me dê muito amor, carinho e queira ficar COMIGO PRA
SEMPRE. Que (dcmc) jamais deseje outra pessoa QUE NÃO SEJA EU, e que ela tenha olhos só para mim.
Salve Pomba Gira Maria Mulambo, Rainha das sete Encruzilhadas, te peço assim: Gira, vai mulher gira, gira ao meu favor, gira ao meu favor e traga(dcmc) pra mim. E pedindo assim: Ar move, fogo transforma, água forma, terra cura, e vai girando, e a roda vai girando, vai trazer para mim(dcmc)de volta o mais rápido possível, louca e muita apaixonada, que dessa vez ela volte definitivamente pros meus braços. Que(dcmc) ame somente a mim e me faça muito feliz. Que seja carinhosa comigo, que não consiga olhar para nenhum outro homem que não seja eu. Que se sinta bem somente ao meu lado, que sinta minha falta e venha ao meu Encontro, e me peça para que eu nunca a abandone. Que (dcmc)
queira ficar comigo PRA SEMPRE. Assim seja, assim será, assim está feito. Salve Pomba Gira Maria Mulambo, Salve Sete Saias, Salve suas irmãs, Maria Padilha, Arrepiada e todas as outras da Falange.
Salvem! Sete Saias, minha boa e gloriosa princesa, conheço a tua força e o teu poder, te peço atenda o meu pedido. Que (dcmc) não durma e não descanse se não tiver a certeza que estamos juntos, que o corpo de (dcmc) queime de desejo por mim. Que (dcmc) fique cega para outros homens que ela não consiga ver ninguém como homem, que outros homens nunca consigam chamar a atenção dela, somente eu terei esse poder. Que(dcmc) não consiga nunca ter desejo e nem fazer sexo com NENHUMA
outro HOMEM QUE NÃO SEJA EU. Que (dcmc) me assuma de vez em seu coração. Faça Maria Padilha Mulambo, Rainha das sete Encruzilhadas com que(dcmc) sinta-se bem só de ouvir minha voz E QUE ELA
ME DESEJE PRA SEMPRE. Que (dcmc) sinta por mim um desejo fora do normal como nunca sentiu por ninguém e nunca sentirá. Pelos Sete Exus que acompanham seus passos, rogo e suplico que amarre (dcmc) nos Sete nós de sua saia, e nos Sete guizos de sua roupa, somente para mim(HJAS) Agradeço por estar trabalhando ao meu favor e vou divulgar seu nome em troca desse pedido minha gloriosa Pomba Gira. Maria Padilha traga (dcmc) para mim hoje, agora e sempre fazendo com que elA se torne minha definitivamente. Ainda que (dcmc) resista, que com seu poder coração. Confio no poder das Falanges da Maria Padilha, Rainha das Sete Encruzilhadas! sopre o meu nome no ouvido dela(dcmc.) para que ela me procure hoje. Que (dcmc) não consiga parar de pensar em mim, não consiga ficar longe de mim, pois terá medo de me perder. Que venha, feito uma cobra rastejante, humilde e mansa, que venha dizendo que me quer sempre ao seu lado, assim possamos ter um bom convívio. Assim seja e assim será! Eu profetizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, que (dcmc) vai vir correndo atrás de mim AGORA!, louca e apaixonada, o mais rápido possível pedindo para ficar comigo PRA SEMPRE, pois somente minha boca terás vontade e prazer de beijar, (dcmc) você vai me assumir de vez em seu Pomba Gira, Rainha das Sete Encruzilhadas, cada vez que for lida essa oração, mais forte ela se fará, estarei publicando esta oração como oferenda, pedindo que me conceda o pedido de fazer com que (dcmc) fique para sempre comigo. Sei que os Espíritos da Falange da Pomba Gira já estão soprando o meu nome no ouvido de (dcmc), e ela não conseguirá fazer MAIS nada ENQUANTO não VIER falar comigo. Confio no poder das Sete Encruzilhadas, e vou continuar divulgando essa oração poderosa por sete dias. Que assim seja assim será e assim está feito.SE VOCÊ NÃO TEM CERTEZA DO AMOR QUE VOCÊ SENTE POR ELA, NÃO FAÇA ESSA ORAÇÃO, POIS ELE NUNCA MAIS TE ABANDONARÁ, NUNCA
MAIS SAIRÁ DO SEU PÉ E TE AMARÁ PRA SEMPRE
submitted by thiagogamer765 to occultbrazil [link] [comments]


2018.06.30 03:21 thiagogamer765 RAINHA MARIA PADILHA

SE VOCÊ NÃO TEM CERTEZA DO AMOR QUE VOCÊ SENTE POR ELa, NÃO FAÇA ESSA ORAÇÃO,POIS ELA NUNCA MAIS TE ABANDONARÁ, NUNCA MAIS SAIRÁ DO SEU PÉ E TE AMARÁ PELO RESTO DOS SEUS DIAS...
. Faça e verá o que acontece, oração poderosa para amarrar a Pessoa Amada. Em 10 minutos após publicar a pessoa vai te ligar, troque as iniciais entre parênteses. importante ter Fé. RAINHA MARIA PADILHA que (dcmc)nesse momento esteja pensando em mim e querendo a todo custo estar ao meu lado, querendo me ver, me abraçar e me beijar, que sua boca sinta muita vontade de me beijar e que sua mente só tenha a minha presença.
Que (dcmc) me procure ainda hoje, AGORA me chamando para ficar ao seu lado e dizendo que me ama e que tomou a decisão certa e definitiva. Assim seja! Minha Rainha Pomba Gira Maria Mulambo, Rainha das sete Encruzilhadas, peço assim: vá onde (dcmc) esta e faça com que ela não descanse enquanto não falar comigo, pelos poderes da terra, pela a presença do fogo, pela inspiração do ar, pelas virtudes das águas, invoco as 13 almas Benditas. Pela força dos corações sagrados e das lágrimas derramadas por amor, para que se dirija onde (dcmc) estiver me dê muito amor, carinho e queira ficar COMIGO PRA
SEMPRE. Que (dcmc) jamais deseje outra pessoa QUE NÃO SEJA EU, e que ela tenha olhos só para mim.
Salve Pomba Gira Maria Mulambo, Rainha das sete Encruzilhadas, te peço assim: Gira, vai mulher gira, gira ao meu favor, gira ao meu favor e traga(dcmc) pra mim. E pedindo assim: Ar move, fogo transforma, água forma, terra cura, e vai girando, e a roda vai girando, vai trazer para mim(dcmc)de volta o mais rápido possível, louca e muita apaixonada, que dessa vez ela volte definitivamente pros meus braços. Que(dcmc) ame somente a mim e me faça muito feliz. Que seja carinhosa comigo, que não consiga olhar para nenhum outro homem que não seja eu. Que se sinta bem somente ao meu lado, que sinta minha falta e venha ao meu Encontro, e me peça para que eu nunca a abandone. Que (dcmc)
queira ficar comigo PRA SEMPRE. Assim seja, assim será, assim está feito. Salve Pomba Gira Maria Mulambo, Salve Sete Saias, Salve suas irmãs, Maria Padilha, Arrepiada e todas as outras da Falange.
Salvem! Sete Saias, minha boa e gloriosa princesa, conheço a tua força e o teu poder, te peço atenda o meu pedido. Que (dcmc) não durma e não descanse se não tiver a certeza que estamos juntos, que o corpo de (dcmc) queime de desejo por mim. Que (dcmc) fique cega para outros homens que ela não consiga ver ninguém como homem, que outros homens nunca consigam chamar a atenção dela, somente eu terei esse poder. Que(dcmc) não consiga nunca ter desejo e nem fazer sexo com NENHUMA
outro HOMEM QUE NÃO SEJA EU. Que (dcmc) me assuma de vez em seu coração. Faça Maria Padilha Mulambo, Rainha das sete Encruzilhadas com que(dcmc) sinta-se bem só de ouvir minha voz E QUE ELA
ME DESEJE PRA SEMPRE. Que (dcmc) sinta por mim um desejo fora do normal como nunca sentiu por ninguém e nunca sentirá. Pelos Sete Exus que acompanham seus passos, rogo e suplico que amarre (dcmc) nos Sete nós de sua saia, e nos Sete guizos de sua roupa, somente para mim(HJAS) Agradeço por estar trabalhando ao meu favor e vou divulgar seu nome em troca desse pedido minha gloriosa Pomba Gira. Maria Padilha traga (dcmc) para mim hoje, agora e sempre fazendo com que elA se torne minha definitivamente. Ainda que (dcmc) resista, que com seu poder coração. Confio no poder das Falanges da Maria Padilha, Rainha das Sete Encruzilhadas! sopre o meu nome no ouvido dela(dcmc.) para que ela me procure hoje. Que (dcmc) não consiga parar de pensar em mim, não consiga ficar longe de mim, pois terá medo de me perder. Que venha, feito uma cobra rastejante, humilde e mansa, que venha dizendo que me quer sempre ao seu lado, assim possamos ter um bom convívio. Assim seja e assim será! Eu profetizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, que (dcmc) vai vir correndo atrás de mim AGORA!, louca e apaixonada, o mais rápido possível pedindo para ficar comigo PRA SEMPRE, pois somente minha boca terás vontade e prazer de beijar, (dcmc) você vai me assumir de vez em seu Pomba Gira, Rainha das Sete Encruzilhadas, cada vez que for lida essa oração, mais forte ela se fará, estarei publicando esta oração como oferenda, pedindo que me conceda o pedido de fazer com que (dcmc) fique para sempre comigo. Sei que os Espíritos da Falange da Pomba Gira já estão soprando o meu nome no ouvido de (dcmc), e ela não conseguirá fazer MAIS nada ENQUANTO não VIER falar comigo. Confio no poder das Sete Encruzilhadas, e vou continuar divulgando essa oração poderosa por sete dias. Que assim seja assim será e assim está feito.SE VOCÊ NÃO TEM CERTEZA DO AMOR QUE VOCÊ SENTE POR ELA, NÃO FAÇA ESSA ORAÇÃO, POIS ELE NUNCA MAIS TE ABANDONARÁ, NUNCA
MAIS SAIRÁ DO SEU PÉ E TE AMARÁ PRA SEMPRE
submitted by thiagogamer765 to brazilianmagick [link] [comments]


2018.06.30 03:19 thiagogamer765 RAINHA MARIA PADILHA

SE VOCÊ NÃO TEM CERTEZA DO AMOR QUE VOCÊ SENTE POR ELa, NÃO FAÇA ESSA ORAÇÃO,POIS ELA NUNCA MAIS TE ABANDONARÁ, NUNCA MAIS SAIRÁ DO SEU PÉ E TE AMARÁ PELO RESTO DOS SEUS DIAS...
. Faça e verá o que acontece, oração poderosa para amarrar a Pessoa Amada. Em 10 minutos após publicar a pessoa vai te ligar, troque as iniciais entre parênteses. importante ter Fé. RAINHA MARIA PADILHA que (dcmc)nesse momento esteja pensando em mim e querendo a todo custo estar ao meu lado, querendo me ver, me abraçar e me beijar, que sua boca sinta muita vontade de me beijar e que sua mente só tenha a minha presença.
Que (dcmc) me procure ainda hoje, AGORA me chamando para ficar ao seu lado e dizendo que me ama e que tomou a decisão certa e definitiva. Assim seja! Minha Rainha Pomba Gira Maria Mulambo, Rainha das sete Encruzilhadas, peço assim: vá onde (dcmc) esta e faça com que ela não descanse enquanto não falar comigo, pelos poderes da terra, pela a presença do fogo, pela inspiração do ar, pelas virtudes das águas, invoco as 13 almas Benditas. Pela força dos corações sagrados e das lágrimas derramadas por amor, para que se dirija onde (dcmc) estiver me dê muito amor, carinho e queira ficar COMIGO PRA
SEMPRE. Que (dcmc) jamais deseje outra pessoa QUE NÃO SEJA EU, e que ela tenha olhos só para mim.
Salve Pomba Gira Maria Mulambo, Rainha das sete Encruzilhadas, te peço assim: Gira, vai mulher gira, gira ao meu favor, gira ao meu favor e traga(dcmc) pra mim. E pedindo assim: Ar move, fogo transforma, água forma, terra cura, e vai girando, e a roda vai girando, vai trazer para mim(dcmc)de volta o mais rápido possível, louca e muita apaixonada, que dessa vez ela volte definitivamente pros meus braços. Que(dcmc) ame somente a mim e me faça muito feliz. Que seja carinhosa comigo, que não consiga olhar para nenhum outro homem que não seja eu. Que se sinta bem somente ao meu lado, que sinta minha falta e venha ao meu Encontro, e me peça para que eu nunca a abandone. Que (dcmc)
queira ficar comigo PRA SEMPRE. Assim seja, assim será, assim está feito. Salve Pomba Gira Maria Mulambo, Salve Sete Saias, Salve suas irmãs, Maria Padilha, Arrepiada e todas as outras da Falange.
Salvem! Sete Saias, minha boa e gloriosa princesa, conheço a tua força e o teu poder, te peço atenda o meu pedido. Que (dcmc) não durma e não descanse se não tiver a certeza que estamos juntos, que o corpo de (dcmc) queime de desejo por mim. Que (dcmc) fique cega para outros homens que ela não consiga ver ninguém como homem, que outros homens nunca consigam chamar a atenção dela, somente eu terei esse poder. Que(dcmc) não consiga nunca ter desejo e nem fazer sexo com NENHUMA
outro HOMEM QUE NÃO SEJA EU. Que (dcmc) me assuma de vez em seu coração. Faça Maria Padilha Mulambo, Rainha das sete Encruzilhadas com que(dcmc) sinta-se bem só de ouvir minha voz E QUE ELA
ME DESEJE PRA SEMPRE. Que (dcmc) sinta por mim um desejo fora do normal como nunca sentiu por ninguém e nunca sentirá. Pelos Sete Exus que acompanham seus passos, rogo e suplico que amarre (dcmc) nos Sete nós de sua saia, e nos Sete guizos de sua roupa, somente para mim(HJAS) Agradeço por estar trabalhando ao meu favor e vou divulgar seu nome em troca desse pedido minha gloriosa Pomba Gira. Maria Padilha traga (dcmc) para mim hoje, agora e sempre fazendo com que elA se torne minha definitivamente. Ainda que (dcmc) resista, que com seu poder coração. Confio no poder das Falanges da Maria Padilha, Rainha das Sete Encruzilhadas! sopre o meu nome no ouvido dela(dcmc.) para que ela me procure hoje. Que (dcmc) não consiga parar de pensar em mim, não consiga ficar longe de mim, pois terá medo de me perder. Que venha, feito uma cobra rastejante, humilde e mansa, que venha dizendo que me quer sempre ao seu lado, assim possamos ter um bom convívio. Assim seja e assim será! Eu profetizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, que (dcmc) vai vir correndo atrás de mim AGORA!, louca e apaixonada, o mais rápido possível pedindo para ficar comigo PRA SEMPRE, pois somente minha boca terás vontade e prazer de beijar, (dcmc) você vai me assumir de vez em seu Pomba Gira, Rainha das Sete Encruzilhadas, cada vez que for lida essa oração, mais forte ela se fará, estarei publicando esta oração como oferenda, pedindo que me conceda o pedido de fazer com que (dcmc) fique para sempre comigo. Sei que os Espíritos da Falange da Pomba Gira já estão soprando o meu nome no ouvido de (dcmc), e ela não conseguirá fazer MAIS nada ENQUANTO não VIER falar comigo. Confio no poder das Sete Encruzilhadas, e vou continuar divulgando essa oração poderosa por sete dias. Que assim seja assim será e assim está feito.SE VOCÊ NÃO TEM CERTEZA DO AMOR QUE VOCÊ SENTE POR ELA, NÃO FAÇA ESSA ORAÇÃO, POIS ELE NUNCA MAIS TE ABANDONARÁ, NUNCA
MAIS SAIRÁ DO SEU PÉ E TE AMARÁ PRA SEMPRE
submitted by thiagogamer765 to u/thiagogamer765 [link] [comments]


2018.04.13 22:38 Hypnnotic Quando PTSD não é pra chamar a atenção

Diga o que você quiser de mim agora Eu estou tão decepcionada comigo mesma Eu estou cansada de fazer favores E quando você faz as pessoas sempre querem mais E eu já tirei tudo de mim Eu estou tentando só não desaparecer Mas as pessoas preferem fantasmas que sorriem a pessoas reais com memórias Me dizem para esquecer o tempo todo E eu tento. O tempo todo. Até que eu começo a desaparecer Em sorrisos, histórias e dias falsos Se eu fingir que estou bem isso vai ser real para você? Eu fique boa em fingir. Em esquecer. Em desaparecer. Mas está lá. Sempre esteve lá. E eu sei disso agora. Um dia. Uma hora. Foi o bastante para me fazer voltar no tempo. Exatamente como se nenhum segundo tivesse passado. E então quando eu quebro todos se revoltam. Como se eu não pudesse por um momento existir fora de uma equação. "Apenas esqueça". Talvez essa seja a parte mais ofensiva A indiferença daqueles que conhecem o inferno apenas como uma palavra. O desdém. A falsa superioridade incutida em suas mentes arrogantes daqueles que se acham fortes. Dos que vem a tortura como um espetáculo; filmes, livros, quem sabe até mesmo aquele pornô que eles juram que acham nojento? Eu tenho certeza que você esqueceu o filme. O livro. O vídeo em que a mocinha vestida de colegial era fodida em sequência por um grupo de estranhos enquanto ouvia todo tipo de atrocidades. Foi divertido? Você se animou para falar com seus amigos sobre como a história era fantástica? Ou então como a protagonista era burra! Meu Deus, mereceu! Fosse eu jamais teria feito aquilo. Era óbvio que ela podia escapar. Falar para alguém. Fazer parar. A ficção não é fascinante? Nos permite transportar nossa mente para um mundo de fantasias em que podemos ser quem quisermos; rainhas, bruxos, vítimas de um filme de terror. E nós sempre faríamos melhor. Porque sabemos mais. Porque não é tão difícil assim. Não foi divertido?! Aí esquecemos! A trivialidade de uma história tão distante da nossa realidade jamais ocuparia mais do que algumas horas de nossa mente. Só que isso não é uma história. Isso é a minha realidade. E ainda que lembrar não seja agradável, não me diga para esquecer porque diferente de você eu não pude fechar o livro, sair do cinema ou simplesmente ignorar. Cada segundo. Cada toque. Cada sílaba. Me tocou em lugares que você nunca vai conhecer, simplesmente porque tem a profundidade emocional e a força de espírito de um inseto. Não me diga para esquecer quando você não sabe o que é dor de verdade. Horror de verdade. Tortura de verdade. Você me diz para não morrer mas também não me quer como eu sou: Com marcas. Com memórias. Com falhas. Com quedas. Humana. PTSD não é uma brincadeira. É um fardo que eu vou ter que carregar para sempre. Porque faz parte de mim. Porque aconteceu. Porque essa é a verdade. A realidade. Na vida real com pessoas reais você não simplesmente arranca um capítulo que não gostou como em um livro. A gente pode até fingir, mas na hora em que entrou em contato com o ar da vida real pegou fogo. E você espera apagar um incêndio que está queimando o meu universo inteiro simplesmente me mandando esquecer? Suas palavras são como gasolina. Mas tudo bem, porque não é você quem vai se queimar, não é mesmo? Eu sou a mocinha burra do filme que todos falam para não subir a escada. Que é estúpida. Que é covarde. Que é fraca. Mas você sabe como as garotas burra e fracas da vida real apagam incêndios? Com sangue. Ficou perturbado? Irritado? Com medo?Nojo? Ah, apenas esqueça! Supere e esqueça! Tenho certeza que você consegue! Até porque, essa não é a sua vida. É apenas um texto.
submitted by Hypnnotic to desabafos [link] [comments]


2017.09.11 12:34 gilsonvilain Dorocaso — Corações de Areia

Dorocaso Corações de Areia
“Essas alegrias serão jogadas ao esmo. A areia vai consumir suas lembranças até a última gota, e quando não sobrar mais nada você vai virar areia.” Jochasta, rainha dos esquecidos.
De pé ele olhava para as nuvens no céu sem sentir seus pés. Caminhando eternamente sem destino, elas vagavam escuras e carregadas como ele nunca havia imaginado. O solo é engolido pelo breu e os escorpiões alaranjados saem da areia. Cavando e cavando, centenas de lacraus submergem do da escuridão, brilhando e batendo suas garras como soldados marchando para o combate. O medo lhe puxa pela espinha, mas suas mãos estão vazias. Ao longe uma sombra de luz surge na imensidão.
-Davi! A cidade chegou! Davi! Você ainda não acordou? –Disse Franz ao lado da porta. Seus cabelos loiros iluminavam demais para sua vista adormecida. Piscando com força seus olhos, devagar ele se esticava na cama de esponja até sentir suas articulações despertarem. –Hoje não é o seu dia de vender as beterrabas? –Como um soco no peito ele se levantou. O sol já se erguera, e ele ainda estava ali.
-Chuva! –Disse o rapaz se pondo de pé velozmente, apenas para sentir uma tontura e perder parcialmente a visão tendo que se apoiar nas paredes para se manter. Calçando os sapatos escuros e com cheiro engraçado ele se ergueu novamente. Desviando das pequenas lâminas curvadas no chão, ele achou seu caminho até Franz.
-Eu e o Caiou já colocamos as caixas no Sableridge, até que horas você ficou afiando as talons? –Disse o Franz cedendo espaço para que Davi passasse correndo para as escadas. –E não esqueça de comprar um filtro novo para o reservatório!
Subindo as escadas como um lobo atrás de sua presa, Davi vê de relance Seth, Nami e Gilli sentados na mesa da cozinha. –Até as crianças já estão acordadas e eu aqui. –Subindo as escadas enquanto afivelava o cinto marrom, ele se voltou para a janela, olhando ao fundo a grande cidade cinzenta parada no deserto. –Mau dia! –Disse ele pegando a máscara azul presa na parede ao lado do espelho retangular e a colocando em seu rosto. Apertando o fecho e pressionando o único botão em sua lateral, ela se acendeu em um branco fraco. –Ah não!
Olhando a lateral do respirador ele passou o dedo por cima de pontinhos roxos que cercava o gradeado da máscara. Com o polegar pelo lado de dentro ele pressionou o puxador, fazendo as grades se abrirem e liberando a película tomada por centenas de micro pontos que variavam de roxo até rosa fraco. Davi abriu o armário de metal embaixo do espelho deixando que uma brisa gélida saísse. Colocando a película para dentro, fechou a porta e acertou o tempo para quinze segundos. Olhando novamente o espelho ele notou várias manchas de sangue coagulado em seus ombros e braços. Davi deu a volta e foi até a impressora amarelada de sujeira. Pressionando o menu ele selecionou a cor, comprimento da manga e por fim o tamanho, fazendo que a máquina emitisse um som agudo e constante ao passo de que o armário embaixo do espelho soou três apitos seguidos. Retirando a película sem luvas Davi sentiu como se seus dedos fossem derreter, só então sentindo o real frio quando encaixou a lâmina branca de volta na máscara. Vestindo a camisa bege de manga comprida, ele religou o respirador que se acendeu em um branco forte.
Fechando a porta de trás e abrindo a da frente ele foi em direção ao Sableridge. Vários arranhões circundavam o veículo encouraçado, as duas esteiras frontais estavam gastas mas não chegavam ao nível de desgaste dos pneus traseiros. Estes foram remendados tantas vezes que Davi já não sabia se eram feitos de borracha ou de remendo. A lataria perfurada era estrategicamente escondida pela sujeira e a lama viscosa das estradas. –As chaves! –Pensou ele batendo as mãos nos bolsos, só para perceber que não portava nenhuma. –As chaves! Gritou ele em direção a toca.
-Já estão dentro! - Disse Caiou do segundo andar. Davi Se aproximou do painel e ouviu o som de motor. Ele se voltou para Caiou e assentiu com a cabeça.
Poucas estradas cruzam em direção ao grande deserto. A pista de fogo sai da capital até o batalhão especial no sul, circulando o continente e passando por todas as grandes vilas. Usando areia vermelha para montar seus tijolos, a pista de fogo era o jeito mais fácil e seguro para aqueles que não possuíam problemas com o Armata. Ao seu lado muitas trilhas foram feitas ligando pequenas vilas até a pista de fogo, como galhos em um tronco. A estrada de pedra sai das grandes montanhas e se conecta com as estradas de terra, geralmente usadas por contrabandistas ou fugitivos, uma vez que não haviam patrulhas. Davi saiu da toca e seguiu em frente pegando a estrada de barro, o caminho que ele mesmo batizara, ligando a toca até a vila das palmeiras a oeste. Com uma agricultura rudimentar, a vila das palmeiras resistia apenas pela criação de roedores. Fáceis de alimentar eles eram a moeda de troca de algumas dezenas de famílias. De lá ele pegou a estrada de ferro, cruzando a floresta das almas até o grande deserto ao norte. Dali ele já conseguia ver as marcas de pneus na areia, sinal de que estava atrasado. Acelerando ele sentiu o veículo trepidar e perder força, mantendo o acelerador pressionado enquanto reduzia a marcha. Ainda assim a força havia indo embora, e ele seguiu até a pista de fogo na velocidade de um homem correndo. Devagar ele viu rasgando o deserto azul e branco. Mais de mil passos de largura, e outros oito mil de comprimento, com esteiras maiores que a vila das palmeiras, e com pistões mais fortes que dez mil homens, marchando para cima e para baixo, em um compassar estrondoso. Maciça e barulhenta, ela cavava com seus pistões exteriores descendo e subindo como um ferreiro batendo seu martelo, se enterrando mais fundo naquela areia sem dono, ela descansava enquanto ele se apressava. Apertando o pé contra o pedal e tentando aumentar as rotações, ele notou um grupo de pessoas segurando placas. Davi não conseguiu ler o que estava escrito, as manchas azuladas em suas peles tiraram sua atenção. Engatinhando pela estrada de fogo, ele rumou ao sul do titã encouraçado, seguindo outros veículos que jaziam estacionados ali.
Davi estacionou o sableridge ao lado de uma motocicleta de propulsão amarela. Algumas dezenas de veículos estavam ali, ainda assim Davi se surpreendeu com a baixa quantidade. Em temperaturas amenas, aquele pátio sempre estivera lotado de lanchas terrestres e caminhões. No porta-malas ele retirou as quatro caixas cheias de beterrabas, cada uma pesando metade de seu peso. Suas veias saltaram por entre a pele, e com um urro de vontade ele as ergueu caminhando lentamente até a entrada norte.
-Vento! Eu preciso ir até o templo das Lamentações! –Disse uma voz vinda de trás de Davi. Ele girou sua cabeça para procura-la mas no instante seguinte ela havia sumido. –Você tem um carro, pode me levar lá? –Disse a voz. Davi abaixou as caixas e conseguiu ver a moça a sua frente. Bem menor do que ele suspeitava, ela se erguia pouco a cima das quatro caixas deixadas no chão. Olhos cinzentos e lábios fartos, ele não conseguiu distinguir mais nenhuma caraterística dela, além de sua barriga proeminente e arredondada.
-Eu estou indo vender beterrabas na vila. –Disse ele olhando seus braços finos e curtos. –Esse templo fica no norte, não acho que tenha alguém de lá por aqui. –Disse ele se abaixando para pegar as caixas.
-Você não entende, eu preciso ir lá! –Disse ela erguendo a voz e riscando a areia com seu pé.
-Eu entendo, mas agora eu não posso fazer nada para te ajudar. –Disse erguendo novamente as caixas e a perdendo de seu campo de visão.
-Você pode depois? –Perguntou ela com um tom mais doce. Davi começou a andar e não olhou mais para trás. –Vou te esperar aqui!
-Não foi isso que eu quis dizer. –Falou ele alto o suficiente para ouvir suas palavras ecoarem pela vastidão seca, mais baixo o suficiente para não ouvir resposta alguma.
Se arrastando para frente, uma moça de cabelos escuros e longos passou por ele, porventura as caixas ainda tapavam sua visão frontal, o impedindo de conseguiu ver seu rosto. Ele gostava da ideia de andar sem ser percebido. Ao seu lado as vozes vindas da cidade se intensificavam, o empurrando para frente. Ouvindo passos na areia, ele inclinou a cabeça para ver um homem baixo com uma barriga proeminente caminhando de mãos dadas com uma menina de cabelos alaranjados. Os escorpiões voltaram a sua cabeça, e ele desejou que Nissa falasse algo que o puxasse de volta, mas ela estava na toca.
-Chuva! Posso ajudar? –Disse o homem com turbante branco, portando uma máscara amarela e uma barba escura e rala. Davi abaixou as caixas e suspirou por um segundo relaxando os ombros. O homem flexionou os olhos e pequenas bolsas de pele surgiram em cima de suas bochechas.
-Chuva! Eu vou vender as beterrabas. –Disse ele esticando a mão em direção ao homem.
-Os vendedores de comida já estão localizados no setor dois, penso que não há mais espaço para estandes. –Disse o homem o olhando de queixo erguido.
-Eu me atrasei. –Disse Davi abaixando o braço e se aproximando. -Mas eu tenho uma reserva. –Disse batendo as mãos nos bolsos. -E eu conheço o prefeito. –Disse Davi gesticulando com suas mãos armadas em veias proeminentes enquanto ele abria os bolsos internos da camisa.
-Certamente que não conhece. –Disse o homem de turbante. –Uma vez que eu não tenho nem ideia de quem é você, e eu sou o prefeito; Alouite Seeiso. –Disse o homem dois palmos menor que Davi, erguendo ainda mais o queixo para cima. Davi desistiu de procurar a licença e coçando a cabeça.
-Eu deixei na outra camisa! –Percebeu ele olhando para o céu. -Na verdade o prefeito que eu conheço se chama Timothy, ele tem cabelos escuros, é magro e... –Disse Davi gesticulando as medidas com as mãos. –Alto.
-Ah. –Disse Alouite. –Esse é o segundo prefeito. –Disse abaixando a cabeça e apertando os dentes. –De qualquer modo eu sou o prefeito para os assuntos externos da vilavassoura. Eu cuido de quem entra e quem sai.
-Eu sei. –Disse Davi sorrindo por debaixo da máscara. –O Thimoty cuida da manutenção da vila, proteção das pessoas, educação dos jovens, tratamento dos enfermos, conserto das máquinas, contrata os seguranças. –Enumerou Davi olhando para as beterrabas ardendo no sol do deserto. –E o senhor cuida de quem entra e sai. –Disse Davi se mordendo para não o chamar de porteiro.
-Thimoty tem suas funções, eu tenho as minhas. –Disse ele se virando de costas. -E o período para alocação de novos estantes já se encerrou.
-Eu também preciso comprar um filtro. Já acabou o período de entrada de compradores também?
-Hum. –Disse o prefeito de turbante declinando o queixo e encarando os tubérculos. –Você entra, as beterrabas não.
-Tudo bem, quando eu encontrar um vendedor de filtros, eu peço para ele vir até aqui fora retirar o pagamento, o senhor toma conta delas para mim? –Perguntou ele levantando uma caixa e colocando aos pés do prefeito. O homem bufou mais forte e se voltou para recolocar a caixa em cima das outras. Buscando todas as forças de seus braços flácidos, o prefeito ergueu a caixa poucos centímetros do chão, soltando suas alças e voltando a ficar ereto.
-Leve isso daqui. –Disse Alouite ofegante.
-Obrigado senhor prefeito! –Disse Davi erguendo as quatro caixas e seguindo em frente para a o portão de acesso.
-Bem-vindo a vilavassoura. –Disse ele em um tom seco. –Espero vê-lo novamente. –Apertando os olhos e ajeitando o turbante.
O chão de areia afundava a cada passo de Davi. Jogando areia para trás, ele sentia que a cada passo andava menos. Pisando em falso sentiu a areia dar lugar a tábuas de metal. Forçando os joelhos ele subiu a entrada que se elevava pelo menos oito passos do nível do chão. A grande fachada esculpida em madeira e aço, dizia “Village de Balai Cinq”, vilavassoura em uma língua antiga. A gigante de aço possuía metralhadora automáticas acopladas a parte de dentro apontadas para o chão. Aportando e um lugar diferente a cada dois dias, a bordo ela levava mais pessoas que ele conheceria sua vida inteira. Mais cores de cabelo do que tons de céu, mais vozes do que mil autofalantes. O cheiro das comidas, mesmo passando pelo respirador, já encharcava Davi por dentro. Olhando para o arco de entrada, ele viu seis guardas carregando fuzis e ao seu lado um grupo de pessoas rodeando um grande homem de cabelos longos e encaracolados. Davi abaixou as caixas para conseguir olhar por cima, fazendo seus músculos guincharem por dentro, mas seguindo em direção as pessoas.
-Eles andam em caravanas. Centenas de milhares. Caminham até as vilas, e lá destroem tudo. Nada fica para trás, nem os habitantes, é terrível! –Disse a senhora de cabelos curtos usando uma camisa de flores brancas, combinando com sua máscara.
-Devem ter sido mandados pelos homens de sabão. Eles estão há décadas se alastrando pelo litoral. –Disse o senhor de máscara lilás com um guarda-chuva em mãos.
-Não são os homens de sabão, quando paramos na vila da pedra, um soldado me disse que eles comem as pessoas e usam os ossos como adereços, isso é coisa do povo vermelho! –Disse o senhor careca usando um roupão verde.
-Estamos seguros aqui. –Disse o homem no centro, rodando os dedos por entre os fios de cabelo que caiam por seus ombros. –Além disso, todos os relatos são de vilas no Norte. Não há nenhum indício que ela esteja marchando para cá.
-O bosque vermelho foi dizimado. A fumaça chegou até a capital. Quando a Armata foi para o socorro, só haviam cinzas. –Disse a senhora. O homem alto inclinou a cabeça atento a suas palavras quando no meio da multidão, algo pescou sua atenção.
-Com licença. –Disse o homem alto esticando o braço. –Davi?
Davi o olhou e sorriu, ganhando espaço em meio ao aglomerado, colocou as caixas no chão esticou a mão e apertando o antebraço do senhor.
-Chuva Prefeito! –Disse ele chacoalhando o braço e sentindo os dedos finos e longos se apertarem em sua pele.
-Veio vender amoras? –Perguntou o homem de pele clara e lábios roxos e esticados.
-Pretendia. –Respondeu Davi apertando os olhos e observando as beterrabas por um instante até retornar os olhos para o prefeito. Ao seu lado havia uma grande porta dupla de vidro que guardava o estreito corredor em frente, lotado de pessoas andando por entre as lojas. O prefeito girou sua cabeça na mesma direção e coçou o nariz pontiagudo.
-Vamos ver onde eu consigo colocar você. –Disse Timothy dando um tapa em seu ombro. Davi pegou as caixas nos braços e o seguiu enquanto ele entrava na antessala do tumulto. As vozes se mesclavam a multidão atrás do vidro, podia se ouvir tudo, mas nada se entendia.
-Não vi você aqui mês passado. –Disse o prefeito erguendo os braços enquanto a primeira porta de vidro se fechava. No mesmo instante um jato de fumaça quente e clara saiu do chão e inundou toda a parte enquanto o prefeito retirava o respirador. Alguns segundos depois a fumaça se esvaiu pelo teto e a segunda porta se abriu dando acesso ao corredor.
-Mês passado. –Repetiu Davi erguendo as caixas de madeira. –Deu um vazamento lá em casa, tive que desligar todas as saídas de ar, perdemos boa parte da colheita.
-Sinto muito. Suas batatas são ótimas, as cenouras nem tanto. –Disse ele espiando as beterrabas por entre as frestas da caixa. –Você teve mais alguma notícia do Colm? – Davi balançou a cabeça. A mão do prefeito veio ao seu ombro mais uma vez enquanto ele sorria olhando para o chão. -Já pode tirar o respirador. –Disse o prefeito olhando Davi. Cerrando os olhos ele abriu a boca por um suspiro e a fechou. –Eu esqueci, o Colm me contou, mas eu esqueci, desculpa. –Disse ele enquanto Davi erguia o ombro e coçava a cabeça.
Adentrando a multidão de pessoas andando por entre as lojas, o prefeito achava brechas entre os cotovelos e ombros para Davi passar sorrateiramente, avançando entre bolsas e mochilas, sua altura lhe forneci uma visão privilegiado do pátio interno. Alguns passos para frente e uma voz chamou “prefeito! ”. Thimoty se virou e viu um sujeito de pele escura com olhos vermelhos. Com os dedos o prefeito gesticulou pequenos círculos, voltando sua cabeça para frente e seguindo até a segunda parte sem se virar para trás.
-Aqui estamos! –Disse o prefeito olhando o círculo de vendedores sentados em frente a caixas de legumes. –Você vende amoras, amoras são como alfaces não? –Perguntou ele, jogando um cacho de cabelos para trás enquanto olhava para as alfaces.
-Os dois são plantas, mas acho que beterrabas entram mais na sessão de raízes. –Respondeu Davi.
-Hahahahaha raízes! Mas não vendemos árvores aqui, e o único estande que tem espaço é o da alface. –Disse ele apontando para as folhas verdes e crespas. Davi virou a cabeça, mas não disse nada, apenas sorrindo para o prefeito e colocando as caixas no chão. –Chuva minha menina! Qual seria o seu nome? –Perguntou ele piscando para a jovem de cabelos escuros sentada atrás das caixas da alface.
-Naya. –Disse ela entortando a boca e olhando Davi de baixo para cima. –Naya Avilis, senhor. – Seus cabelos se agrupavam em cachos pequenos e longos. O delicado nariz arrebitado apontava para Davi enquanto ela falava com o prefeito. Davi apertou os punhos para tentar sair do seu encanto, mas já tinha certeza que estava encarando a jovem a tempo de mais.
-Este menino tem problema. –Disse o prefeito em direção a Davi, que mesmo assim não tirou os olhos de Naya. –Ou teve um problema. Ele pode dividir o espaço com você hoje? –Perguntou se abaixando e analisando de perto as hortaliças.
A jovem olhou sem expressão para Davi, que corou em menos de um suspiro. Ela ergueu o braço e puxou ar para argumentar, mas virou a mão e o olhou de lado.
-Achei um lugar para você! –Disse o prefeito voltando a ficar de pé. –Vocês se acertam então, eu vou ali procurar algum nabo. –Disse ele sorrindo e andando em direção aos tomates.
-Com licença. –Disse Davi colocando as caixas roxas ao lado das verdes. –Eu me chamo Davi. –Disse ele esticando o a mão em frente. A jovem sorriu e apertou seu antebraço.
-Naya. –Repetiu ela cedendo espaço para que ele dividisse a caixa ao seu lado. –Você por acaso não tem nenhum anel de vilírdia, tem? –Perguntou ela observando um roxo no pescoço de Davi. Ele balançou a cabeça tapando o machucado com a mão direita. –Imaginei que não. –Disse ela erguendo a sobrancelha ao olhar o respirador branco. –Você já foi lá? –Perguntou ela enquanto Davi levantava as sobrancelhas e fazia um beiço com os lábios. –Eu nasci lá. Em Viliris. Você é daqui?
-Eu nasci no Norte. –Mentiu ele. -Uma vila comerciante. –Disse engolindo em seco e levando os olhos até o rosto dela. –Onde fica Vilirdis?
-Viliris. Você nunca ouviu falar? –Perguntou ela abaixando as sobrancelhas e erguendo as bochechas. –Eu saí de lá ainda muito pequena, mas ela fica no extremo leste, entre mares. –Disse ela erguendo a mão e gesticulando uma onda. –No encontro de três continentes, uma linha traçada nos oceanos, delimita a vida e a morte poente, a água dá início e fim aos planos, construindo a ferro e fogo; o tridente, E costurada através dos séculos; mil anos, surge no mar da primeira e última corrente, Viliris, a cidade com sangue dos tiranos, viva para sempre, Viliris, a cidade descontente. –Cantou ela abaixando a mão ao final.
Davi a olhou boquiaberto. Nunca ouviu da cidade, mas as palavras deixavam sua boca com pétalas se soltam de flores no outono. Sua pele lisa acendia entre o cinza das paredes. Seus olhos escuros puxavam sua alma para dentro, e ele já não tinha forças para segura-la. Suspirou fundo e balançou a cabeça.
-Ela fica... no mar? –Perguntou ele encarando as alfaces.
-No Nemo. –Disse ela tirando o cabelo da frente dos olhos. –O ponto mais distante da terra entre os três continentes. –Disse abrindo um tímido sorriso. –Um dia eu vou voltar para lá.
-Quanto pelas batatas rosas? –Perguntou o homem alto de cabelos castanhos curtos que se aproximara usando uma capa marrom e um colete escuro, com braçadeiras pretas que vinham até os pulsos, e duas grandes cicatrizes no pescoço.
-São beterrabas. –Disse Davi se levantando e pegando uma da caixa.
-Batatas, baterrabas, tudo a mesma coisa. –Disse o homem estreitando os olhos. Passando a mão por dentro do colete, ele retira uma corrente avermelhada e a entrega para Davi. –Doze batatas rosas? –Perguntou ele. Davi olhou para a corrente e esticou a mão para pegá-la. Passando os dedos entre os elos e olhou de volta para o homem.
-Oito. –Disse Davi. O homem passou a mão em outro bolso e retirou um pequeno brinco prateado e o colocou na mão de Naya.
-Doze. –Disse ele rangendo os dentes enquanto ela olhava para a joia. Davi se voltou para Naya que segurava o brinco em frente aos seus olhos.
-Doze. –Repetiu Davi assentindo com a cabeça. O homem retirou a mochila das costas e começou a escolher as beterrabas. Naya entregou o brinco a Davi que o segurou com as pontas dos dedos. O brinco imitava o formato de uma orelha, adornado de pequenas pedras azuis, ele formava uma ponta no topo. Voltando-se para o homem, Davi já não o encontrava a multidão de pessoas andando entre as vendas.
-Bonito esse brinco. –Disse Naya passando o dedo por sua ponta.
-Você quer? –Perguntou ele corado.
-Ele é seu. –Disse ela se afastando.
-Eu não uso brinco, ele iria ficar bonito em você. –Disse ele esticando a mão em sua direção. Ela o apanhou e colocou na orelha esquerda.
-Como ficou? –Perguntou ela.
-Sen... –Disse ele buscando ar nos seus pulmões. –Sensacional. –Completou sorrindo.
-Mas eu não te conheço, não posso aceitar um presente assim. –Disse ela desatarraxando o pingente.
-Não, é um presente. –Disse Davi esticando seu braço em direção as hortaliças e pegando uma folha verde e molhada. –É uma troca. –Disse ele mordendo a alface com força e empurrando o resto da folha para dentro da boca. Naya riu e colocou o brinco de volta.
Antes do sol chegar no topo, todas as beterrabas já haviam sido trocadas, ao passo que mais da metade das alfaces esperavam paciente nas caixas de madeira. Davi já havia aprendido sobre o período de Naya em Viliris, sobre o Vento, o barco de seu pai que havia cruzado todos os mares baixos da costa entregando tâmaras do oceano. Dos monstros antigos que ameaçavam os cargueiros a cruzar os estreitos de pedra. Do tempo em que Naya morou nas minas de marfim com sua tia, das aventuras nas montanhas azuis, de sua vinda até a vilavassoura. Davi podia ficar ali o ano inteiro a ouvindo falar.
-Eu moro em uma “casa” na floresta. –Disse Davi apoiado na borda da vila vassoura apontando para o horizonte. –Você continua por aquele caminho até a vila das palmeiras e vira para a estrada de barro.
-Eu preciso ficar aqui a tarde, você não volta amanhã? –Perguntou Naya olhando as árvores dobradas. Davi balançou a cabeça olhando para baixo. –Meu pai é dono de uma empresa de mineração perto daquela montanha ao sul. Talvez eu volte para visita-lo um dia. Se você me convidar para conhecer a sua casa, talvez eu aceite o sofrimento de passar um tempo com ele.
-Ele é mau com você? –Perguntou Davi se voltando para ela. Na parte de fora do mercado, os dois se escoravam na lateral da cidade de aço. Naya usava um respirador vermelho com azul. Davi pensou em sugar todo o ar do mundo só para poder ver seus lábios mais uma vez.
-Ele é ausente. –Disse ela olhando para a amontanha verde. –Desde que ele deixou o barco e criou raízes na terra, ele não tem tempo para mais nada.
-Se você quiser ir lá em casa, eu acompanho você até essa fábrica. –Disse ele sorrindo por debaixo da máscara.
-Gostaria de ver você tentar. –Respondeu ela o olhando no fundo de seus olhos. –Você é diferente Davi. –Ele se virou de costas para a borda da cidade se encostou com as costas e cotovelos.
-Diferente bom? –Perguntou ele inclinando a cabeça.
-Diferente, porque você tem tantos roxos pelos braços? –Perguntou ela se voltando para examinar os machucados.
-Ah isso. –Disse ele olhando para um grande hematoma no seu pescoço. –Você me acompanha até a toca, e eu te conto o que você quiser saber sobre mim.
-Hum. –Disse ela torcendo o lábio. –Isso é um encontro? –Perguntou ela erguendo as sobrancelhas.
-Não, isso é só uma conversa. –Respondeu ele observando o brinco em sua orelha esquerda. –Quando eu te ver de novo será um encontro.
-Me diga algo primeiro. –Disse erguendo as sobrancelhas. –Porque você entrou no mercado de máscara? –Os pelos nos braços de Davi se eriçaram e ele baixou os olhos, dando um passo para trás.
-Eu preciso ir. –Disse ele diminuindo em tamanho.
-Desculpa. –Disse ela. –Eu não queria...
-Não há nada por que pedir desculpas. –Disse ele se aproximando das caixas vazias deixadas no chão. –Eu não me importo tanto com isso. –Disse ele desengatando a fivela que prendia a máscara branca. Devagar ele a abaixou segurando a respiração. Engatando novamente suas pontas ele puxou o ar com dificuldade até o respirador se acender em branco. –Mas as pessoas olham muito quando eu fico sem. Por isso prefiro ficar com ela.
-Com quantos anos você saiu de lá? –Perguntou ela deixando que as lágrimas corressem soltas sem se importar.
-Eu não sei. –Disse ele sorrindo com os olhos. –Minha mestra me tirou de lá, eu conto meu aniversário a partir daí.
-Entendo. –Disse ela limpando os caminhos deixados pelas lágrimas em seu rosto. –Então, eu passo a vila das palmeiras e viro à esquerda?
-Esquerda de quem vêm, direita de quem vai. –Disse ele caminhando em direção a saída da vilavassoura.
-Eu vou mesmo hein. –Disse Naya passando os dedos no brinco esquerdo.
-Assim espero. –Disse ele erguendo a mão e a balançando no ar. –Chuva Naya de Viliris!
-Chuva Davi! –Disse ela já distante.
Caminhando até o sableridge com as caixas vazias, tudo o que Davi conseguia fazer era reviver em sua mente as lembranças que recém fizera. Entoando as falas e buscando por detalhes que havia deixado passar. Naya deixou seus olhos, mas não sua mente. O cheiro doce. Desejou poder sentir aquele perfume para o resto da vida, mas tudo o que tinha era ar filtrado.
Caminhando sem pensar, avistou o sableridge, agora com muitos veículos ao redor. Sem pressa ele depositou as caixas no seu porta-malas e deu a volta para ir embora. Entrando ele fechou a porta e esticou a mão para puxar o cinto, olhando para o lado e sentindo seu coração apertar tanto que poderia sair do lugar.
-Agora você me leva? –Perguntou a moça grávida sentada ao seu lado. Davi não gritou, mas sentiu sua alma tremer.
-O que você está fazendo aqui dentro?! –Perguntou ele soltando o cinto a abrindo a porta.
-Você disse que me levaria. –Respondeu ela afivelando o cinto.
-Não! Eu disse que... –Começou ele apontando seu dedo, só então tentando lembrar do que havia dito. As palavras se enrolavam em sua mente, mas ele tinha noventa por cento de certeza de que não havia dito aquilo. Olhando para dentro ele viu os olhos da moça se abaixarem enquanto ela erguia os lábios inferiores para frente. –Eu não vou para lá. Posso te deixar na vila das palmeiras, de lá talvez você consiga alguma carona. A moça concordou com a cabeça, e Davi reentrou no sableridge.
Dirigindo em silêncio para fora da cidade na areia, Davi notou quatro motocicletas estacionadas na entrada da floresta que dava caminho para a estrada de ferro. Olhou para os lados, mas não viu ninguém, decidindo por seguir em frente. Pensou que se tivesse com a Ajna, poderia rever seu rosto depois, mas com a incerteza das vilasvassoura, talvez tudo que restasse fosse aquela memória malformada ainda.
Acelerando em frente o veículo começou a falhar perdendo força. Reduzindo a marcha as esteiras forçavam o carro sem resultado. Duas motos de propulsão surgiram em meio as árvores retorcidas e tomaram a frente do veículo. Davi pisou o acelerador, mas as rotações não aumentavam, permanecendo pouco mais rápido que um homem caminhando.
-Ele não anda mais que isso? –Perguntou a moça olhando para o velocímetro no painel. Davi tirou os olhos do volante e examinou as marcas no chão, só então se voltando para ela.
-Peixe dado não se olha as ovas. –Respondeu pisando fundo no acelerador sem retorno. Ao longe um ronco começou a crescer. Olhando pelo retrovisor ele viu quatro motos se aproximando.
-Talvez eles possam ajudar. –Disse ela olhando com seus olhos cinzas pelo retrovisor.
-Você conhece eles? –Perguntou Davi olhando os quatro homens descerem das motos com armas em mão. Ela balançou a cabeça se apertando para trás. Parando ao lado da porta do carro, um homem a apontou um revólver para Davi. Segurando o volante com mais força e retirando o pé do acelerador, o carro morreu.
-Sai todo mundo! –Disse o homem do lado de fora. Davi olhava fixamente para a moça. Respirando forte ele não sabia como havia sido tão ingênuo. Claramente ela conhecia eles. O velho truque da laranja que prepara o terreno para seus amigos. Seu sangue fervia em suas veias, e ele sentiu vontade de dar um soco naquela barriga falsa. Mas aquela arma era o problema principal, por enquanto
-Calma amigo, a gente só quer o que você ganhou lá dentro. –Dizia outro homem de ombros largos e cabelo curto, usando um respirador azul escuro, ao lado da porta do carona. Suando frio, ele não ousou olhar para o porta-malas, onde todo o seu ganho daquela manhã estava guardado.
Davi respirou fundo e retirou o cinto de segurança, apertando o botão vermelho abaixo do volante antes de ser puxado pela fora pelo homem que se agarrara ao seu pescoço, o jogando no chão. O homem careca se aproximou e começou a dar tapas nas pernas e braços de Davi que tentava se recompor.
-Limpo. –Disse o careca se afastando.
-Se vocês continuarem assaltando os clientes da vilavassoura, eles vão apenas parar de vir aqui. –Disse Davi olhando o homem de máscara azul enquanto outros dois entraram no sableridge revirando os bancos em busca de algo. A grávida estava em pé do lado de fora segurando sua barriga falsa.
-A gente segue ela, problema nenhum, sabe. –Disse ele fixando os olhos escuros em Davi. –Mas pelo visto você já tem um costume de ser assaltado, sabe. –Disse ele olhando para os roxos nos braços de Davi.
-Mais ou menos. –Respondeu ele olhando para trás. Um distante ronco de motor vinha em direção a estrada de fogo. Davi só conseguia pensar em quanto odiava surpresas.
-Tem uma luz piscando aqui dentro. –Avisou o homem de barba grisalha de dentro do carro.
-Você chamou alguém? –Perguntou o homem de azul dando um tapa no rosto de Davi. –Eu queria fazer as coisas sem violência, mas vocês sempre pedem, sabe. –Disse ele puxando a arma de trás das costas e apontando em direção ao barulho.
-Não chamei ninguém. –Disse Davi vendo no horizonte um veículo preto se aproximando, enquanto sentia seu rosto esquentar. Davi estava tão confuso quanto eles, o carro parecia ser de Thimoty. O homem deu-lhe mais um tapa com as costas da mão e Davi caiu de joelhos segurando a máscara. Do chão ele viu o assaltante disparar uma saraivada de balas em direção ao carro, fazendo que ele virasse para o lado e batesse em cheio a uma árvore, levantando uma nuvem de areia.
Thimoty, aquele era o carro do prefeito. Rodas prateadas, capô adornado em madeira. O que ele estaria fazendo ali, se perguntou no chão.
-O que a gente faz Tellius? –Perguntou o homem careca.
-Vá ver quem está lá! –Urrou o homem de azul apertando os dentes. Correndo em direção ao carro preto, um vulto abriu a porta e saiu mancando escorando-se nas árvores.
-Quem vem lá? –Perguntou o homem careca apontando seu revólver. Uma voz doce veio em resposta, atiçando os nervos de Davi ao máximo.
-Naya. –Disse ela erguendo as mãos enquanto o homem se aproximava.
Davi olhou para cima ignorando a conversa entre os dois. Procurando no céu, ele ainda não havia encontrado nada.
-Não vai chover hoje não garoto. –Disse o homem de azul rindo em pé a sua frente. –Tragam a menina, tenho um amigo que pagaria bastante por ela, já essa grávida aí...
-Não é chuva que eu espero. –Disse ele vendo um risco no céu.
O homem abaixou o rosto para olhar novamente para Davi, sendo surpreendido por uma cabeçada em seu estômago. Davi se levantou e subiu em cima do carro gritando “Aqui, aqui! ”. O risco no céu voava rápido e ao se aproximar largou uma grande caixa de metal em cima do veículo, balançando sua estrutura e levantando uma grande nuvem de poeira e detritos.
-Maldito! –Disse o homem de azul no chão com uma mão na barriga e a outra tapando os olhos contra a poeira. –Eu vou te picar inteiro e te jogar para os peixes, sabe! – Ao seu lado a grávida corria para dentro da floresta em direção a vila das palmeiras.
Davi pulou em cima da caixa e ela jogou uma forte luz esverdeada que o varreu por completo em menos de um piscar de olhos. A caixa abriu as laterais, saindo lâminas longas que se encaixaram nos pés de Davi, subindo o tornozelo, joelhos até se prender completamente nas duas pernas. As lâminas se prendiam desordenadamente, se arrastando entre si até encontrarem o seu encaixe. Davi pulou para frente a caixa se ergueu em seu próprio eixo, encaixando uma camada de lâminas nas suas costas, correndo o metal até os seus braços, cobrindo cada parte do seu torso. Ele se virou para trás ouvindo um tiro, rapidamente pegando o elmo prateado com um círculo azul claro no meio. Ajeitando em sua cabeça, ele se voltou para olhar os homens ainda confusos pela nuvem de poeira.
Investindo em frente, Davi passou as lâminas das mãos pelas costas do braço do homem de azul, fazendo seis pequenas e rápidas incisões em seu braço direito, enquanto contornava por trás, golpeando as pernas do homem sem reação. A lâmina fina penetrava a carne como um graveto penetra a areia. Entrando e saindo, ele costurava uma trilha de pequenos furos que passavam a pele e se enterravam até ele sentir um desengate interno. Indo para dentro do carro, Davi golpeou os dois invasores dezenas de vezes em pontos entre as costas e a barriga, sem derramar uma única gota de sangue. Com a poeira baixando ele conseguiu ver ao longe o homem careca apontando a arma para Naya, tremendo como um galho fino em frente ao furacão. Jogando a arma no chão, ele correu para trás, em direção ao grande deserto.
-Meus braços, o que você fez com os meus braços?! –Perguntou o homem no chão. Davi se aproximou emitindo um som de lâminas de metal se arrastando umas nas outras. Davi já estava cansado, e aquela armadura facilmente pesava o dobro das caixas de beterraba.
-Meu juramento me proíbe de matar qualquer um que não esteja no mesmo nível. Eu só cortei todos os tendões dos seus braços, você não vai mais usa-los. –Disse Davi retirando o elmo. –Mas o juramento não fala nada sobre abandonar moribundos. –Disse Davi passando a lâmina da mão esquerda por entre a tira que prendia a máscara azul do sujeito. Pegando-a com a mão Davi a colocou em cima da mão imóvel do homem no chão. –Sua máscara está aqui, é só a colocar de novo. Mas prenda a respiração, o ar daqui não faz muito bem, sabe?
-Desgraçado. –Disse o homem selando os lábios e amaldiçoando Davi com os olhos.
Se atentando aos sons, ele sentiu uma fisgada lhe puxar a direita, recolocando o elmo. “Nissa? ” Perguntou ele sem voz. “Três ameaças neutralizadas. Um suspeito está correndo em direção ao grande deserto a 2,759 metros por segundo. ” Ele sorriu ao ouvir a voz dela em sua mente. “Como elas estão? ” Perguntou ele se virando para olhar Naya. “Uma sofreu arranhões e uma provável contusão no lobo parental. A outra sofreu um tiro no tornozelo, está perdendo sangue. ” Davi girou seu corpo para olhar a grávida no chão se arrastando, esticando no chão uma linha vermelha que a separava de seu pé direito.
-Você é um... –Disse Naya se aproximando mancando com um filtro em mãos. Davi se voltou para ela e retirou novamente o elmo, pressionando o círculo azul claro em seu centro. A armadura de lâminas se soltou e caiu no chão desmontada. -Você é um alado!
submitted by gilsonvilain to EscritoresBrasil [link] [comments]


VOCÊ NÃO VAI ME PARAR - TALITHA PEREIRA - LAGOINHA RIO Não Me Peça Pra Ficar PORQUE VOCÊ DEVE PARAR DE SE MASTURBAR AGORA - NOFAP ... Jainho e Simão (melhor parar agora) MC Ryan SP e MC Fefe ZN - Como Vou Falar Pra Sua Rainha ... Como Não Me Apaixonar (Ao Vivo) - YouTube Rainha da Inglaterra admite que “não é humana”. - YouTube Traí meu marido e não sinto paz enquanto não me confessar pra ele! Estou ficando louca? Samba de Rainha – Não Me Amarra Não Rainha Musical - Me Perdoa, Amor - YouTube

Maria Padilha Rainha das 7 encruzilhadas: Imagem de Maria ...

  1. VOCÊ NÃO VAI ME PARAR - TALITHA PEREIRA - LAGOINHA RIO
  2. Não Me Peça Pra Ficar
  3. PORQUE VOCÊ DEVE PARAR DE SE MASTURBAR AGORA - NOFAP ...
  4. Jainho e Simão (melhor parar agora)
  5. MC Ryan SP e MC Fefe ZN - Como Vou Falar Pra Sua Rainha ...
  6. Como Não Me Apaixonar (Ao Vivo) - YouTube
  7. Rainha da Inglaterra admite que “não é humana”. - YouTube
  8. Traí meu marido e não sinto paz enquanto não me confessar pra ele! Estou ficando louca?
  9. Samba de Rainha – Não Me Amarra Não
  10. Rainha Musical - Me Perdoa, Amor - YouTube

Não consigo parar de trair meu marido! - Duration: 13:00. Caio Fábio 178,105 views. 13:00. Traição/Confissão: Traí minha mulher com uma prostituta. Devo confessar? Rainha da Inglaterra admite que “não é humana”. Informações: http://www.extraterrestreonline.com.br/2017/02/bomba-rainha-da-inglaterra-admite-que.html teoria... O excesso de pornografia e masturbação pode trazer diversos malefícios para o corpo. E você sabe por que e como isso acontece? Assista o vídeo e descubra! Ma... Ainda é tempo pra ser feliz [feat. Zeca Pagodinho] - Beth Carvalho - A madrinha do samba (Ao vivo)… - Duration: 5:46. Indie Records 2,606,403 views Provided to YouTube by ONErpm Como Não Me Apaixonar (Ao Vivo) · Colo de Deus · Carlos Napoli · Herrison Pontes · Suellen Félix · Suelen Reinert Ad6: Adoração... 50+ videos Play all Mix - Não Me Peça Pra Ficar YouTube; Alcione Não Pense em mim - Duration: 4:58. Elaine Cavalcante 1,360,828 views. 4:58. The Richard Pryor ... VOCÊ NÃO VAI ME PARAR - TALITHA PEREIRA - LAGOINHA RIO Lagoinha TV. ... Pra. Talitha Pereira (Conferência de Mulheres) Não perca sua essência - Duration: 33:55. Cristã Mundial 643,110 ... 50+ videos Play all Mix - Jainho e Simão (melhor parar agora) YouTube Joao Gilberto & Stan Getz - Full Album (1963) - Duration: 34:07. Music Sphere Recommended for you Me perdoa amor, meu jeito é assim, estúpido e grosso, mas sou louco por ti, eu nunca estudei, ai é que eu errei, e agora me faz falta pra falar com você. Sou... MC Ryan SP e MC Fefe ZN - Como Vou Falar Pra Sua Rainha, Meu Sentimento (Lançamento de Funk Maloka) LETRA: Decidi fazer um som Aki no Studio do boy E por o m...