Como fazer uma mulher rir

joguei AI dungeon

2020.11.19 15:45 Danibonzao joguei AI dungeon

eu joguei AI dungeon no modo zombie. o começo foi legal, mas o fim foi uma loucura. Comecei sendo um soldado e tinha q proteger uma cidade de um apocalipse zumbi. eu procuro uma arma na cidade mas a IA viaja na batatinha. Ai eu procuro um cientista. Eu acho a casa de um. eu entro la dentro e eu pus na aba de historia um porco selvagem vindo me matar. mas a IA viajou e falou que eu n tava com fome pra comer ele, mas um porco selvagem mata qualquer um tlgd. Aí, os zumbis chegaram na cidade e eu matei um. Uhuuuu. Ai foi lá apareceu um homem gigantesco e bravo e com um pe de cabra e uma mascara de gas vermelha. Eu n tava com saco para aquilo ennt so atirei na cabeça dele. Acabou que encheu de zumbi por perto. Ai eu atirei em um, mas ele sobreviveu e nem sentiu nada. Oao. Aí, bem, eu atirei a granada, porque eu so tinha o rifle e a granada. Eu joguei ela. Aí eu matei todos. Mas chegou mais atraídos pela explosão. E um mordeu meu braço. Corri pra um prédio. Eu n tenho ideia doq rolow, mas eu so sei que atirei 5 vezes em um e matei, achei um taco de beisebol enferrujado, matei um com ele e todo mundo morreu. aí eu saio na rua e tals. aí eu vejo um caminhão cheio de corpos em uma vala. E sem eu mandar, o carinha comeu todos os corpos. Tipo, mano, oi?Ai eu acordei numa cama e peguei uma faca pra abrir a latinha de pessego. AI EU FALEI: EU COMO OS PESSEGOS E VOU PRO MÉXICO. QUE Q A IA FALOU: VOCÊ DECIDE FICAR NO MÉXICO E COMER TODAS AS FRUTAS QUE PUDER ATÉ FICAR PRONTO. tipo, q merda kk. Ai eu falei q tava pronto e fui pra Alemanha achar nego ney. Sim eu falei isso ai. eu fui parar na alemanha caçando um bando de trailers. eu cheguei no acampamento de trailers e achei uma caverna com uma criança com um rifle e um tanto de zumbi. Aí eu matei todo mundo com um chicote. Sim a IA ignorou que eu n tinha um chicote. Enfim, eu vi uma SALA do lado( e eu tava numa caverna kkk) com um bando de zumbi.Matei eles na espadada(n vou comentar) Aí eu entrei num prédio. Tinha um menino desenhando um bando de pessoas peladas. Perguntei o que ele estava fazendo. ele desenhou uma arma. Eu atirei nele com minha arma. continuei e vi um prédio pegano fogo. Gritei se tinha alguém lá. Tinha um homem com uma arma lutando contra um bando de zumbi e pessoas. matei o time grande. mas de medo eu matei o otro tbm. ai eu comecei a rir maleficamente. Até q eu vi que tinha geral me olhano. Aí eu parei de rir. Mandei todo pegar os corpos e jogar longe. Aí eu ia jogar um zumbi gigante na história foi ai q um zumbi saiu da agua e eu matei. me falaram ser um alek q qria fazer a cura e morreu em 1969. Eh ta bao. Ai eu achei uma base de soldados me explicaram da vacina q tinha sido roubada e pi pi pi po po po ai me largaram la solo e foram pegar a vacina. Yehhh. Ai invadiram a base e eu matei todo mundo. ai do nada entrei num jipe comecei a viajar. ai eu falei mano volta pra base. qd voltei tava td mundo morto e um cara saiu de um jipe, eu me escondi e tomou uns tiro. saiu um alek chamado david e falo q era medico. Bom o jogo falo q ele escolhia muito palavras. N fui com a cara dele. ai falei: prove q eh medico. ele tirou um bisturi a arma pra cabeça dele. ele disse: nossa eu to desarmado. Ai eu falei. PEGUE O RIM DO HOMEM FERIDO SEM MATA-LO E VAI PROVAR Q EH UM MEDICO. ate agr n sei se foi o tradutor, eu, o jogo ou duplo sentido mas acabou saindo filho em vez de rim. ele puxou um menino e mato ele. mudei os planos e falei que um medico nao mataria uma criança e tals. ent ele entrou no jipe e levantou a sombrancelha pa eu. Eu atirei na cabeça dele. Yehhhh. Ai eu entro numa lojinha. ela pega fogo e eu salvo todo mundo. ai dps disso( ta chegando a loucura) eu n tenhoi ideia doq rolow mas todo mundo saiu correndo e foi pro metrô. Eu fui junto mas cheguei antes. bem antes. tinha um meninim chorando la. ele disse que perdeu a bola. Ai geral chego pra entrar no metro. se eles entrassem dava merda. os pais do menino tavam chegano. mas eu ia morrer se dxasse era eu ou eles. Obvio eu escolhi eu. eu fechei a porta e esmaguei os pais criança. Ai a merda do trem deu um solavanco eu cai la atras do trem e nos trilhos, com o cranio e as costelas quebradas. Eu qria ter me matad o la pra aliviar ma n deu tempo. Acordei no hospital com meus amigos e minha mulher lá. Ai fui prum hotel. fui no barman. conversei com ele. ai do nada sem eu mandar ele matou o barman. MANO?????OI?????enfim, dps disso eu n entendi nada. o barman morto apontou uma pistola pra mim(deve ser alucinação), aifiz um passeio com ele, tentei dar uma facada no meu pescoço( eu falei isso mesmo porque tava uma loucura),ai eu fui pular de um predio ai pulei umas 3 vezes eu acho e na terceira foi a definitiva mas ele caiu na rua e entrou num tax i. Aiíiíí eu comecei a transar com uma mulher morta e eu parei ai porque virou uma loucura.
ME CHAMA DE FACISTA, NAZISTA, GENOCIDA, ASSASINO, PSICOPATA PQ EU N LIGO MAS ESSE JOGO MEXEU COM MINHA SANIDADE MENTAL
submitted by Danibonzao to desabafos [link] [comments]


2020.11.19 03:48 CadeOCarimbo Os 5 maiores rages da história do MarceloGW0

Bom, como homenagem pela vitória de hoje (eu gostaria muito que tivesse um Marcelão flamenguista pra soltar um rage épico hoje), eu rodei um código Python para extrair os maiores rages do Marcelão em quantidade de caracteres. Enjoy:

Rage 1

Mas naquela live... Nossa senhora... Ele incorporou o torcedor medio do SP (aqui do Reddit, no youtube... possivelmente no estadio). "Rogerio TRAIDOR", "NUNCA VAI SER MAIOR QUE O RAI", "NAO QUERO PINTADO DE OURO"
Olha, o canal do Arnaldo/Tirone é o único de esporte que eu acompanho com atenção pq gosto de ambos jornalistas além de serem são-paulinos.
O Arnaldo é irritantemente puxa-saco do Ceni a ponto de quem não gosta do Ceni (**EU**) chegar a ficar irritado. Ontem, ele estava visivelmente irritado e abalado mas não demonstrou nada do que você citou acima, inclusive várias vezes disse que o crápula do Ceni fez a coisa certa, que o Fla é o melhor do BR, etc, etc, etc.

Entao as perguntas que ficam:
Eh por que ele foi pro Flamengo? Se fosse do Fortaleza pro Goias, tava tudo bem?
Não, não, não. Se o crápula do Ceni tivesse ido para o Palmeiras Sem Mundial eu não estaria irritado assim. O problema é a maneira como a coisa aconteceu:
  1. Faz 2 semanas, ele deu uma entrevista na Globo pro Galvão dizendo que pretendia cumprir seu contrato com o Fortaleza e que tinha aprendido muito com o erro (palavras dele) de ter ido ao Cruzeiro.
  2. O Fortaleza ficou sem TODA comissão técnica no meio do campeonato, estando em 9o na frente de vários G12.
  3. Ele rompeu DUAS VEZES com o Fortaleza. Fica parecendo a mulher que pegou o marido trepando com outra em sua própria cama, ai perdoa, o marido volta e ai trai de novo.
  4. Casares, o futuro presidente do SPFC é um pateta. Atualmente, no SPFC só tem patetas mas pelo que andei fuçando nos bastidores, Ceni estava apalavrado com o Casares de assumir o SPFC ao fim da temporada. TODO são paulino com acesso aos bastidores falou a mesma coisa. Nada de contrato, apenas no fio do bigode.
  5. E por último, a pressa louca de pegar um vôo como um alucinado para treinar o time e poder bater o mesmo São Paulo que ele cansou de declarar todas juras de amor (que a mim nunca me conveceram). Lembrando que até ontem as 10h da manhã, o técnico era o Dome. Inclusive começou a dar treino quando foi dispensado.

Está claro agora, que não é meme nem nada?

Rage 2

Exatamente pelo que ele acabou de fazer hoje. É um cara mercenário, sem caráter que tem uma ambição desmedida. E'tão obcecado por vencer que coloca as coisas fora da ordem.
É egocentrico ao extremo.
Ceni estragou o SPFC alogando sua carreira em 2 ou 3 anos em busca de recordes pessoais mundias, concentração de liderança não permitindo que outras surgissem, além de ter sido cabo eleitoral do Leco.
O SPFC quebrado e ele levou no bolso 100% do jogo de despedida que foi a festa do São Paulo e com ex-jogadores do São Paulo. Deu 9M de renda, o Rai perguntou se topatva 1/2 a 1/2 e ele disse NãO.
Além da multa escrota e imoral de 5M que ele conseguiu embutir no contrato.
Não nego suas qualidades como jogador mas é m canalha.
O bom de hoje, é que o que sempre defendi e apanhava de todos os cantos, se escancaram.
Estou ouvindo a live do Arnaldo/Tiroe que sao 2 cenistas fanáticos e eles estão superdecepciojados.
O mais grave é o desrespeito (2x) com o Fortaleza.
O cara é novo, quase um bebê na carreira de técnico, podia muito bem cumprir seu contrato com o Fortaleza e sair por cima.
Fez a mesma coisa indo para o Cruzeiro e voltou com o rabinho entre as pernas.
Vou rir MUITO do fracasso que vai ser ele dirigindo o Flamengo.

Rage 3

Sim, voce está absolutamente certo mas era só ter esperado mais 5 meses e ter cumprido o contrato com o Fortaleza que ele quebrou DUAS VEZES.
Errar uma 1x é humano, 2x é burrice e falta de caráter.
Ele está nas fraldas como treinador, tem no mínimo mais 30 ANOS em carreira de técnico, não precisa fazer essas coisas.
E vir correndo, pegando avião que nem um louco para desclassificar o SPFC da CdB é outra grande filha da putice.
Assumisse em 2 semanas, sei lá.
Mas é isso, Mile Lacombe sempre esteve certa, é aque ela nao soube se posicionar na época.
Inclusive o Menon (com outras palavras) já confirmou essa estória. Procurem por Menon+Ceni+loja de instrumentos musicais+Arsenal
Mas é isso, me espanta, defenderem esse sem caráter.
Putaria total com o Fortaleza, ridiculo pegar o avião como um desesperado para querer derrubar o São Paulo da CdB.
Vai se foder, tenho certeza disso, não tem estofo para suportar a pressão de um Flamengo.

Rage 4

Tem um motivo que eu não sei ou foi só azar de ter que dividir palco com o Dida e Marcos do Palmeiras?
Porque goleiro por goleiro, no pau a pau, ele não era o melhor. Os que voce citou eram superiores tecnicamente.
Zetti, idem.
Ele acabou se diferenciando com aquela coisa de bater falta, penalty, mirar recordes mundiais para um goleiro, por ter batido o recorde de partidas jogando num mesmo time e por ser um obstinado pela vitória estar cada vez melhor dentro das suas limitações.
Mas, Zetti, para ficar num caso que eu vi bastante jogar, era muito mais goleiro que ele. Esse sim fazia uns milagres absurdos.
Até o W. Peres, que as vezes tomava uns frangos absurdos, eu considero melhor goleiro que o Ceni, tecnicamente falando.
Tem também o lado de ser meio mala, insuportável. Tem boatos que ele ficava sozinho no quarto na época da seleçao pq nao se enturmava com os bagunceiros.

Rage 5

E sim, a gestão do SP é horrível, mas sério, nunca queria o Galiote em suas vidas.
Borja e Guerra deram uma Libertadores para o Atl-CO. Nem o palmeirense mais corneteiro nao gostou da vinda deles.
O finalizinho do Mattos com o podre do Ramires, Mayke, Carlos Eduardo realmente foi terrível O Mattos já tinha se perdido.
Eu assisto o Fernando do Insta Verde e me dói o coração quando ele está puto e fala "com esse presidente vamos virar um São Paulo".
Comparando as 2 gestoes ainda acho a do SPFC muito mas muito pior. O Leco é pior presidente da história do SPFC.
Fui contra a vinda do Pablo, jogador de uma temporada só por r$25M
Fui contra a vinda do Volpi, goleiro rebatedor de bolas por r$20M tendo o Perri, cria da base.
Daniel Alves, nem preciso falar.
Ontem fiquei sabendo que o SPFC ainda paga os salários para o Hudson jogar no Flu e o Everton Filipe no Sport.
submitted by CadeOCarimbo to futebol [link] [comments]


2020.11.14 00:40 littlefanS2 Fui a babaca por dar um pouco de pressão ao meu amigo em um trabalho que vaila nota?

Olá. Me chamo LittleFanS2, mas me chamem de Little, e é minha primeira vez aqui. Essa história já foi postada no subreddit desabafos, mas gostaria de postar aqui... Começando a história:
--Isso foi postado naquele subreddit dia 12--
Ontém (11/11/2020), fizemos unma chamada para treinar um trabalho de Artes, que fazia apresentação de teatro. Onde poderíamos ler, e atuar um texto que vaila nota.
Eu amo Teatro. Minha mãe não coloca muita fé em questão de teatro, mas eu amo atuar e encenar. Desda primeira vez que eu sobi em um palco, eu me apaixonei. Minha melhor amiga naquele colégio, era muito legal, e quando ela ia participar, a gente ficava tentando não rir de nós fazendo negócios na apresentação.
Isso foi no Quinto. Voltando ao Nono.
Ontém, depois que a gente terminou de treinar e estávamos jogando, meu amigo saiu as pressas sem explicação. Depois, ficou um clima sem graça, e todos decidimos ir.
Hoje, 10:19 um pouco antes de nós apresentarmos: "Gente n consigo entra em mais nenhuma aula". Ok, Little, se acalma, imprevistos acontecem.. Falei para ele tentar reiniciar a internet, o computador, e entrar pelo celular, mandar um desejo sei lá.. Pro Shenlong!
"Quem te garante q eu já n fiz isso é to puto pra caramba" Ok.. Eu entendo.. Também ficaria nervosa..
Então começei a dar ideias: Eu falei que o meu amigo poderia o substituir, negado. Falei que se ele quisesse, mandasse áudio para mim no privado dele lendo, não.
Ele me falou que tudo bem, podia para marcar para semana que vem. Não gosto de marcar para outro horário pois pra mim, se está marcado, marcou e acabou.
Falei para ele respirar, colocar uma música que ele gostar, e falar que continuar, e fazer qualquer coisa pra ir para hoje.
Ignorada.
Passou na aula, expliquei pra prof, ela deixou para outra semana. Ele ainda não participou de uma aula que eue estou tendo agora (11:33 - 12/11/2020), mas se ele aparecesse iria estar evidente que ele poderia estar mentindo.
Uma parte de mim quer acusar ele de ser um mentiroso só na peça teriamos que nós mostrar e atuar como marido e mulher, o que me causava a fazer pressão nele, e a outra está tentando entender que tudo bem, acidentes acontecem, deu problema é uma coisa. Mas fica meio difícil quando alguém lhe ignora em um trabalho em grupo onde dois estão realmente preocupados com a nota.
Eu pedi desculpas a ele pela pressão, e o contei que poderiamos fazer aula que vem, mesmo que eu não tenha ficado nada feliz com isso.
Acidentes acontecem, mas quando menos se espera, dá vontade de chorar e resetar tudo...
Agora, hoje (13/11/2030), ele não fala mais no grupo, estou com medo de perder uma amizade de quase 2 anos, e está um silêncio muito desconfortavel no grupo.
Ninguém foi babaca, Todos foram babacas, Falta informações, eu não fui a babaca ou eu fui a babaca? Gostaria de falar com ele entretanto, o que eu falo? E se ele me ignorar?
submitted by littlefanS2 to EuSouOBabaca [link] [comments]


2020.11.13 06:05 Guitar_Fit Experiência esquisita (o relato é grande e não me xinguem )

Bom ano passado eu conheci uma garota na faculdade,no mesmo dia que conheci ela foi o tempo que fazia duas semanas que o relacionamento com minha ex tinha terminado,após mais ou menos 2 dias que conheci ela eu recebi uma solicitação de amizade no Instagram e como eu estava afim de ficar com alguma pessoa eu coloquei aquelas caixa de mensagens nos story pela minha surpresa ela me mandou uma mensagem falando que eu era fofo,logo no outro dia eu já dei em cima dela e a mesma tinha ficado com um pouco de vergonha mas ao mesmo tempo o sorriso dela estava de orelha a orelha;só que aí me veio a surpresa ela falou que tinha namorado (juro) eu achei que era mentira e ela estava fazendo charme. No sábado dessa mesma semana eu estava muito entediado e eu perguntei se ela estava livre,com isso ela falou que estava na festa de aniversário dela e me chamou fui na hora,só sei que conversei com todo mundo,contudo eu percebi que ela realmente tinha namorado então achei melhor deixar quieto. Segunda feira nos encontramos em sala de aula e começamos a conversar de boas até jogamos uno com o pessoal,mas aí todo mundo da sala de aula saiu e comecei a sentir meu corpo ficar quente,era como se a temperatura do local tivesse sido aquecido um milhão de vez e olha que o ar-condicionado estava no super frio,meu pé encosta no pé dela e de repente eu olho para o rosto dela e percebo que ela estava com vergonha e um pouco vermelha;ela me chama para ir ao shopping com ela e com isso a tensão ainda aumenta. La no shopping eu estava querendo demais beijar ela mas ao mesmo tempo estava me sentindo muito culpado,falo isso para ela e ela fala que quer muuuuito me beijar e que não está se aguentando,as vezes quero e ela nega as vezes ela pede e eu resisto,por fim olho para ela e falo” eu não estou me aguentando acho melhor eu ir para casa” e ela com o rosto vermelho fala “acho melhor kkkkk” Durante a semana ficamos nessa putaria,e quarta feira começaria às feiras da faculdade e para a minha surpresa advinha quem estaria junto comigo recebendo os alunos na parte de fora da sala,nisso nos apenas conversamos de boa as vezes rolava um clima mas ambos se controlavam,chegou sexta feira e eu só queria descansar mas ela me chama para ficar na bancada com ela recebendo os convidados a noite e o escravoceta aqui vai🙄,eu vou com o pensamento “eu não vou fazer nada e vou parar de dar em cima dela,vou até levar fone de ouvido para não conversar muito” na mesma hora a desgraçada encontra a cabeça no meu ombro e pega um dos lados do fone de ouvido para escutar música;sinto ela me cutucando e aí ela me mostra a mão e abre ela na mão está escrito “um selinho?” e foi aí que demos o nosso primeiro selinho Cruzei a linha e ela também a partir daí o tesão tava maior,chegou sábado e ela me chamou para estudar neuropsicólogia lá na faculdade(fui lá para estudar com ela e essa foi a cadeira que eu não passei....super coincidência ),estávamos lá conversando e falo para ela que no momento que estava com ela lá no shopping meu pau estava super duro e ela fala “eu estava totalmente molhada tive que chegar em casa e trocar a calcinha” nisso conversamos estudamos um pouco e aproveitamos que não tinha ninguém na faculdade e demos o primeiro beijo de língua,sinceramente o beijo para mim é a parte mais excitante. Chegou sábado de noite e voltamos para faculdade receber na porta os estudantes que foram para a palestra,teve uma hora que meu pau tava tão duro e ela estava tão vermelha que de surpresa cheguei por trás dela e fiz aquela velha surpresa,ela tinha sentindo ele com as mãos e ela na hora tinha batido a boca de surpresa,sorriso de orelha a orelha. Passou-se uma semana e era sexta feira as provas já tinham terminado e eu chamei ela para “assistir Netflix” nesse tempo já estávamos nos pegando pra caralho ela chupava meu pescoço e lambia ele e eu chupava a língua dela,eu nunca tinha sentido tanto tesao e ao mesmo tempo estava vendo uma mulher com tanto tesao sobre mim,de primeiro ela falou que não iria transar e eu comecei a rir,falei para ela que se ela visse para a casa eu iria nela com a intenção de certo modo ela queria mas ao mesmo tempo ela estava se sentindo culpada(chegou um dia que a mesma falou para mim que tinha chorado de raiva pq o namorado dela era muito bom mas a mesma estava sentindo tesao por mim),avisei para ela. Chegou Sábado e ela falou que iria mas não com intenção de transar,ela chega no condomínio com medo que alguma pessoa da nossa sala nos encontra-se lá no condômino mas aí eu fui em um caminho que ninguém iria ver a gente,chegamos em casa e começamos a assistir Netflix,minha mão está na barriga dela e lentamente ela vai para a perna dela e fico fazendo esse carinho,olho para ela e nos beijamos.Começo a levantar a roupa dela e tiro o sutiã dela seu mamilo marrom estava duro e do lado esquerdo tinha o mamilo duro com piercing,beijo fortemente o pescoço dela e vejo ela gemendo fortemente e começo a sentir meu pau duro feito diamante,o beijo se torna ainda melhor quando ela fala para eu tirar a roupa pq ela tava doida para ver meu pau,tiro o meu short e tiro lentamente o short dela por último tiro a calcinha dela e juro que o tesão dela era tão forte que o cheiro e o ar quente de buceta apareceu como como um prato que tinha acabado de sair do forno. Chupo com toda a força do mundo,percebo por um momento que a buceta estava lisinha e brinco um poucochinho com isso,finalmente chega na hora de enfiar nela e chego nela e pego meu pau e começo a esfregar na porta da buceta,a cada segregada ela mexia os dedos dos pé aí enfiei a cabeça e nesse momento sinto ela me abraçar fortemente;enfiei tudo e as pernas dela começaram a se tremer a ponto dela pedir mais e mais a mulher calvagou como se aquilo fosse o último penis da terra eu sentia que tudo ao meu redor tinha sumido e começo a ver que ela tinha gozado por final ela me fez um boquete extremo e eu quase gozei(tenho ejaculação retardada). Bom continuamos amigos mas aí ela tinha se sentindo realmente culpada,flava que não deveria ter feito isso pq o namorado dela era muito legal,mas eu percebia que muitas vezes ela falava isso com pena dele e não pq respeitava ou queria realmente ficar com ele,aí depois disso eu tive que mudar o turno da faculdade para de noite e se passou quase um ano onde a gente não se falou ou se encontrou. Nessa quarentena ela me manda uma mensagem falando que tinha terminado com ele e perguntou se ela poderia ir para a minha casa assistir algo,com isso transamos pela segunda vez e foi otimo,só que aí é que tá a minha situação após o primeiro sexo quando ela ainda namorava o cara eu percebi que ela tinha se sentido culpada e realmente não queria transar as vezes eu mandava uma mensagem para ela vir para minha casa mas ela não queria então achei melhor deixar quieto,em certo momento ela falou que eu as vezes só procurava ela para tentar transar e eu achei melhor não fazer ela se sentir usada;mas como eu falei para vcs ela na última vez ela veio atrás de mim querendo sexo e faz três semanas que ela me chamou mais uma vez para transar só que eu neguei pq eu estaria ocupado de trabalho e ficou na minha cabeça “ah se ela pode me chamar para transar então eu também posso”.Chamei ela hj e ela disse que só poderia na outra semana e ela falou que se fosse para transar ela não iria,perguntei se eu tentasse alguma coisa ela iria ficar com raiva? ela disse que realmente iria ficar com raiva e iria sair(tenho o maior medo com acusação de assédio por isso achei melhor não ficar com ela no meu quarto principal após essa mensagem) aqui vai a minha dúvida FOI ERRADO EU CHAMAR ELA COM A INTENÇÃO DE TRANSAR? Não vou mentir que na minha cabeça passa a ideia que ela também faz isso comigo então pq ela ficou chateada?
submitted by Guitar_Fit to sexualidade [link] [comments]


2020.11.12 15:38 littlefanS2 Meu amigo na aula online não participou de um projeto em que valia nota, e agora fomos adiados. (Primeira vez postando)

Olá. Me chamo LittleFanS2, mas me chamem de Little, e é minha primeira vez aqui. Sinto muito se minha flair está errada, poderei mudar. Começando a história:
Ontém (11/11/2020), fizemos unma chamada para treinar um trabalho de Artes, que fazia apresentação de teatro. Onde poderíamos ler, e atuar um texto que vaila nota.
Eu amo Teatro. Minha mãe não coloca muita fé em questão de teatro, mas eu amo atuar e encenar. Desda primeira vez que eu sobi em um palco, eu me apaixonei. Minha melhor amiga naquele colégio, era muito legal, e quando ela ia participar, a gente ficava tentando não rir de nós fazendo negócios na apresentação.
Isso foi no Quinto. Voltando ao Nono.
Ontém, depois que a gente terminou de treinar e estávamos jogando, meu amigo saiu as pressas sem explicação. Depois, ficou um clima sem graça, e todos decidimos ir.
Hoje, 10:19 um pouco antes de nós apresentarmos: "Gente n consigo entra em mais nenhuma aula". Ok, Little, se acalma, imprevistos acontecem.. Falei para ele tentar reiniciar a internet, o computador, e entrar pelo celular, mandar um desejo sei lá.. Pro Shenlong!
"Quem te garante q eu já n fiz isso é to puto pra caramba" Ok.. Eu entendo.. Também ficaria nervosa..
Então começei a dar ideias: Eu falei que o meu amigo poderia o substituir, negado. Falei que se ele quisesse, mandasse áudio para mim no privado dele lendo, não.
Ele me falou que tudo bem, podia para marcar para semana que vem. Não gosto de marcar para outro horário pois pra mim, se está marcado, marcou e acabou.
Falei para ele respirar, colocar uma música que ele gostar, e falar que continuar, e fazer qualquer coisa pra ir para hoje.
Ignorada.
Passou na aula, expliquei pra prof, ela deixou para outra semana. Ele ainda não participou de uma aula que eue estou tendo agora (11:33 - 12/11/2020), mas se ele aparecesse iria estar evidente que ele poderia estar mentindo.
Uma parte de mim quer acusar ele de ser um mentiroso só na peça teriamos que nós mostrar e atuar como marido e mulher, o que me causava a fazer pressão nele, e a outra está tentando entender que tudo bem, acidentes acontecem, deu problema é uma coisa. Mas fica meio difícil quando alguém lhe ignora em um trabalho em grupo onde dois estão realmente preocupados com a nota.
Eu pedi desculpas a ele pela pressão, e o contei que poderiamos fazer aula que vem, mesmo que eu não tenha ficado nada feliz com isso.
Acidentes acontecem, mas quando menos se espera, dá vontade de chorar e resetar tudo.
submitted by littlefanS2 to desabafos [link] [comments]


2020.11.08 11:03 Sarvioor Meu pai não apoia meu namoro

Eu comecei a conversar com uma menina no final de agosto, a gente se deu muito bem, a gente conversava de tudo, com a intimidade subindo a cada dia, até que a gente começou a trocar nuds. Eu tava feliz por conhecer uma pessoa legal e que me entendesse. Meu pai ele tem uma mania ou algo do tipo que quando ele ta puto ele desconta a raiva nos outros, na maioria das vezes é eu ou meu irmão, então ele ficou puto por alguma coisa e veio falando que eu não saio do quarto, só vivo no celular (eu não tinha nem falado com ele esse dia, e eu sou o tipo de filho que se falar pra eu fazer alguma coisa na calma eu faço de boa, sem reclamar, só fico puto quando vem gritar no meu ouvido por nada). A gente começou a brigar e ele pegou meu celular, foi ver minhas conversas no WhatsApp, oq eu acho uma completa falta de respeito e que não confia em mim, eu não faço nada de errado e só fico na minha, ele acha que eu fumo ou coisa do tipo, se vc me olhar agr a primeira coisa que vai vir é um otaku nerd mano. Ele pegou meu celular começou a ver minhas conversas até que ele encontrou o contato da garota, ele começou a ler as conversas até que viu o nude dela, ele me devolveu o celular completamente sem reação. Dps de uma semana eu fui me encontrar com ela pela primeira vez, eu tava feliz e nervoso, numca tinha feito algo assim, a gente deu muito certo, não paravamos de rir e de conversar, o nosso beijo foi muito bom (ela me falou das únicas vezes que ficou alguém, nenhum deles a tratou como eu tratei ela, ela diz que nunca se sentiu um "objeto" cmg, e que quando ela ta mal eu faço ela ficar melhor fazendo piadas e essas coisas. Como eu disse a melhor garota pra mimkkkkkk). A gente começou a se encontra mais até que mês passado eu pedi ela em namoro, eu nunca fiquei tão feliz, até a hora que eu falei pro meu pai que eu pedi ela em namoro (meu pai é daqueles velhos que acham que a mulher tem que ficar na casa cuidando dos filhos e essas coisas, machista do século passado crente sabe), falei pra ele e ele não falou nada, fiquei de boa neh fazer oq, até que eu sai com ela um dia e meu pai surtou, me ligou perguntando aonde eu tava, oq eu tava fazendo, falei que eu tava com a minha namorada em uma praça, ele falou que era mentira e que eu não tava fazendo isso, falou pra eu voltar pra casa (minha namorada ouvindo tudo), ele desligou me dando 30 minutos fora de casa, foram os 30 minutos mais sufocantes da minha vida, eu ver a pessoa que eu amo chorando horrores com medo de me perder, falando que tem medo de não poder me ver mais, eu quase chorei, mas tentei acalmar ela falando que tava tudo bem, que era draminha do meu pai. Eu voltei pra casa E O MERDA DO MEU PAI ME RECEBEU COM A PORRA DE UM SORRISO NA CARA, eu fiquei muito puto, mas fiquei quieto, fui me trancar no quarto como de costume até que ele me chama perguntando se os pais dela não se preocupam com ela, falei que eu tinha "trocado" de praça pq a que eu tava antes tava cheia de noia e ela tava com medo, meu pai não falou mais nada e eu comecei a falar um monte do quanto ele não confia em mim, que ele acha que eu sou uma vagabundo (oq é verdadekkkkkk), ele ficou calado. Eu sai com ela dnv só que meu pai não estava me casa ele tinha ido trabalhar, é tão bom sair e não se sentir sufocado ou sla, voltar no horário que vc falou que ia voltar e tudo mais, minha mãe é de boa com ela, até me zoa com umas coisas de namorados, meu pai deu uma acalmada, eu não falo muito com ele mais, ele me zoa tbm mas eu acho que é pra desfaça ou algo do tipo. Talvez vc não tenha entendido nada pq minha escrita é uma merda mas ta ai, vou fazer outro poust falando sobre umas coisas que assombram o passado da minha namorada que me assombra tbm.
submitted by Sarvioor to desabafos [link] [comments]


2020.11.05 05:17 Afternoon_Upbeat Eu fui embora da vida da única mulher que já amei.

To usando uma conta throwaway porque sim, slá.
Esse vai ser longo ;D
Eu conheci essa moça (vou chamar ela de X) aos 12 anos de idade e de cara começamos a nós dar bem, fomos da mesma sala por vários anos consecutivos, acabei que me apaixonei por ela de uma forma bem inocente, eu gostava de ver ela sorrir, rir. Enfim, por volta dos 14 anos eu falei com ela sobre isso, que eu realmente gostava dela e tal....bem no dia depois dela começar a namorar outro maluco, sem problemas, é a porra da vida eu acho? ao longo dos anos ela brigou bastante com ele por minha causa, me sentia mal por isso e tal, mas não me importava muito, afinal, ficar perto dela pra mim era o suficiente.
Ao longo dos anos eu continuei completamente apaixonado por ela, ela me contava tudo da vida dela, fui até o primeiro que ela contou sobre perder a virgindade aos 15 praquele mesmo cara, machucou um pouco...mas fazer oque? nesse ano que ela me contou isso o cara deu um ultimato nela, era basicamente; "Eu ou ele". Ela escolheu ele, entendível, afinal de contas era namoradinho dela. eu tinha 16 ela 15. Antes disso eu andava de mão dada por ai com ela e tal, nunca nem tinha ficado com outra pessoa de tanto que eu era imbecilmente apaixonado por ela, passamos um ano só falando "oi" um pro outro no máximo.
Eles terminaram eu tinha 17 e ela 16, voltamos rapidamente pra rotina antiga, acabei ouvindo amigos meus sobre ficar com outras pessoas pra esquecer, cedi, fiquei com as minas mais parecidas com ela que tinham, todo mundo achava estranho, mas sei lá, meio que só sentia atração assim? O lado bom disso é que passou a vontade louca de ficar com a "X", comecei a ficar com gente aleatória, foda é que veio lado ruim logo depois, cai em depressão, saí do colégio, entrei na faculdade, comecei a me drogar pra esquecer essa mulher e não dava, eu sempre esquecia ela e logo depois voltava com tudo o sentimento, pelo menos, "nunca" na minha vida sofri rejeição, as pessoas falam que sou um cara atraente, nunca vi isso principalmente porque já fui rejeitado por ela.
Aos 19 anos nossa amizade escalou pra caralho, começamos a fazer muitas coisas só nos dois, bebíamos juntos, acampamos juntos, ela dormia abraçada comigo na minha cama(????????) (Nota pro leitor: nunca nem fiquei com ela.) chegou num ponto que eu acordei e ela dormia em cima de mim e eu pensei comigo mesmo; "essa é a vida que eu quero pra mim? Não ter a única que me importo?"
Comecei a namorar pela primeira vez depois dessa realização, isso no mesmo ano, terminei com minha namorada depois de dois anos, foi um relacionamento que me fez entender muito sobre a vida, foi horrível, nunca fui tão maltratado por uma pessoa como por minha ex-namorada , chegou até um ponto que ela falou que só ficava comigo pela minha aparência, de qualquer forma, terminei com ela, não culpo ela, levei esse relacionamento como um aprendizado sobre a vida. O lado bom é que, durante esses dois anos, eu fui completamente proibido pela minha namorada na época de ver a "X", dois anos sem nem ver ela direito. Quando eu terminei, na mesma semana falei com a "X" e fui encontrar ela.
Ela tem depressão severa, enche o vazio dentro dela com drogas e sexo randômico, assim como eu anos atrás, eu encontrei com ela varias vezes, até que ela me pediu perdão por tudo, era exagerada nossa amizade e que sempre que eu ia embora da vida dela, que foram varias vezes, ela esperava eu voltar. Isso me quebrou, mas acabei entendendo que a decisão correta seria ir embora, ela me ama, mas não como eu gostaria, e eu não queria ficar nesse joguinho. Ainda mais porque eu já estava começando a cair por ela de novo
Marquei com ela pra conversar sobre isso, sem ela saber, obviamente (eu sou um animal).
Expliquei tudo, cheguei lá por volta das 19. só fui embora as 2 da manhã, na primeira hora ela negou eu ir embora de novo e que mentiria pra mim sobre o estado mental dela e que ela ia omitir ela ficando com outras pessoas e tal, neguei, não queria isso, queria ela, não uma vida perto dela. Ao longo da conversa ela compreendeu e disse que apoiava eu ir embora, ela me acompanhou até meu carro e me abraçou, ficamos quase duas horas só fazendo carinho um no outro, até que ela me perguntou se seria tudo bem ela me beijar já que era nossa ultima vez juntos, EU NÃO SABIA OQUE DIZER, eu só fiquei olhando pro vento por uns bons 10/20 segundos, ela falou que era besteira, acabei aceitando o beijo, ela me deu só um selinho besta e começou a ir embora....puxei ela e começamos a ficar de verdade, passou algum tempo ela me empurrou e foi embora olhando pra mim e sorrindo.
Ao longo dessa conversa que tivemos ela ficou visivelmente triste e sem duvidas ela notou que eu também fiquei, ela me disse que chorou muito quando fui embora na época que namorei....agora só posso imaginar oque ela sente sobre mim, nunca achei que ia ficar com ela ou algo do tipo, só aconteceu.
Nota: eu tratei minha depressão ao longo dos anos. Assim como sempre tentei estar lá pra ela durante a depressão dela, até mesmo durante meu relacionamento.
Agora eu estou mais triste do que já estive em toda minha vida, comecei a me focar mais em mim, fazendo dieta, malhando, estudando pra faculdade, mas eu não consigo tirar ela da cabeça, tenho 21 anos e faz uma semana que fui embora da vida dela, meu corpo parece se negar esquecer ela, sonho com ela quase toda noite, não consigo falar com nenhuma outra mulher, não consigo nem me masturbar porque acabo chorando ao ver pornografia(???????????).
Compreendo o argumento de "ah tem mais muié por ai", porém, com todo o respeito, vá te fudé rapá, eu sei muito bem disso, o foda é que ela é a minha melhor amiga, foi por anos, me sentia mais aberto com ela do que com qualquer outra pessoa, eu podia falar qualquer coisa com ela e vice-versa, era tudo que sempre quis, toda idealização de amor que já tive na vida veio dela.
Eu só não sei oque fazer sem ela, sem nunca mais nem dar um oi, um abraço...eu conheço ela mais do que qualquer outra pessoa e só não sei oque fazer...
submitted by Afternoon_Upbeat to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 19:48 yungdelvalle Pedrinho do vasco

PEDRINHO DO VASCO - Me encontrei com ele hoje. Fui na Barra resolver umas paradas da minha faculdade (Estudo na Veiga de Almeida), depois que vi tudo, fui dar uma passada na praia. Quando to atravessando a rua, uma bmw me atropela HEUIAHSIEU, meio que me dá uma porradinha e eu caio no chão. Ai eu levanto na fúria, quando desce do carro, advinha quem é???? - Caralho Pedrinho, é tu mesmo????????
PEDRINHO: shhh, fala baixo porra. E ai, maluco, se machucou? EU: Claro que não cara, to sangrando aqui na perna mas ta tranks, porra me dá um autógrafo. PEDRINHO: Olha a ideia do cara, ta com a perna sangrando e quer autógrafo... É vascaíno pelo menos? EU: Claro que sou porra.
Peguei meu chaveiro do Vasco e mostrei pra ele.
PEDRINHO: Porra, tu é gente boa, podia estar aqui me xingando por ter te atropelado, mas me pediu um autógrafo. Entra no carro aí que vamos fazer um curativo nessa porra. EU: SÉRIO MANÉ?
Nisso entrei no carro né, lá dentro tinham 3 mulheres gatíssimas, no banco de trás. Nisso já soltei uma no ouvido do Pedroca: - Caralho, pedroca, quem são essas 3 gostosas aí?
PEDRINHO: Minha mulher e minhas duas filhas, seu filho da puta.
...
PEDRINHO: TO ZUANDO LEKE, É TUDO VAGABUNDA. PORRA TU ME DIVERTE MUITO, NA MORAL, TU É UM MLK SAGAZ. AE PATTY, ESTÉFANI, TIO MAIA, ESSE É MEU AMIGO... COMO É TEU NOME MESMO? EU: É André Lima po...
PEDRINHO: ESSE É O ANDRÉ LIMA, GENTE BOA, E VAI TOMAR UMA GELADA HOJE COM A GENTE.
Nisso já fomos direto pro Novo Leblon, um dos condomínios mais picas da Barra.
Rapaz, pra resumir a história, cheguei no apartamento 507 do bloco 3, meu amigo, o ap era um luxo. Entramos o Pedrinho e as 3 gatas.
PEDRINHO: Ae mané, comigo é papum, tu já sabe né? EU: To vendo, mal me conhece já me trouxe pra boa. PEDRINHO: Mermão, e o Felipe Maestro, meu parceiro de Vasco... Quer conhecer?
EU: CARALHO MAESTRO TA AQUI????
ELE: Ta porra, quer ver??????
EU: CLARO PORRA, KEDE ELE???
Nisso ele me mostra a trolha dele HEUIAHSUIEHAUISEHUIAHSUIEHAUISEHA pqp, mó cacetão cabeçudo
- AQUI O MAESTRO AQUI FILHO DA PUTA.
Móóóó pirocão! Comecei a rir, HEAUIHSEUIAHUISHEAUIHSE
EU: VAI TOMAR NO CU PEDRINHO, HEUIAHSEUIAHEUISA!
Ele já veio chamando a mulherada.
PEDRINHO: AE MANÉ, ESCOLHE UMA E SE SENTE A VONTADE.
Nisso peguei a Estéfani, comecei a meter forte nela, no sofá do Pedrinho. Meti mt. E o Pedrinho só nas duas, comendo as mulheres.
Quando eu olho pro lado mané, vi o Pedrinho comendo a mulher...
EU: COÉ PEDRINHO, TU TA FAZENDO A MESMA CARA DO REBAIXAMENTO DO VASCO EM 2008, HEIUAHSUIEHAUISE
O PEDRINHO COMIA A MULHER CHORANDO VIADO HEUIAHSEUIHAUISHEUIAHUISEHAUIS
CARALHO, COMECEI A RIR, QUASE BROCHEI
Soquei bem na mulher. Gozei. Pedrinho gozou também.
EU: AE PEDROCA, TENHO QUE IR LÁ...
PEDRINHO: JAÉ, vou te dar meu número, qualquer coisa to me liga, tu é parceiro.
EU: ESSAS PIRANHAS SÃO ÓTIMAS.
PEDRINHO: Pois é, to cheio de dor nas costas.
EU: CARALHO PEDRINHO, JÁ SE CONTUNDIU DE NOVO??? ATÉ FUDENDO TU É DE VIDRO, CHINELINHO DE FODA, HEUIAHSUIEHAIUSEHUIAHSUIEHAUIS
PEDRINHO: HEUIAHSEUIAH SAI MLK.
Aí me passou o número dele. Caralho, mt mt mt gente boa!
submitted by yungdelvalle to Mordox [link] [comments]


2020.10.22 18:24 fabmarques21 As desculpas dos clientes em call-center - Episódio 4 (versão calinadas)

Episódio 3
Olá.
O episódio 3 não teve tanta adesão da vossa parte, sad operador de call-center noises , mas não faz mal.
2 posts em apenas uma semana, são uns sortudos vocês, hoje trago algo diferente, não são todas actuais mas sim que me recordei (e uma ou duas de hoje) mas que têm muita piada (pra mim pelo menos) também para não ser sempre a descascar nos clientes. Trago situações de clientes mas também situações em que o parvo/a fomos nós, operadores que atendem.
ora aí está:
"pondere, utilize o seguro, depois logo faz uma decisão" - Era um seguro de vida (tem que falecer para accionar), (calinada minha)
"tem vantagens nos óculos de sol, óculos graduados, etc" - Cliente era cego (colega minha)
(tou a fazer venda a uma sra e o marido vem disparado tirar lhe o telefone) "ela não quer nada disto! não queremos merda nenhuma! vocês ligam pras pessoas, a minha mulher sofre da cabeça!" eu - Claramente não é a única.
Esposa "vê lá o e-mail pra onde mandaste" Esposo "pois mas se calhar mandei e apaguei logo" Esposa "pois, é o que tu fazes Carmindo! Ai Carmindo tu às vezes mais valia estares quietinho!" e eu a rir-me da situação, casal simpático. Enorme Carmindo.
"Estou? Pois, não posso atender. Estou a fazer o amor!" Eu - "e nem me convidou, incrível..." e o cliente riu-se. (esta eu ainda estava nas vendas e foi perto da entrada na empresa, como morava c a minha família estava-me um bocado a borrifar pro trabalho lol.
Cliente diz "por acaso gosto de Paris... muito bonito, é pena é estar cheia de pretos, merda dos pretos estão sempre em cada esquina" - a colega que estava a vender e a falar com ele era preta. O cliente passou quase 20min a descascar no assunto e a colega ficou sem reacção. Ouvi esta chamada porque foi quando fiz formação e ouvia os mais velhos.

Obrigado!
submitted by fabmarques21 to portugal [link] [comments]


2020.10.20 17:39 mvezzzzzzzzzzzzzzzz SALVE MUQUINHA

Fui na Barra resolver umas paradas da minha faculdade (Estudo na Veiga de Almeida), depois que vi tudo, fui dar uma passada na praia.
Quando to atravessando a rua, uma bmw me atropela HEUIAHSIEU, meio que me dá uma porradinha e eu caio no chão.
Ai eu levanto na fúria, quando desce do carro, advinha quem é????
PEDRINHO: shhh, fala baixo porra. E ai, maluco, se machucou?
EU: Claro que não cara, to sangrando aqui na perna mas ta tranks, porra me dá um autógrafo.
PEDRINHO: Olha a ideia do cara, ta com a perna sangrando e quer autógrafo... É vascaíno pelo menos?
EU: Claro que sou porra.
Peguei meu chaveiro do Vasco e mostrei pra ele.
PEDRINHO: Porra, tu é gente boa, podia estar aqui me xingando por ter te atropelado, mas me pediu um autógrafo. Entra no carro aí que vamos fazer um curativo nessa porra.
EU: SÉRIO MANÉ? Nisso entrei no carro né, lá dentro tinham 3 mulheres gatíssimas, no banco de trás.
Nisso já soltei uma no ouvido do Pedroca:
PEDRINHO: Minha mulher e minhas duas filhas, seu filho da puta. ...
PEDRINHO: TO ZUANDO LEKE, É TUDO VAGABUNDA. PORRA TU ME DIVERTE MUITO, NA MORAL, TU É UM MLK SAGAZ. AE PATTY, ESTÉFANI, TIO MAIA, ESSE É MEU AMIGO... COMO É TEU NOME MESMO?
EU: É André Lima po...
PEDRINHO: ESSE É O ANDRÉ LIMA, GENTE BOA, E VAI TOMAR UMA GELADA HOJE COM A GENTE.
Nisso já fomos direto pro Novo Leblon, um dos condomínios mais picas da Barra.
Rapaz, pra resumir a história, cheguei no apartamento 507 do bloco 3, meu amigo, o ap era um luxo. Entramos o Pedrinho e as 3 gatas.
PEDRINHO: Ae mané, comigo é papum, tu já sabe né?
EU: To vendo, mal me conhece já me trouxe pra boa.
PEDRINHO: Mermão, e o Felipe Maestro, meu parceiro de Vasco... Quer conhecer?
EU: CARALHO MAESTRO TA AQUI????
ELE: Ta porra, quer ver??????
EU: CLARO PORRA, KEDE ELE???
Nisso ele me mostra a trolha dele HEUIAHSUIEHAUISEHUIAHSUIEHAUISEHA pqp, mó cacetão cabeçudo
Móóóó pirocão! Comecei a rir, HEAUIHSEUIAHUISHEAUIHSE
EU: VAI TOMAR NO CU PEDRINHO, HEUIAHSEUIAHEUISA!
Ele já veio chamando a mulherada.
PEDRINHO: AE MANÉ, ESCOLHE UMA E SE SENTE A VONTADE.
Nisso peguei a Estéfani, comecei a meter forte nela, no sofá do Pedrinho. Meti mt. E o Pedrinho só nas duas, comendo as mulheres.
Quando eu olho pro lado mané, vi o Pedrinho comendo a mulher...
EU: COÉ PEDRINHO, TU TA FAZENDO A MESMA CARA DO REBAIXAMENTO DO VASCO EM 2008, HEIUAHSUIEHAUISE
O PEDRINHO COMIA A MULHER CHORANDO VIADO HEUIAHSEUIHAUISHEUIAHUISEHAUIS
CARALHO, COMECEI A RIR, QUASE BROCHEI
Soquei bem na mulher. Gozei. Pedrinho gozou também.
EU: AE PEDROCA, TENHO QUE IR LÁ...
PEDRINHO: JAÉ, vou te dar meu número, qualquer coisa to me liga, tu é parceiro.
EU: ESSAS PIRANHAS SÃO ÓTIMAS.
PEDRINHO: Pois é, to cheio de dor nas costas.
EU: CARALHO PEDRINHO, JÁ SE CONTUNDIU DE NOVO??? ATÉ FUDENDO TU É DE VIDRO, CHINELINHO DE FODA, HEUIAHSUIEHAIUSEHUIAHSUIEHAUIS
PEDRINHO: HEUIAHSEUIAH SAI MLK.
Aí me passou o número dele. Caralho, mt mt mt gente boa
submitted by mvezzzzzzzzzzzzzzzz to smurfdomuca [link] [comments]


2020.10.14 12:19 DonaBruxa_Deyse Sobrenatural-Verídico

Preciso dividir isso com vocês! Relato de uma consulente que me procurou desesperada por ajuda espiritual. E irmãos de fé, me ajudem porque nunca lidei com isso não!
Eu ouvi todo o relato. Quanto mais ela contava, mais certeza eu tinha de que se tratava de SETEALEM!
Ela relatou que em maio, devido a pandemia e quarentena, sua família resolveu que seria melhor todos ficarem juntos no sítio dos pais dela, em Sorocaba. Disse que desde o momento que fazia a mala deles, uma sensação de que algo daria errado, pesava. Foi na gaveta do seu filho, que encontrou uma camiseta e um shorts que nunca, jamais vira antes. As roupas estavam sujas, eram velhas, encardidas e cheiravam mal. Nunca teve diarista em casa. Como poderiam aquelas roupas estarem ali? Perguntou pro pessoal e ninguém prestou atenção. Ninguém nunca presta. Naquele dia não estava a fim de começar a gritar tão cedo. Mas estavam todos estressados com os preparativos e ela sozinha pra fazer tudo, deixou pra lá! Enfiou as roupas numa sacola de mercado e deixou no chão, do lado da máquina de lavar na área de serviço. Ela, marido, a filha de 18 anos e seu filho de 5, saíram de São Paulo e seguiram pro interior. Durante a viagem, pra chegar no sítio, passam por uma estrada de terra. Seu filho de 5 anos disse algo que naquele momento não fez sentido algum: - Nem acredito, mãe, que estamos perto da casa do meu melhor amigo que ainda vou conhecer! Eles não deram atenção alguma pro menino. Minutos depois, ouviram um barulho como se tivessem passado por cima de algo na estrada e um dos pneus explodiu. O marido dela controlou o volante e estacionaram. Ele desceu e confirmou que o pneu tinha estourado. Ela pegou o celular pra avisar seus pais sobre o acontecido e que por isso atrasariam. Notou que não tinha sinal de rede em nenhum dos celulares. Não tinha no dela, não tinha no do marido, nem no da filha! Marido trocava o pneu e xingava porque ele nem queria ficar com a família dela! Nisso ela se virou pra trás porque percebeu que o menino estava acenando pro nada todo feliz! Sua filha começou a implicar com o irmão e disse: - Olha mãe, moleque doido! Começou já com as graças. Nisso o menino responde: - É o meu amigo! O amigo que vou conhecer. Olha mãe! Olhaaaa lá! Ela estava cansada, com fome, vontade de fazer xixi, sede e aquilo deixou ela mais puta ainda e nem se deu ao trabalho de responder os filhos. Pneu trocado, seguiram viagem na força do ódio. Uns quilômetros a frente, passaram por um posto de conveniência. Nunca vira esse posto antes. Não era a primeira vez que fazia aquele caminho. O sítio era da família desde que os avós dela casaram. Sua mãe nasceu ali. Ela foi criada ali e fez aquele caminho milhares de vezes desde bebê! Era um posto velho. Tão depredado que parecia estar desativado. Desativado se não fossem uns carros antigos também caindo aos pedaços estacionados em frente. Quem coleciona carro caindo aos pedaços?!?!? Comentou com o marido: - Meu amor, e esse posto que nunca vi na vida! Você viu?! O marido já exausto, responde: - Não prestei atenção! Mas se não viu antes é porque você é cega. Nem olha com essa cara porque você responde pra mim desse jeitinho sempre! Ela respirou fundo pra não começar uma briga ali... faltava tão pouco...perguntaria pro pai dela quando chegasse lá! E foi a primeira coisa que perguntou pro pai depois de abraçá-lo. O pai dela achou engraçado e respondeu que depois di galpão da firma tinha mais nada até chegar no sítio não. Tinha sim! Tinha porque ela viu! Mas também resolveu deixar pra lá esse assunto. A primeira semana foi uma maravilha! No final de semana seguinte, a irmã dela chegou com a família. A avó cozinha umas delícias. Os homens faziam churrasco e tomavam cerveja à vontade. O marido que não queria vir era o que mais aproveitada! A criançada brincava, pulava na piscina, corria livre, dormia e acordava tarde. Mas ela notava o filho dela meio aéreo, mais calado e não estava interagindo com os primos. Algumas vezes teve a impressão de ouvi-lo conversando/ cochichando com alguém mas quando se aproximava, ele se calava. Num sábado, resolveram fazer lasanha, mas faltava queijo, presunto, carne moída pro molho e extrato de tomate. Alguém teria que ir no mercado e pela primeira vez na vida, a filha dela se dispôs a buscar. A menina era habilitada há meses, dirigia por São Paulo, ia e voltava pra faculdade sozinha com o carro da minha cliente. E que perigo teria naquela estrada de terra, pouco ou nenhum movimento e ela iria até o supermercado mais próximo. O filho dela e os sobrinhos quiseram ir também e providenciaram suas máscaras e correram pro carro. Entregou uma nota de 100 reais pra sua filha fazer as compras. Ela me contou chorando que sua consciência pesa por ter pensado e falado pra irmã: - Graças a Deus, pelo menos por uma hora, teremos paz sem essas crianças gritando e correndo! A gente merece um pouco de silêncio sem filho gritando por mãe. A irmã dela riu e concordou.
Segundo ela, olhou no relógio na parede da cozinha, e faltava uns minutos pro meio dia.
O desespero estava pra começar!
Tinha passado uma hora desde a ida e nada dos sobrinhos e dos filhos voltarem. Resolveu ligar pro celular da filha e caia direto na caixa postal! Ligou dezenas de outras vezes e nada. Gritou o marido que estava na churrasqueira. Ele, o cunhado e o pai dela estavam bebendo desde às 8 da manhã. Quando ela relatou sua preocupação, eles não levaram a sério. Segundo os homens, as crianças logo estariam de volta...e foram beber mais. O coração dela apertou e lembrou do posto que vira na estrada, do filho acenando pro nada... não fazia sentindo, mas só pensava nisso. Tentou ligar mais vezes e como nada de atenderem, ela e a irmã pegaram outro carro e foram atrás dos filhos. De longe viram o carro que a filha dirigia encostado na estrada. Ela sentiu alívio por alguns segundos porque quando se aproximaram, o carro estava vazio. A irmã dela até aquele minuto parecia estar muito preocupada não. Porém, desceu do carro chorando. O carro estava parado sentido cidade ou seja, eles nem chegaram ao supermercado. Não tinha sinal deles! Sumiram! O celular não tinha rede, sem serviço e não tinha como pedir socorro ou ligar pra família. As pernas dela tremeram e caiu ajoelhada na terra rezando, pedindo a Deus por ajuda. Nessa hora, ela só lembrava que tinha sido ali que vira o posto de conveniência. Meio ao choro e grito contou pra irmã que vira o tal posto no caminho pro sítio. A irmã dela sem entender já gritou que nunca teve posto ali merda nenhuma. Minha cliente resolveu que iria encontrar o posto porque tinha merda de posto sim! O carro era da irmã dela que respondeu no gritou que não sairia de perto do carro, caso os filhos voltassem. Alguém tinha que avisar a família que estacavam em casa sem saber de nada! Entre gritos e mais choro, resolveram que a irmã voltaria pra avisar os outros e do sítio, ligaria pra polícia. Minha cliente esperaria no carro. Lógico que não conseguiu esperar e decidiu que procuraria por eles. Saiu com o carro que a filha dirigia. Dirigiu até o galpão da firma que tinha na estrada! Nada do posto. Fez o retorno, foi até o lugar que encontraram o carro abandonado e nada. Ela me contou soluçando que não era possível aquilo estar acontecendo. Desespero tinha atingido nível máximo! A irmã não voltava e a hora estava passando... e se ficasse noite?!?!? O que teria acontecido? Assalto? Sequestro? Nesse desespero fez o trecho até a firma, ida e volta, umas 5 vezes até cruzar com o carro da irmã. Vieram o marido, seu pai, cunhado e irmã. A avó ficou em casa, caso a polícia ou as crianças ligassem. Os homens bebados, ela e irmã histéricas! Ninguém se entendia. Depois de muita discussão quando tinham chegado à conclusão que o melhor era ir até a delegacia fazer um boletim, chega uma viatura com dois policiais. Ela tomou a frente e contou o ocorrido. Falou sobre ter visto por ali um posto de conveniência. Nessa hora os dois policiais se entreolharam. O marido dela emendou que ela era doida e que outra vez estava falando desse maldito posto. Um dos policiais, muito calmo contou que apesar de não existir nenhum posto naquele trecho, não era a primeira pessoa a relatar ter visto um. Sem contar muitos detalhes, falou que também não era a primeira, nem segunda vez que pessoas se perdiam e desapareciam naquela estrada! Os polícias pediram para que todos seguissem até a delegacia. Minha cliente e o marido, foram no carro encontrado na estrada e os outros, no carro da irmã. Na delegacia, um boletim de ocorrência foi feito. Mas todos os policiais ao ouvirem o relato, se entreolhavam de modo muito estranho. Só minha cliente notou. A polícia deveria esperar 24 horas após o desaparecimento pra iniciar as buscas! Um daqueles dois policiais que atenderam a ocorrência na estrada, disse baixinho pra minha cliente ficar calma que as crianças apareceriam. Porque todos tinham voltado de lá! Ainda na delegacia, ligavam de minuto a minuto pro sítio com esperança de receber boas notícias. Saíram da delegacia, por volta das 23 horas, ligaram mais uma vez pro sítio no caminho de volta. Nada! Ela e o marido não trocaram uma palavra...ambos choravam! Porém, ao estacionar o carro, ouviram as vozes das crianças e da avó. Ela sentiu um alívio e entrou na casa, agradecendo a Deus. Quando correu pra abraçar os filhos, paralisou. Impossível! Era impossível seu filho estar vestindo o shorts e a camiseta que ela tinha tirado da gaveta e deixado dentro de uma sacola deixada no chão da lavanderia, na sua casa em São Paulo! NÃO ERA POSSÍVEL!
Relato das crianças e da filha:
A filha contou que enquanto dirigia pro supermercado, viu o posto de conveniência, seu irmão, o filho da minha cliente de 5 anos, ao ver o tal lugar pediu pra parar ali! Ele pediu tanto, apelou usando “ por favorzinho” que convenceu a irmã a parar pra comprar tudo ali mesmo. O estacionamento da tal conveniência estava lotado de carros antigos. Seria melhor deixar o carro na estrada. Pensou que fosse um desses encontros de colecionadores de carros antigos. Nunca tinha visto nenhum daqueles modelos antes! A menina ainda relatou ter pensado em como alguém compraria ou colecionaria “uns trem” tão mal cuidado, caindo aos pedaços?!?!?!?!? Mas que só poderia ser coisa de”véi” mesmo. Entraram todos no estabelecimento e “bizarro” foi o termo usado ( pela filha dela) pra descrever o local e as pessoas! -Era um povo feio, tudo com pele amarela de doente, dentes podres, os homens e as sobrancelhas grossas e unidas... inclusive a de todas as mulheres! Até as crianças eram horrorosas... Crianças tinha fisionomia de velhas e sofridas! O lugar fedia! Fedia podre! Uma barulheira, todo mundo berrando, tocava uma música que ela não conseguia explicar. Era um ruído que estava grudado na cabeça dela. A música era um xiado fino, alto que dava a impressão de estar tocando dentro do corpo dela. A música machucava o seu pensamento. Era uma penumbra... uma luz que não iluminava e era difícil enxergar as coisas... ela tinha que forçar os olhos, piscar algumas vezes até distinguir os objetos ao redor. Objetos que nunca vira! Não dava pra imaginar a utilidade deles! Eram muitos corredores e prateleiras cheias de comida e coisas sem sentido! Enquanto se concentrava pra lembrar tudo que precisava comprar pra lasanha, a música dentro dela apagava as palavras. Ela fechou os olhos e forçou a memória... Talvez a força do seu pensar fez a música parar. Fez as pessoas pararam de gritar! Sentiu as maozinhas dos seus primos agarrarem sua mão e sua roupa. Ela sabia que estava chorando. Disse: - Mãeeeeee, fiquei com medo de abrir os olhos porque eu senti o peso daquele povo bizarro encarando a gente. Só abri porque ouvi um deles( referindo a um dos primos) dizer meu nome! Quando abri os olhos, meu irmão tinha desaparecido. Ele tinha sumidoooooo!!! Mãeeeeee, ele sumiu e não foi culpa minha... foi um segundo! As luzes começaram a piscar. Era uma luz sem cor, parecia que estávamos dentro de uma das fotografias daqueles binóculos da vovó! E as pessoas apontavam o dedo na nossa direção, gritando...eles gritavam sem mexer a boca: INTRUSOS, SAIAM DAQUI! SAIAM DAQUI! SAIAM DAQUI! VOCÊS NÃO PODEM FICAR AQUI, SAIAM DAQUI! Eu olhei pra uma senhora que estava bem próxima de nós e pedi ajuda. Contei que precisava comprar o que a mae nos pedira ... perguntei se ela tinha visto pra onde fora meu irmão. Mostrei o dinheiro! Ela riu!Quando ela abriu a boca sem nenhum dente, senti um bafo tão podre que o vômito quase saiu! Os primos estavam chorando, tremendo agarrados em mim! Comecei a chamar ele ( irmão/filho 5 anos)... e os bizarros, outra vez começaram : INTRUSOS, SAIAM DAQUI! SAIAM DAQUI! SAIAM DAQUI! VOCÊS NÃO PODEM FICAR AQUI, SAIAM DAQUI!
Eu não conseguia me mexer. Não dava pra andar!
E a música entrou em mim outra vez, mais alta e barulhenta! Minha cabeça doía e achei que desmaiaria. Nunca desmaiei... nas sabia que estava pra cair dura no chão! De repente, mas um de repente que pareceu horas, meu irmão aparece de mãos dadas com um bizarro tamanho criança. Ele veio dizendo que era o amigo que ele disse que conheceria aquele dia no carro no futuro. O bizarro chegou perto da gente dizendo que também me conhecia! Que já tinha falado que ( o filho de 5 anos) deveria fazer comigo o que (ele, bizarro!) tinha feito com a irmã dele! Eu puxei ele( apontou pro irmão) pra perto da gente! Mãe, ele não queria vir com a gente! Disse que ficaria com o amigo lá. Aí eu fiquei louca, fui arrastando todo mundo pra fora! O bizarro amigo dele, disse pra eu não falar alto porque “O ALGUEM”poderia acordar e pegar a gente pra ele! Eu mirei o rumo da porta, comecei a correr, as crianças também e o bizarro atrás da gente. Tinha escurecido. Era noite! Tinha neblina, um frio que esfriou meus ossos. Daí a gente correu muito! A gente corria e não chegava nunca até a estrada! Mas quando conseguimos, eu olhei, eu pisquei pra ver melhor e o carro tinha sumido. Sumidooooooo! O carro não estava mais lá! Sentamos no meio fio, meu irmão chorando porque queria voltar pra ficar com o amigo, os primos pedindo pela tia! Eles tremiam e batiam os dentes de frio! Entrei em pânico,porque como eu explicaria que perdi o carro, não comprei as coisas! Foi aí, que vi você mamãe, passar na nossa frente dirigindo nosso carro. Gritamos, corremos atrás de você, acenamos e você não olhou! Você não ouviu a gente gritar! Maeeeeee, você foi e voltou, foi e voltou, foi e voltou! Depois passou a tia em outro carro com o pai,o vovô e o tio! Mãe e tia, vocês nos ignoraram na beira da estrada. E aquela peste do moleque bizarro, de longe morrendo de rir da gente e gritando BEM FEITOOOOO! Como se não bastasse tudo isso, começou a ventar forte e a tempestade começou a cair. Ficou mais frio e a gente não conseguia respirar de tanta água que caia. A solução foi vir a pé, estrada escura, com chuva...Andamos até aqui!
OS SOBRINHOS:
-A gente ficou com muito medo! - Eu fiquei com tanto, tanto medo que fiz xixi na calça. -Eram monstros! - Eles queriam comer a gente! -Você não viu?!?!? Eles iriam picar a gente pra vender como carne moída! -Sera?!? E choraram muito. Ainda não conseguem dormir sozinhos em seus quartos. A luz tem que ficar acesa! Quando dormem, têm pesadelos e acordam aos berros!
O FILHO DE 5 ANOS:
-Mãe, foi legal. Sabia que meu amigo morava ali? Eu disse! Ele me visitava as vezes nos sonhos. Mesmo quando eu sonhava acordado e de dia! Hoje, a gente brincou de esconde-esconde e pega-pega!Fui na casa dele e comi comida lá! Sujei minha roupa de sangue e a mãe dele me emprestou essa. Essa roupa é do meu amiguinho! Ela falou que vai lavar a minha e depois trazer aqui pra você! Me convidaram pra ir lá outras vezes, passar as férias. Falei que pediria pra mamãe e pro meu papai! Foi super legal e meu amigo disse que já tinha me visto lá no futuro muitas vezes e que morarei com eles pra sempre! Pra sempre é muito tempo? Posso, mamãe? Deixa, por favorzinho?Por favorzinho? Eu convidei ele pra vir aqui amanhã brincar comigo, tá? Se você falar com a mãe dele, ela poderia deixar ele dormir aqui, né?!?!? Deixa, por favorzinho... diz que sim, mamãe!
Voltaram TODOS PRAS SUAS CASAS EM SÃO PAULO no dia seguinte, assim que o dia clareou. Os pais dela colocaram o sítio à venda e moram com ela, por enquanto. Minha cliente acredita que existe um lugar além. Ela tem certeza absoluta e provas disso! Está apavorada. Seu filho fala, brinca, canta, dá gargalhadas e afirma que o amigo está ao lado dele! Assim que entrou na sua casa em SP, correu até a lavanderia. Ela encontrou as roupas que seu filho usava no dia do sumiço. Estavam dentro da sacola, ao lado da máquina de lavar!
submitted by DonaBruxa_Deyse to u/DonaBruxa_Deyse [link] [comments]


2020.10.13 04:32 MediaLongjumping Me demiti de um emprego por conta disso ,desabafo

Fiquei 4 anos sem tem um emprego , até que a tão sonhada vaga apareceu ,eu iria trabalhar como técnica em panificação , estava com muito medo ,pois era meu primeiro emprego registrado , mais ao mesmo tempo estava muito feliz . Tive que sair da minha cidade e fazer uma viagem para conhecer a empresa , nessa viagem foram mais 2 mulheres cmg ,daí que começou a implicância cmg , como o ônibus só tem 2 lugares , as 2 queriam sentar uma com a outra , porém uma delas teve que sentar em outra poltrona , daí ela começou a ficar nervosa , mandar indireta , mais fui relevando , ela menstruou até emprestei pra ela minha blusa pra ela colocar na cintura . Chegando na cidade , fomos com o cara da empresa de carro pra la , mais essa mulher vou chamar de Ana , sentou no banco da frente e tava se sentindo a patroa , já queria me dar ordens , dizendo que ela quem iria me ensinar tudo . Chegamos na empresa , fomos conhecer a fábrica , lá diversos caras começaram a mecher comigo (não é mentira minha ) pq a Ana e a outra e loira , eu era a única morena( cabelo escuro ) daí eles falavam nossa que morena linda , onde eu passava eles falavam isso , na hora do refeitório ,esses mesmo caras não tiravam o olho de mim , as duas ficaram incomodadas, dava pra ver na cara de Ana a raiva de mim ,eu ate disse olha Ana tem um carinha ali que tá te olhando sim , ela disse não vc é a única morena aqui . Na saída do refeitório elas me deixaram sozinha , antes Ana me jogou café fingindo ser sem querer, e vi elas falando mal de mim na porta , até aí tudo bem levei numa boa , tinha mais alguns tempo de intervalo , um rapaz veio conversar cmg , eu conversei (até disse ao rapaz que eu já era noiva ) . Chegando na área da panificação ,no teste , eu fiquei muito nervosa , daí uma hora eu cheguei a falar "vou lavar minhas mãos né , tem que lavar " pq eu ia mecher com pão e etc e tinha acabado de sair do refeitório , e elas começaram a rir de mim na frente de todo mundo , mais ngm ligou , uma moça lá experiente me deu todo apoio , na saída indo para o hotel essa Ana olhou pra minha cara e disse "Como vc é uma idiota , só faz pergunta retardada " . Chegando no hotel passei o maior inferno ,a Ana tirou fotos minha só de pijama sem sutiã durante a madrugada ,no outro dia perdi a cabeça discuti com ela ,sai do hotel correndo pq ela ligou para uns bandidos pra me ameaçar , a empresa ficou sabendo ,me tiraram do quarto com elas ,porém elas acharam , batiam na porta do meu quarto , diziam que ia arrombar , liguei para a moça do RH,tiveram que me transferir urgente para outro hotel . No outro dia elas foram demitidas ,e deixaram eu ficar , porém não fiquei por medo de ameaças , me arrependo até hoje de ter saído , foi um pouco antes da pandemia , não entendo até hoje o pq das duas fazerem isso , ja que essa Ana até namorado tinha e eu tbm tenho noivo até hoje . Enfim um desabafo , podem me dar conselho por favor,sem julgamentos ..
submitted by MediaLongjumping to desabafos [link] [comments]


2020.10.02 05:50 marciliwu O humor mainstream brasileiro é muito fraco.

Estava olhando essa comunidade maravilhosa, me deparei com um post mostrando o trailer do segundo Borat, de Sacha Baron Cohen... Aí me lembrei o quanto amo esse cara!! Como o humor dele é simplesmente genial! E a sorte que eu tenho por ter tido acesso a esse tipo de humor novinho ( por mais que seja obsceno kkkk ) Todo mundo gosta desse cara, ele não se importa com mídia, constrói seus personagens e fala altos absurdos encarnando essa galera, mesmo assim consegue ser engraçado e inteligente sem desrespeitar ninguém, acho que isso acontece porque o Sacha não é o tipo de pessoa que fala merda só pra chamar atenção, pelo contrário, a maioria das declarações dele como ele mesmo são sempre muito produtivas e pé no chão. Você nunca vai ver ele falando loucura nonsense em rede social ou sendo ofensivo diretamente a algum grupo social para tirar uma piada, ou simplesmente chamar atenção, se ele faz isso sempre é por meio de seus personagens e sempre com críticas sociais inteligentes embutidas... colocarei o link de dois vídeos para tirarem suas conclusões.
https://youtu.be/_FE7V_8CgmQ
https://youtu.be/nPnKxx8KXQw
Citei o exemplo do Sacha só para dar um panorama.
Agora quando se trata do humor mainstream contemporâneo por aqui, eu só consigo ver graça no Afonso Padilha e no Whindersson Nunes ( meu conterrâneo ) ( talvez tenha mais alguém só não vou lembrar ) Por mais que esses caras abordem temáticas bem pastelão, dou muito crédito pros caras por sempre saberem inovar em cima do mesmo assunto e serem engraçados sem desrespeitar ou ofender ninguém.
No entanto, quando olho as outras opções ou me deparo com pastelões exagerados e às vezes repetitivos e sem graça, ou me deparo com piadas extremamente apelativas e ofensivas ( que pra mim também são pastelões sem graça ), eu tentei assistir aquele Léo Lins na Netflix mas não aguentei 10 min, o cara simplesmente não sabe ser engraçado sem que tenha que ofender algum grupo social diretamente, e ainda intitula o bglh de a arte do insulto...
Aí fica fácil ser comediante, é só juntar um monte de comunidade, encontrar um "defeito" em cada uma, fazer um script para que a piada pareça criativa, e aí você tira risadas só porque as pessoas tendem a rir com polêmicas que pareçam bem exploradas, acho que porque são meio que presentes no nosso cotidiano e consequentemente no inconsciente coletivo.
Fora que as opções menos ofensivas ( que ainda apelam pra esse tipo de coisa ) são muuuuito sem graça, Danilo Gentili é um exemplo, o cara não fica um segundo sem mencionar o fato de que aquele narrador do programa dele que eu esqueci o nome é gordo, aí quando faz uma piada sem ofender alguém soa muito infantil e sem graça.
Precisamos de um humor mais produtivo!! Acho que essa história de "humor não tem limite" não leva nada pra frente, humor também faz parte da sociedade, porque não fazer do humor uma coisa produtiva e criativa e parar de apelar para as mesmas caricaturas sem graça e ofensivas, acho uma ótima ideia.
Sacha é um cara que fez um personagem gay, um ditador, um rapper burro, um jornalista do Cazaquistão que falava coisas como "Sério que por aqui para papapa com uma mulher tem que ter permissão?" E mesmo assim consegue tirar risada do público sem ofender ninguém, o cara só apresenta o absurdo e a galera dá risada, sem precisar apelar para simplesmente nada além da própria realidade.
E ainda consegue ser extremamente engraçado como pessoa só por ter uma noção muito boa de timing cômico e saber contar histórias como ninguém.
Precisamos de um Sacha!! Nosso humor é que nem nosso país, de terceiro mundo ( pelo menos o mainstream 🤷‍♂️ )
Queria saber o que acham sobre o tema. Também peço sugestões de humoristas bons que saibam produzir humor inteligente sem ofender ninguém, desde já obrigadow!! Enoes.
( Não citei que amo o humor antigo daqui, dava de pau na galera lá fora... Os trapalhões, Tiririca, Chico Anísio, Hermes e Renato, Casseta e planeta ai são tantos, esses caras sabiam fazer humor, até hoje racho o bico assistindo, enquanto na gringa ( nesse tempo ) eles estavam lidando com a fase do humor ofensivo, veja Chevy Chase por exemplo, o cara apelava demais!! Não é à toa que no fim de carreira ganhou o papel de um personagem racista numa série e acabou brigando com o diretor e saindo da produção por não gostar do personagem ( que foi feito baseado nele na vida real ) enfim, fica a indagação: a que ponto chegamos meu povo. por sinal, quem gosta desse tipo de humor, assistam essa série, Community o nome ( tem na Netflix ). Humor inteligentíssimo, é o tipo de série que assisto com minha irmã de 6 anos, minha mãe de 45 e mesmo assim todo mundo dá risada.
Acho que quando o pânico chegou mostrando que dava pra ter audiência com humor ofensivo e que objetificava a mulher foi que estragou o humor por aqui, agora estamos nessa escassez de humor criativo ( pelo menos na Tv )
submitted by marciliwu to brasil [link] [comments]


2020.09.21 13:50 FlavioKD9 Ultimo desabafo

Bom, essa é a última vez que venho desabafar aqui no reddit, primeiro porque nem eu me aguento mais aqui, e segundo porque eu não aguento mais viver.
Vamos começar com toda razão do problema, eu tenho sido uma pessoa completamente frustrada, não tento mais realizar nada. Até porque o meu real sonho, eu não posso alcançar. Tenho o sonho de trabalhar com música, ser famoso, ter sucesso, poder marcar o meu nome na história da música brasileira. Sonhos de adolescente de 15 anos, eu sei. Só que, não sei cantar bem, não sei tocar um instrumento a nível profissional, não sou bonito, não tenho a voz boa, não sou popular e não sou inteligente. Ou seja, é tudo um sonho que vai viver na minha cabeça me consumindo. Só que eu amo música, eu consumo música como um bêbado consome cachaça, vou dormir, fazendo comida, tomando banho, até pra escolher música eu coloco alguma primeiro pra não ficar em silêncio. Eu tenho tido várias ideias pra letras/clipes de músicas, sigo anotando todas, se não fizer sucesso enquanto estiver vivo, quem sabe alguém acha depois que eu estiver morto, grava e faz sucesso. A vontade de ascender a classe social é outro sonho que não é tão alcançável, queria muito poder não me preocupar com dinheiro e poder ajudar os meus pais e outras pessoas, ou qualquer coisa do tipo.
Segundo ponto é a ansiedade, desde que começou a quarentena (março) eu não saio de casa, eu já não saia normalmente, por ser bastante antissocial. Mas, no fim de semana, sempre ia no Shopping olhar as coisas que queria comprar e não tinha dinheiro. Eu sempre fui uma pessoa ansiosa, mas nunca tinha tido uma crise de ansiedade, durante a quarentena tem dias que tenho 2 ou 3. Sinto palpitação no peito, dores de cabeça, começo a chorar, começo a suar, falta de ar, dormência nas pernas e tensão no corpo todo. E como sempre fui uma pessoa muito solitária, ninguém sabe dessas minhas crises. Nesses últimos dias, tenho sentido uma vontade enorme de cometer suicídio. Simplesmente, vou dormir todos os dias sonhando em não acordar no outro dia. Só que eu não posso ter essa escolha, porque minha mãe se sente sozinha comigo vivo. Eu não escolhi nascer, não escolhi ser uma pessoa sozinha, eu só quero que essa dor que eu sinto no meu coração, como se tivesse uma bola de fogo dentro do meu peito derretendo tudo e prestes a explodir. Queria que meus sonhos se realizassem, mas eu sei que nada nessa vida é como a gente quer. Queria poder ser rico, ter uma vida boa, poder dar uma vida boa para os meus pais, poder ajudar pessoas de alguma forma. Eu não consigo mais ficar na companhia de alguém por muito tempo, porque desde os meus 11 anos (acho) eu sempre fiquei sozinho praticamente o dia inteiro, não tinha irmão, não tinha amigos na escola, sempre foi um problema.
Um outro problema durante essa quarentena problemática do caramba, é que eu me apaixonei por uma mulher famosa, a qual eu acompanho o trabalho dela fazem 9/10 anos. Eu como um adolescente sentia atração por ela. Só que teve um hiato em que eu deixei de acompanhar, e esse ano, eu voltei a ver ela mais frequentemente nas redes sociais e em qualquer lugar. E não é mais atração que eu sinto por ela, é algo mais apaixonado, eu sonho com a gente tomando vinho, com as amigas(os) dela em uma sexta feira, sonho com a gente escrevendo músicas, olhando o pôr do sol numa tarde de domingo, contando histórias um pro outro, se divertindo, aproveitando a vida, ela mudando de cor e tamanho de cabelo o tempo todo, a gente meditando junto. Quando eu fecho os olhos agora, só consigo pensar no sorriso dela, e tudo que eu faria pra manter aquele sorriso no rosto dela pra sempre. Eu nunca a conheci pessoalmente, mas sinto uma ligação entre a gente (eu sei, é bobo e eu preciso de tratamento psicológico urgente). Só que eu acredito na merda do destino, mas também acredito que o destino não vai entregar tudo comigo parado em casa.
Vamos pra outro problema. Ela tem um crush em ninguém mais, ninguém menos que Jaden Smith. E eu não consigo competir com ele, eu sou gordo, feio, tenho mordida aberta (ou seja, meus dentes são fudidos) e tenho uma puta vergonha do meu corpo, e com isso tenho medo de me relacionar.
OBS!!!! Se você não quiser ler sobre meu corpo estranho e meu medo de se relacionar com alguém sexualmente, pule um parágrafo. Obrigado.
Sexta feira vou fazer 22 anos, e eu nunca me relacionei sexualmente com alguém antes, primeiro porque ninguém é louco o suficiente pra fazer isso, segundo porque mesmo que tivesse, eu não aceitaria porque tenho vergonha de lá de baixo também. Primeiro que ele não é grande e é fino, segundo porque como eu sou gordo, e tenho a parte em cima do pênis, gorda também, o que deixa ele menor ainda, terceiro, eu sou mono bola, ou seja, só uma desceu. Tenho medo de me relacionar com alguém, e a pessoa começar a rir na hora ou até fazer alguma coisa pior, sei lá.
Continuando, como começaram essas crises de ansiedade, eu comecei a meditar, e isso tem me ajudado um pouco, mas não dá pra meditar a cada 1 hora. Então tem alguns momentos em que eu fico com a pouca ansiedade, eu consigo relaxar o corpo e a mente. Outra relação com a meditação que tem me ajudado também, é que quando eu vou tomar banho, eu desligo as luzes, e começa a entrar uma luz natural pela janela (não tomo banho durante a noite, porque só tem uma banheiro que fica do lado do quarto dos meus pais, e eu não poderia acender velas nem tomar banho com luz desligada porque eles iam achar que eu estou maluco, não que eu não esteja, mas é meu momento de paz) e eu também coloco uma música pra relaxar. Aquele momento, é o melhor do meu dia, é o momento em que eu fico mais em paz. Nada pode me tirar do sério, meus pensamentos vão embora junto com a sujeira. Só que quando saio, passa uma hora e volta tudo ao normal. Também tem a meditação da caixa infinita, me vejo em uma caixa enorme que eu não consigo ver o fim, só que tem vezes que eu não consigo enxergar nada, é tudo escuro e frio. Tem vezes que é claro como o dia, eu consigo me ver realizando os sonhos que estão na minha cabeça, consigo ver tudo que eu mais queria. Consigo ver o rosto dela dentro da minha cabeça.
É isso, eu não sei mais o que fazer, estou pra fazer 22 anos, já sou frustrado, tenho certeza que nenhum dos meus sonhos vão se realizar, e queria poder ter a livre escolha de morrer. Não é que eu não ame a vida, eu amo demais, eu amo olhar pra lua, amo escutar música, amo sentir o cheiro de pão saindo do forno, amo ver o sorriso da pessoa que eu nunca vou me relacionar, amo meus pais (mesmo sendo problemáticos, o que é normal, porque todos somos), amo o som do mar e a música que a natureza cria.
Eu sinto que faltou muita coisa que eu não escrevi aqui, é que na verdade, minha cabeça tá uma bagunça, são tantos pensamentos, tanta ansiedade. Sei lá, desculpe se alguma coisa ficou confusa, ou sem sentido. Qualquer coisa me avisa aqui que eu tento explicar melhor. E obrigado separar um tempo pra ler essa epopeia enorme. Você é incrível.
submitted by FlavioKD9 to desabafos [link] [comments]


2020.09.20 23:41 mgzaun Benítez do Vasco

Me encontrei com ele hoje. Fui na Barra resolver umas paradas da minha faculdade (Estudo na Veiga de Almeida), depois que vi tudo, fui dar uma passada na praia.
Quando to atravessando a rua, uma bmw me atropela HEUIAHSIEU, meio que me dá uma porradinha e eu caio no chão.
Ai eu levanto na fúria, quando desce do carro, advinha quem é????
- Caralho Benitez, é tu mesmo????????
BENITEZ: shhh, fala baixo porra. E ai, maluco, se machucou?
EU: Claro que não cara, to sangrando aqui na perna mas ta tranks, porra me dá um autógrafo.
BENITEZ: Olha a ideia do cara, ta com a perna sangrando e quer autógrafo... É vascaíno pelo menos?
EU: Claro que sou porra.
Peguei meu chaveiro do Vasco e mostrei pra ele.
BENITEZ: Porra, tu é gente boa, podia estar aqui me xingando por ter te atropelado, mas me pediu um autógrafo. Entra no carro aí que vamos fazer um curativo nessa porra.
EU: SÉRIO MANÉ?
Nisso entrei no carro né, lá dentro tinham 3 mulheres gatíssimas, no banco de trás.
Nisso já soltei uma no ouvido do Bene:
- Caralho, Bene, quem são essas 3 gostosas aí?
BENITEZ: Minha mulher e minhas duas filhas, seu filho da puta.
...
BENITEZ: TO ZUANDO LEKE, É TUDO VAGABUNDA. PORRA TU ME DIVERTE MUITO, NA MORAL, TU É UM MLK SAGAZ. AE PATTY, ESTÉFANI, TIO MAIA, ESSE É MEU AMIGO... COMO É TEU NOME MESMO?
EU: É João po...
BENITEZ: ESSE É O JOAO GENTE BOA, E VAI TOMAR UMA GELADA HOJE COM A GENTE.
Nisso já fomos direto pro Novo Leblon, um dos condomínios mais picas da Barra.
Rapaz, pra resumir a história, cheguei no apartamento 507 do bloco 3, meu amigo, o ap era um luxo. Entramos o Benitez e as 3 gatas.
BENITEZ: Ae mané, comigo é papum, tu já sabe né?
EU: To vendo, mal me conhece já me trouxe pra boa.
BENITEZ: Mermão, e o Cano, meu parceiro de Vasco... Quer conhecer?
EU: CARALHO O CANO TA AQUI????
ELE: Ta porra, quer ver??????
EU: CLARO PORRA, KEDE ELE???
Nisso ele me mostra a trolha dele HEUIAHSUIEHAUISEHUIAHSUIEHAUISEHA pqp, mó cacetão cabeçudo
- AQUI O CANO AQUI FILHO DA PUTA.
Móóóó pirocão! Comecei a rir, HEAUIHSEUIAHUISHEAUIHSE
EU: VAI TOMAR NO CU BENITEZ, HEUIAHSEUIAHEUISA!
Ele já veio chamando a mulherada.
BENITEZ: AE MANÉ, ESCOLHE UMA E SE SENTE A VONTADE.
Nisso peguei a Estéfani, comecei a meter forte nela, no sofá do Benítez. Meti mt. E o Benitez só nas duas, comendo as mulheres.
Quando eu olho pro lado mané, vi o Benitez comendo a mulher...
EU: COÉ BENITEZ, TU TA FAZENDO A MESMA CARA QUANDO O BASTO ENTRA EM CAMPO, HEIUAHSUIEHAUISE
O BENITEZ COMIA A MULHER CHORANDO VIADO HEUIAHSEUIHAUISHEUIAHUISEHAUIS
CARALHO, COMECEI A RIR, QUASE BROCHEI
Soquei bem na mulher. Gozei. Benitez gozou também.
EU: AE BENE TENHO QUE IR LÁ...
BENTEZ: JAÉ, vou te dar meu número, qualquer coisa to me liga, tu é parceiro.
EU: ESSAS PIRANHAS SÃO ÓTIMAS.
BENITEZ: Pois é, to cheio de dor nas costas.
EU: CARALHO BENITEZ, JÁ SE CONTUNDIU?? NAO PODE NAO TA MALICO PORRA HEUIAHSUIEHAIUSEHUIAHSUIEHAUIS
BENITEZ: HEUIAHSEUIAH SAI MLK, NA QUARTA A GENTE GANHA DO BOTAFOGO. VOU LA NO SHOPPING
Aí me passou o número dele. Caralho, mt mt mt gente boa!
submitted by mgzaun to futebol [link] [comments]


2020.09.17 01:31 StarryShiningKnight Karma existe e ele é incrível

Hoje eu tive uma notícia que me fez sentir como se eu tivesse vencido a quarentena kkkkk
Eu passei 4 anos da minha vida trabalhando em o que se chama de "vaga arrombada" - recebia 1 salário mínimo pra fazer o trabalho de todo mundo no escritório e ainda hora extra.
Nesse emprego, eu tinha uma chefe - vamos chamar ela de Gueixa - e ela era uma verdadeira de uma v*ca. Atrapalhava o serviço, inventava coisa pra fazer às 18:45, estragava o serviço das pessoas, falava mal de todo mundo etc. Ainda, ela era adepta da filosofia da "família tradicional católica brasileira" - isso é importante.
No final do ano passado, essa mulher acabou com a minha vida, até tive gastrite por causa dessa infeliz, vivia metendo o pau em mim pra supervisora geral, inventava intriguinha e enchia o saco. Bem, por conta da Gueixa, acabei sendo demitido do escritório pouco antes da pandemia.
O motivo?
Bom, ela era a chefe responsável por lidar com os processos referentes à prefeitura, e ela, de alguma forma, sempre fazia tudo dar certo e sempre sabia exatamente o que ia acontecer.
Por um tempo eu até cheguei a acreditar que ela era muito boa no que ela fazia, mas, com o tempo, passei a perceber que ela era uma anta - não tinha ideia de como um processo funciona e tinha dúvidas e dificuldades de um aluno de primeiro ano de direito, não de uma profissional com uma década de carreira.
Por conta disso, começou a rolar uma piada pelo escritório, nada sério, piadinha de adolescente mesmo. A piada? "Essa mulher só pode estar transando com o procurador da prefeitura, não é possível".
E o que isso tem a ver com a demissão? Ela descobriu que rolava esse tipo de piada dela pelo escritório e - para variar - colocou toda a culpa em mim. Eu tinha começado, eu estava fazendo bullying, eu era um machista, eu perseguia ela desde o dia em que comecei no escritório, e por aí vai.
Enfim, fui demitido.
Agora, quase 7 meses depois, fui na academia e um dos instrutores me pergunta brincando "que história é essa aí da gueixa do seu escritório". Eu, que não sabia do que se tratava, claro que perguntei do que ele estava falando.
E, aparentemente, a sra. Gueixa, muito da casada, foi flagrada em horário de serviço transando - e muito - com um Procurador da Prefeitura de um dos processos dela, dentro de uma das salas da sede da OAB da minha cidade!
Ela não ficou putassa com a existência da piada, ela ficou putassa com a VERDADE da piada!
Eu fico triste pelo marido dela, que nunca mais vai passar em uma porta com facilidade, mas eu não parei de rir até agora!
E acho extremamente justo que ela, a responsável pelo meu estresse e ansiedade por tantos anos, se torne a responsável pelo meu bom humor pelo futuro próximo!
submitted by StarryShiningKnight to desabafos [link] [comments]


2020.09.14 13:44 JustCallMeLyraM8 GT DA BROTHERAGEM

GT DA BROTHERAGEM
/cc/
>eu tenho um amigo bem próximo
>amigo não
>ele é tipo um irmão
>amo aquele filho da puta
>vamos chamar ele de Maicão
>nos conhecemos no jardim da infância
>dividíamos o todynho e o biscoito passatempo no recreio
>bolachaéocaraio.mp3
>estudamos na mesma turma até a quinta série quando os pais dele se mudaram pra longe da escola
>ele continuava morando na mesma cidade, mas tava numa escola diferente
>ainda assim nos víamos todos os fins de semana
>nossas famílias se tornaram amigas também
>tudo era um mar de rosas até o final de 2004
>ano 2005
>entra uma aluna nova na minha turma
>o nome dela era Thais
>lembro como se fosse ontem do momento em que ela entrou na sala
>tudo parecia ter ficado em câmera lenta
>o sol batia nela
>o ventilador soprou seus cabelos
>ela marchava como uma égua manga larga do trote formoso
>paudureci naquele exato momento
>o foda é que eu tava em pé naquela hora e a primeira aula era de educação física
>short.gif
>todo mundo da sala começa a rir de mim e a gritar
>me chamaram de pau retrátil porque foi só a menina aparecer que ele subiu
>morri de vergonha naquela hora
>sentei na cadeira e pus a mochila no meu colo
>eu só queria sumir
>até a professora riu
>mas a Thais não
>ela sentou atrás de mim e disse pra eu não ligar pra eles e que eu ficava lindo com vergonha
>caraio vei não pude acreditar
>eu era tão tímido que pedi pra ir no banheiro na mesma hora e fiquei trancado lá até a hora do recreio
>quando o recreio chegou eu pus o dedo na goela na frente da sala dos professores
>acho que vomitei até meu intestino naquela hora
>comecei a dizer que tava passando mal
>os professores me liberaram da escola e fui pra casa mais cedo
>chego em casa e passo a tarde toda tendo fantasias masturbatórias com a Thais
>eu era tão beta quanto aqueles peixes de briga
>quando a noite chega eu corro pra casa do Maicão
>conto tudo pra ele feliz da vida
>Maicão fica feliz por mim
>brodagem.rar
>segue o jogo
>durante o resto do ano eu iria me aproximar cada vez mais da Thais e me afastar cada vez do Maicão
>ele dizia que ela tava me afastando dele mas eu discordava
>dizia que era coisa da cabeça dele
>o tempo passa
>a Thais é promovida à pitanguinha e a distância entre mim e meu brother ia aumentando cada vez mais
>um dia briguei feio com o Maicão quando ele disse que ela tava cmg só por conta do meu dinheiro
>eu não era rico, mas da escola eu era o mais bem de vida
>meu pai era o único que não tava preso e não trabalhava com drogas
>minha mãe não trabalhava na zona
>zoas ela trabalhava sim
>ela agenciava a tua mãe, aquela puta boqueteira
>zoas de novo, minha mãe era artista plástica
>um dia eu acabo falando pra Thais que o Maicão tava se sentindo escanteado
>ela começa a me dizer que era inveja do nosso relacionamento e que ele só queria nos separar
>acabo dando ouvidos a ela e brigando feio com ele
>putaquepariuqueburrice
>nunca devia ter dado ouvidos à ela
>foco no gt
>paro de falar com o Maicão e cada vez mais me entrego pra a Thais
>toda semana era cinema
>lanche na Mc Donald’s
>roupa na Marisa
>minha mesada começou a ser exclusivamente dela
>um belo dia recebo uma mensagem do Maicão dizendo que a Thais tava me traindo
>respondi mandando ele tomar no cu
>ja faziam uns 5 meses que eu não falava com ele e do nothing ele vinha com um papo desses
>ele disse que eu devia ficar atento aos sinais
>não dou a foda pro que ele diz e continuo o namoro
>na semana seguinte vejo ela com uma marca roxa no pescoço
>ela diz que tinha caído da escada
>eu disse que acreditei mas fiquei desconfiado
>nada me tirava da cabeça oq o Maicão tinha me dito
>procuro ele e conto oq aconteceu
>diferente de mim ele não era um filho da puta
>Maicão me ove e depois me conta tudo que sabia
>a Thais tinha vindo da escola em que ele estudava
>ela era conhecida como viúva negra na escola
>ela se prendia à um macho e sugava tudo dele até ele não ter mais nada
>sim, ela tmb sugava o pau
>não, ela não tinha sugado o meu ainda
>Maicão continua a história dizendo que tinha visto ela saindo da casa de um carinha que morava no mesmo bairro dele
>até aí não vi nada demais
>mas ele me disse que ela tinha dado um beijo na boca do cara na saída e quando virou de costas o cara deu um tapa na bunda dela
>ÉOQ?!
>aquela vadia não tinha nem sequer me deixado pegar na bunda dela ainda
>dizia que era só depois do casamento
>eu era beta betoso full +15
>ela me levava pra igreja todo domingo
>acreditava nela sem questionar
>caio no choro e o Maicão me consolou
>disse que eu não tava sendo um bom amigo mas que ele nunca deixou de me ter como irmão
>bolamos desmascarar ela juntos
>ela ia pra casa dele toda sexta de noite
>realizo que era a hora que a mãe dela saía de casa pra ir pro culto de oração da igreja
>caraio_como_sou_burro.jpeg
>chifre.rar
>no dia seguinte falo com a Thais como se nada tivesse acontecido
>ela diz que me ama
>digo que amo ela tmb
>caraio, eu queria matar ela ali naquela hora
>mas amava aquela desgraçada
>feelsbad.png
>sexta feira
>19h
>tava com o Maicão escondido na rua da casa dela
>avistamos a mãe dela saindo de casa
>corremos pra mãe e contamos a história
>mãe não acredita, mas topa ir com agnt até a casa do talarico
>19:30h
>Thais sai de casa com um short enfiado no cu
>pqp pra quê enfiar tanto ssaporra?
>tava tão fundo que ela devia ta sentindo do gosto dele
>seguimos ela de longe
>a vadia entra na casa do moleque
>nessa hora a mãe dela já queria matar ela, mas eu fiz ela esperar
>entrei dando um chutão na porta da frente
>queria pegar ela com a boca na botija
>e consegui
>infelizmente a botija em questão era a rola do cara
>ela tava engolindo o pau daquele moleque com uma facilidade absurda
>nem sua mãe consegue engolir minha piroca tão fácil
>foco no gt
>Thais leva um susto tão grande na hora que morde o pau do cara
>num ato reflexo por conta da dor o cara da um murro na cara de Thais
>ela cai no chão
>a mãe dela comeca a bater nela com uma havaianas e depois começa a arrastar ela pelos cabelos pra fora de casa
>a Thais é arrastada pela rua até chegar em casa
>racho o bico com a cena como mil hienas comemorando a morte do Mufasa
>peço perdão pro Maicão pela cagada que fiz
>Maicão diz que fui um idiota, mas que era o irmão dele e que nada iria nos separar
>dois dias depois Thais chega na escola toda roxa
>tinha apanhado tanto que o conselho tutelar tirou a guarda dela da mãe
>ela chega perto e diz que quer falar CMG
>ignoro
>ela me puxa pelo braço, olha no meu olho e diz:
>como vc descobriu?
>digo que o Maicão me contou tudo
>ela diz que vai pra um orfanato hoje. Só foi na escola buscar sua transferência.
>Kkkkkjkkjjjk
>ela diz que eu posso rir agora, mas quem ri por último ri melhor. Disse também que nunca iria esquecer aquilo e que o Maicão iria pagar por ser x9
>puxo meu braço, dou as costas e vou embora
>ano 2016
>terminei a escola e faço faculdade
>Maicão faz o mesmo curso que eu e estudamos na mesma turma novamente
>full brothers +15
>desde o episódio com a Thais nunca mais tínhamos brigado
>trabalhávamos, tínhamos nossa independência
>tudo ia bem até recebermos o convite para uma festa que rolaria naquela noite
>eu e o Maicão dividiamos o apartamento agora
>o convite veio por baixo da porta dentro de um envelope
>open_bar.jpeg
>o envelope vinha com 2 pulseiras
>as pulseiras davam acesso à área vip da festa onde rolaria os alcoolismo
>ficamos relutante por um momento até abrirmos a carta
>a carta tava endereçada à mim e ao Maicão
>era uma letra de mulher
>não tinha muita informação só dizia que não deviamos perder a festa por nada e que lá tudo seria explicado
>não tinhamos nada à fazer então topamos
>22h
>party.time.jpeg
>logo de cara fomos recebidos por duas loiras peitudas que estavam de camisa branca
>ambas estavam dançando na entrada da festa enquanto se molhavam com uma mangueira
>séélococuzão.rar
>a festa tinha uma proporção de 4 depósitos para cada homem
>a cada dois homens, um era gay
>era tipo o plenário da câmara dos deputados só que ao contrário
>quando entramos no salão principal todo mundo virou pra a gente
>tipo aquela cena do universidade monstro
>as depósitos cochichavam entre elas
>pensamos que tinha algo errado conosco mas a vdd é que éramos os caras mais lindos dali
>na vdd nem éramos isso tudo, mas tínhamos rola e éramos heterossexuais
>feelsalpha.png
>fomos andando até a área vip
>a decoração da festa era cheia de fotos de uma depósito
>era uma ruiva 10/10
>a festa devia ser dela
>tive a impressão que ja tinha visto ela em algum lugar
>áreavip.gif
>a área vip era lotada de bebidas
>não tinha uma depósito abaixo de 8/10
>no buffet tinha camarão e lagosta
>mano do céu era a festa mais foda que eu ja tinha ido
>quando olho pro lado ta o Maicão atracado com uma mina
>dois minutos depois a mina larga ele e agarra outra mina
>ÉOQ?!
>aquilo tava parecendo um bacanal grego
>uma coisa no entanto me incomodava
>quem teria nos convidado?
>avisto a anfitriã da festa, aquela ruiva 10/10
>ela se aproxima de mim lentamente
>mano do céu, paudureci na hora
>só conseguia imaginar eu enfiando o pau tão fundo nela que quando eu terminasse ia ta na camada do pré-sal
>a calça aperta e ela percebe que estou preparado para o abate
>fico sem graça e tento disfarçar
>ela vem por trás de mim, ri e diz que eu fico lindo com vergonha
>gelei na hora
>caraio, era a Thais - pensei
>pergunto se ela era a Thais
>ela ri e me chama de idiota.
>diz que seu nome é Raquel
>caraio, ela nao tinha nada a ver com a Thais
>errei feio, errei rude
>pensei que tivesse estragado minha chance
>raciocinando com a destreza de um crackudo na fissura e digo:
>é porque thaislinda com essa roupa
>ela ri, eu rio, segue o jogo
>nessas horas eu nem sabia mais que existia um Maicão
>só pensava em mergulhar naquelas tetas magníficas
>na boa, se ela fosse minha mãe eu mamaria até hj
>quando olho pro lado o Maicão tava agarrado com duas ao mesmo tempo
>bodyshot.gif
>caraio o Maicão tava levando uma surra de peito na cara enquanto bebia e eu no 0x0
>me aproximo da ruiva já na maldade
>ela chega do meu lado
>põe a mão no meu ombro e fala na minha orelha direita:
>quem é esse teu amigo?
>poooooooooooorra.mp3
>o moleque ja tinha catado duas e agora ia catar a ruiva
>tive vontade de mandar ela se fuder, mas ele era meu brother, não podia prejudicar ele
>nenhuma depósito ficaria entre nós
>não deu nem 10 minutos do momento que disse o nome dele pra ela e ela ja tava agarrada nele
>a ruiva chupava a língua dele como se fosse o último picolé do verão
>avisto uma depósito 9/10 dançando sozinha
>penso em me aproximar, mas antes que eu chegue a ruiva puxa ela e põe na roda com o Maicão
>ja não entendia mais nada
>eu sempre pegava as depósitos +/10 do que ele e agora ele tava numa orgia de bocas e eu sem nada
>começo a beber
>realizo que ta na hora de baixar as expectativas
>avisto uma ananzinha 5/5 escorada no balcão
>me aproximo dela e pergunto se o pai dela era padeiro
>ela pergunta se era pq ela era um sonho
>eu digo que era pq eu queria comer a rosca dela
>sério que anã rabuda do carai
>a anã me dá um tapão e sai de perto
>vsf que festa merda do carai
>comecei a beber descontroladamente pra compensar a frustração
>dou em cima da garçonete
>a garçonete era uma trans
>ela me esnoba e vai embora
>vômito.rar
>caraio nem a mulher com rola me quis
>decido que hoje não é meu dia e que ta na hora de voltar pra casa
>procuro o Maicão pra ir embora cmg
>vejo ele entrando no carro com duas 1,5 depósitos
>pensei que ele tivesse indo pra um motel ou algo do tipo
>ele tava de mãos dadas com a ruiva e com a anã 5/5
>a ruiva olha pra mim, da uma risada e depois um xauzinho
>caraio que raiva daquela ruiva
>me esnobou e agora vai dar pro meu brother
>faço sinal pro Maicão que vou embora
>ele grita “Oklahoma”
>era nosso sinal secreto
>significava que ele ia realizar o ato de socação intra uterina e que eu não deveria incomoda-lo
>entendo o recado, dou meia volta e volto pra casa
>chegando em casa
>tudo girava por conta do álcool
>brinco um pouco com o o Visconde de Sabugosa até ele cuspir
>durmo
>no dia seguinte acordo com dor de cabeça, deitado no sofá
>percebo que tinham 537272717 chamadas não atendidas no meu celular
>todas do Maicão
>imagino todas as desgraças do mundo
>comeco a ligar de volta mas ele nao atende
>recebo uma ligação de um número desconhecido no meu celular
>é uma mulher
>ela ria descontroladamente
>disse que estava na festa o tempo todo me observando
>pergunta se a noite foi boa e se eu peguei alguém
>mando ela tomar no cu e digo que peguei a mãe dela
>ela racha o bico e diz que é impossível pq a mãe dela foi a primeira a pagar oq devia
>gelei na hora
>reconheci a voz
>era a Thais
>ela começa a contar seu plano do mal
>diz que foi parar num orfanato depois daquele episódio
>que apanhou muito da família onde foi parar mas a família era podre de rica
>a família produzia festas tipo o tomorrowland
>viajaram pra fora do país e levaram ela junto
>disse que por muito tempo quis se vingar mas a família não dava a foda
>dois meses atrás a família tinha morrido num acidente de carro e ela ficou como única herdeira
>ela pôs como meta de vida concluir a vingança que passou anos arquitetando
>disse que a festa foi planejada por ela
>que todas as depósitos da área vip foram contratadas por ela baseadas no meu tipo de mulher
>pergunta como me senti não pegando ngm e vendo o meu “amiguinho” catando todas
>respondo que a vingança dela era uma merda e que tava feliz pelo meu brother
>ela racha o bico e diz que a vingança dela não era me deixar sem pegar ngm
>ela queria se vingar dele por ele ter dedurado ela
>pergunto qual vingança há em encher a rola dele de depósito
>você verá - ela me disse
>desligo o espertofone e percebo que chegou uma mensagem do Maicão no oqueapp
>faz uma semana que o Maicão toma mais coquetel que o Amaury Jr.
pica relatada da mensagem
https://preview.redd.it/9o5g9y8ep3n51.jpg?width=1080&format=pjpg&auto=webp&s=3dbefd7c59d10e7b40b9168ddac79176762f8591
submitted by JustCallMeLyraM8 to gtsdezbarradez [link] [comments]


2020.09.11 17:47 peemattioli PEDRINHO DO VASCO - Me encontrei com ele hoje

Fui na Barra resolver umas paradas da minha faculdade (Estudo na Veiga de Almeida), depois que vi tudo, fui dar uma passada na praia.
Quando to atravessando a rua, uma bmw me atropela HEUIAHSIEU, meio que me dá uma porradinha e eu caio no chão.
Ai eu levanto na fúria, quando desce do carro, advinha quem é????
PEDRINHO: shhh, fala baixo porra. E ai, maluco, se machucou?
EU: Claro que não cara, to sangrando aqui na perna mas ta tranks, porra me dá um autógrafo.
PEDRINHO: Olha a ideia do cara, ta com a perna sangrando e quer autógrafo... É vascaíno pelo menos?
EU: Claro que sou porra.
Peguei meu chaveiro do Vasco e mostrei pra ele.
PEDRINHO: Porra, tu é gente boa, podia estar aqui me xingando por ter te atropelado, mas me pediu um autógrafo. Entra no carro aí que vamos fazer um curativo nessa porra.
EU: SÉRIO MANÉ? Nisso entrei no carro né, lá dentro tinham 3 mulheres gatíssimas, no banco de trás.
Nisso já soltei uma no ouvido do Pedroca:
PEDRINHO: Minha mulher e minhas duas filhas, seu filho da puta. ...
PEDRINHO: TO ZUANDO LEKE, É TUDO VAGABUNDA. PORRA TU ME DIVERTE MUITO, NA MORAL, TU É UM MLK SAGAZ. AE PATTY, ESTÉFANI, TIO MAIA, ESSE É MEU AMIGO... COMO É TEU NOME MESMO?
EU: É André Lima po...
PEDRINHO: ESSE É O ANDRÉ LIMA, GENTE BOA, E VAI TOMAR UMA GELADA HOJE COM A GENTE.
Nisso já fomos direto pro Novo Leblon, um dos condomínios mais picas da Barra.
Rapaz, pra resumir a história, cheguei no apartamento 507 do bloco 3, meu amigo, o ap era um luxo. Entramos o Pedrinho e as 3 gatas.
PEDRINHO: Ae mané, comigo é papum, tu já sabe né?
EU: To vendo, mal me conhece já me trouxe pra boa.
PEDRINHO: Mermão, e o Felipe Maestro, meu parceiro de Vasco... Quer conhecer?
EU: CARALHO MAESTRO TA AQUI????
ELE: Ta porra, quer ver??????
EU: CLARO PORRA, KEDE ELE???
Nisso ele me mostra a trolha dele HEUIAHSUIEHAUISEHUIAHSUIEHAUISEHA pqp, mó cacetão cabeçudo
Móóóó pirocão! Comecei a rir, HEAUIHSEUIAHUISHEAUIHSE
EU: VAI TOMAR NO CU PEDRINHO, HEUIAHSEUIAHEUISA!
Ele já veio chamando a mulherada.
PEDRINHO: AE MANÉ, ESCOLHE UMA E SE SENTE A VONTADE.
Nisso peguei a Estéfani, comecei a meter forte nela, no sofá do Pedrinho. Meti mt. E o Pedrinho só nas duas, comendo as mulheres.
Quando eu olho pro lado mané, vi o Pedrinho comendo a mulher...
EU: COÉ PEDRINHO, TU TA FAZENDO A MESMA CARA DO REBAIXAMENTO DO VASCO EM 2008, HEIUAHSUIEHAUISE
O PEDRINHO COMIA A MULHER CHORANDO VIADO HEUIAHSEUIHAUISHEUIAHUISEHAUIS
CARALHO, COMECEI A RIR, QUASE BROCHEI
Soquei bem na mulher. Gozei. Pedrinho gozou também.
EU: AE PEDROCA, TENHO QUE IR LÁ...
PEDRINHO: JAÉ, vou te dar meu número, qualquer coisa to me liga, tu é parceiro.
EU: ESSAS PIRANHAS SÃO ÓTIMAS.
PEDRINHO: Pois é, to cheio de dor nas costas.
EU: CARALHO PEDRINHO, JÁ SE CONTUNDIU DE NOVO??? ATÉ FUDENDO TU É DE VIDRO, CHINELINHO DE FODA, HEUIAHSUIEHAIUSEHUIAHSUIEHAUIS
PEDRINHO: HEUIAHSEUIAH SAI MLK.
Aí me passou o número dele. Caralho, mt mt mt gente boa
submitted by peemattioli to copypastabr [link] [comments]


2020.09.09 22:37 TiaSayu Fui babaca por humilhar minha mãe depois dela ter contado o noivado surpresa que meu namorado preparou?

Yo Mina, Daijobu deska? ♥
Hoje vou contar mais uma desgraça da minha vida e tentar rir com ela pq realmente, tá complicado...
Vim aqui desabafar uma coisa que anda me machucando a cada minuto que passa. Minha mãe sempre foi uma pessoa difícil de lidar... O temperamento dela nunca se deu bem com o meu, e isso já causou muitas brigas e discussões entre nós duas. Uma vez já postei aqui uma outra situação entre nós duas (Acho improvável que alguém se lembre, estava em outra conta na época, mas tentarei repostar para quem queira ler.)
Enfim, sem mais delongas, vamos direto ao desabafo... Semana que vem será meu aniversario de namoro (12/09) vamos completar dois anos de namoro e tudo corria bem. Estávamos preparando nossos presentes e eu estava ansiosa por mais um Level up na relação. Lutamos muito para seguir com esse relacionamento fantástico, e dou graças a Deus por tudo ter dado certo. Somos felizes e tratamos um ao outro com muito respeito e carinho, e não deixamos de ser melhores amigos mesmo na relação de namorados (Não acredito nesse lance de ''há diferença entre amigos e namorados'' é muito melhor ser os dois em vez de escolher apenas um) Enfim, vamos direto ao ponto.
Minha mãe hoje (09/09/2020) veio até mim e me pergunta ''Você e o Carls (Não vou expor) Vão ser noivos?'' A reação que eu tive foi de choque e surpresa, meu pai e minha irmã tiveram a mesma reação e tudo ficou em um silêncio desconfortável.
Logo eu perguntei, incrédula: ''Ele vai pedir minha mão?..''
Depois disso minha mãe arregalou os olhos assustada, vendo que eu não sabia de nada sobre os planos dele. Eu, logicamente, me emocionei e desabei a chorar. Minha mãe, doce como sempre, disse: ''Pare de chorar e controle-se. Larga de ser tonta e pare de chorar'' Além de outros comentários calorosos para o consolo de minha pessoa. Nisto, meu pai interveio e falou: ''Você tinha que abrir a boca? Você achou mesmo que ela soubesse disso?'' e foi assim que tudo explodiu... Minha mãe estava sendo fria como sempre, ela nunca se importou com coisas que feriam meu emocional e psicológico, tudo na visão dela era ''banal'' e ''frescura'' e eu me cansei disso. Minha reação foi imediata e refutei ela de varias maneiras e isso se tornou uma briga feia. Ainda mantive minha educação, mas fui bem sincera e ela não gostou disso (Por que né, a verdade dói) e ela começou a envolver minha sogra e meu namorado, humilhando os dois para ver se conseguia ganhar nos argumentos que eu lançava. (Um detalhe importante... Quando eu estou prestes a discutir com alguém, sou bem linguaruda e irônica demais, isso de certo irrita qualquer um. Mas em nenhum momento a ofendi e nem disse nenhum palavrão, apenas disse algumas verdades que ela não gostou. Obviamente)
Como sempre ela apelou na presença do meu pai e se fez de coitada, saindo da discussão como vitima de uma filha má. Meu pai pediu educadamente para eu pedir desculpas, já que ''peguei pesado com ela''. Me neguei até o momento e não estou disposta a mudar de ideia só por que ela é minha mãe.
Não foi a primeira vez que ela estraga um prazer meu com sua frieza. Ela já errou comigo varias vezes e fui compreensiva em perdoar. Já eu, quando erro, só falta ser exposta para meio mundo e ser humilhada na frente de quem for; O que ela diz e faz, não é exagero na visão das outras pessoas (O que eu acho doentio de certa forma, por que não deixa de ser uma atitude toxica)... Ela pode destruir minha auto-estima e isso não costuma ser exagero por que né, ela é minha mãe e tals.
Na minha opinião não acho isso. Só por que é mãe ou pai não significa que eles tem o Direito total de fazerem exatamente o que querem ou falar o que querem e quando querem, e a criança/adolescente tem que aceitar e pronto. Eu posso ter sido errada em ser grossa e etc, mas eu realmente fiquei chateada pelo o que aconteceu e creio que toda menina (Pelo menos quase todas) teriam essa reação diante de uma resposta tão fria em um momento considerado especial na vida de uma mulhecasal. Meu namorado confiou nela para não contar e ela me faz isso? Além de ter sido um erro grave e um desrespeito com a nossa relação, ela ainda quis se justificar com frieza e grosseria? Eu realmente não deixaria isso barato e foi o que eu fiz.
Então... Fui babaca em fazer isso com ela?
submitted by TiaSayu to desabafos [link] [comments]


2020.08.14 03:05 Nonsense_09 A nova Funcionária - Sexo com colega de trabalho (conto)

Obs inciais: é a primeira vez que escrevo um conto aqui, espero que gostem e estou aberto a críticas de como melhorar, eu sou um leitor que gosta de detalhes e coloquei uns bons detalhes na história novamente espero que gostem! A história é baseada em eventos que já passei misturados com um pouco de fantasias minhas
Era manhã e eu estava no trabalho, apenas mais um dia normal para em estagiário solteiro, fazia um certo tempo desde a última vez que havia transado e já sentia os efeitos da abstinência forçada, desde o último mês eu havia percebido que a nova funcionária do meu trabalho me olhava mais que o normal, ela era meu tipo de garota, negra, magra, cabelos cacheados, gostava no nome dela Marcela.. tinha seios pequenos e uma bunda normal mas só em pensar nela nua meu pau ficava duro, tinha vergonha de me aproximar com essas intenções até porquê é meu ambiente de trabalho, não sei se seria coerente fazer isso e...
-- Oi, Bom dia!
disse ela quando passou pela minha mesa com uma pilha de papéis nas mãos.
-- Está quase na hora do intervalo... quer ir comigo lanchar?
nesse momento meu coração deu um leve pulo em meu peito, o sorriso dela era tão doce quanto o seu perfume, não sei exatamente por qual motivo mas senti meu pau ficar duro e me inclinei para frente em uma tentativa de esconder a ereção.
-- É... claro... sim! eu vou! estou com fome também.
-- Que bom bb, em 10 min venho te chamar!
Ela deu uma piscada com seu olho esquerdo, seus olhos eram um verde vivo, davam a ela um ar de mistério e inocência, 10 min mais tarde novamente na minha sala ela apareceu, me olhava fixamente, eu as vezes achava estranho e ficava meio desconfortável mas aquilo tudo me envolvia, e pra ser sincero no fundo eu gostava, pedi permissão ao meu chefe e fui com ela.
Ao sair do prédio onde trabalhamos, o sol estava quente mas não estava desconfortável, ela começou a puxar conversa enquanto nós íamos até a lanchonete do outro lado da rua.
-- então, como tá o trabalho?...
-- bom está a mesma coisa de sempre sabe? as vezes tenho muito o que fazer, outras não tenho nada, as vezes me dar raiva estar lá já outras... bom.. você sabe, aquele tédio de sempre
ela deu um sorriso com o olhar e um leve sorriso com a boca, após um breve silêncio devido estarmos comendo pastel ela me lança um olhar ousado e um pouco atrevido
-- Sei que não faz tanto tempo que nos conhecemos mas quero te perguntar uma coisa, promete que não fica com vergonha?
-- Claro, por que eu ficaria com vergonha?
-- Bom, eu noto como você fica vermelho quando eu falo com você, sua cara branca tá rosada até agora
dizendo isso ela solta uns risinhos e eu fico um pouco sem jeito, e foi aí que reparei na blusa branca com calça jeans e o belo colar fino e dourado que ela usava em volta ao pescoço, ela tinha seios pequenos mas aquela blusa conseguia fazer eles se destacarem, e a calça valorizada a bunda dela.
-- Bom, o que eu quero saber é... você tem namorada?
na mesma hora meu coração deu um novo pulo e bateu muito forte eu mal conseguia esconder que tinha ficado nervoso
-- Bom... Não... é.. por que a pergunta? haha
-- Bom, eu tava pensando... se você quiser claro, que tal dar uma passada lá em casa, eu to morando sozinha, e quero te conhecer mais, o que acha? cê topa?
-- Claro! Sim! eu vou
eu ainda tremia um pouco percebi que minhas suspeitas na verdade não eram paranoias, por que ela me chamaria pra casa dela? a idéia disso me deixava um pouco mais nervoso, mas na minha calça... simplesmente não consegui esconder minha ereção, tomara que ela não perceba
-- Moro descendo a rua na casa de número 36, da uma passada lá hoje a noite, pra gente bater um papo e tals, não gosto de conversar por whats
e era verdade por mais que nos falássemos pelo whats ela não era de puxar muita conserva apesar de me mandar diversos memes
-- Tudo bem, eu vou!
logo após voltarmos ao trabalho e ao passar do dia trocávamos uns flertes, alguns sorrisos, as pessoas do trabalho pareciam perceber apesar de ninguém falar nada (pelo menos na nossa frente não) com o final do expediente ela se despediu de mim com um abraço forte e disse que ia me esperar, combinamos melhor o horário e de 19h estava ótimo, ao final da tarde tomei um bom banho, levei o pênis bem, apesar de eu ser branco meu pau é mais escuro que o resto do corpo, com veias e uma cabeça levemente arosada e de tamanho normal, aproveitei pra me depilar bem, assim que sai do banho me olhei nu no espelho, não se se todos são assim mas ao me ver pelado fiquei excitada, sou magro, apesar de comer muito hahaha, comi um pouco antes de sair de casa e ir para a dela, passei um perfume e fui, no meio do caminho diversos pensamentos me veio a cabeça, assim que cheguei na porta da casa 36 me dei conta que havia me esquecido da camisinha, mas será mesmo que vou precisar, talvez eu esteja me iludindo não sei, antes mesmo que eu batesse na porta e chamasse por seu nome "Marc.." ela abriu a porta, esteva com seus cabelos escuros presos e vestia uma camisa muito muito maior que ela, era como se fosse camisa e saia ao mesmo tempo já que chegava até metade da coxa dela
-- Poxa, chegou bem na hora, gosto de caras pontuais hein rsrs
-- É, eu tava sem fazer nada em casa e pensei que fosse demorar um pouco pra vir pra cá e...
-- Tudo bem bb, entra! eu tenho uns filmes pra gente ver.
entrei pela porta de madeira e dentro da casa era tudo muito comum e normal uma sala grande que dava para um quarto a direita aonde ela dormia e ao final da sala tinha uma espécie de cozinha, ou seja lá o que isso é, me sentei no sofá e foi ai que reparei nas coxas dela, negras como ébano, lisas, até reluzia a luz, não consegui meu pau foi ficando duro, ela sentou do meu lado e ligou a TV, olhou pra mim com aqueles olhos verdes e disse
-- a Tv alta é um bom fundo sonoro não acha?
-- Como assim?
-- Bobinho rsrs, te deixo nervosa não é?
-- Bom... um pouco
-- Eu gosto disso, percebi seus olhares pras minhas coxas, sente isso!
ela pega minha mão e coloca na coxa dela, passei alisando e senti ela arrepiar, meu pau ficou mais duro do que já estava, dava pra sentir a cueca ficando molhada, ela se deita no meu ombro e diz..
-- eu adoro e seu jeito, meio inocente, gosto disso, é virgem?
-- Não! não sou
-- poxa... tenho um fetiche de tirar a virgindade de alguém rsrs
dizendo isso ela passa a mão na minha calça e sente o meu volume..
-- bom a essa altura acho que nem preciso dizer que tenho vontade de te dar né bb?
-- Rsrsrs bom, não vou mentir que tenho vontade de fuder você... em um bom sentido claro
ela rir alto e me beija, que beijo doce, tinha um hálito suave, e seus lábios grandes e cheios sabiam beijar como nenhuma outra, não sei se é minha tara por negras ou se era ela mas meu coração estava a ponto de explodir em meu peito, após um beijo molhado e demorado com alguns intervalos para selinhos e risos, eu decido tomar a iniciativa mais ousada, empurrei ela no outro lado do sofá e tirei o camisão dela, ela estava sem sutiã nem calsinha, tinha os peitos um pouco maiores do que eu pensava, com bicos grandes e pretos, estavam pontudos, ela tinha um piercing no umbigo e entre as coxas uma buceta com pelos pequenos e bem aparados.
-- Nossa bb gostei rsrs espero que goste da minha larrisinha! rsrs
beijei-a mais e fui descendo, primeiro pelo pescoço e logo em seguida para o seios dela, ficaram ainda mais duras com minhas lambidas, não fazia idéia de quanto tempo havia passando só estava ali naquele momento, e que momento! quando desci para a buceta fui beijando-a na barriga, ela se contraia parecia sentir cocegas, gostava daquilo, quando cheguei na buceta estava tão molhada que senti um gosto de gozo, não era comum, me lembrava de relações anteriores que não achei o liquido vaginal com gosto não muito bom mas ela era diferente, era um gosto bom que me instigou a cada vez mais chupar, a cada chupada ela um gemido abafado de tesão e prazer que eu sentia que apenas me motivava cada vez mais 'ai.. ai... ah... isso... mais devagazinho...", introduzir dois dedos e dentro da vagina diz uma forma de gancho pra estimular o ponto G dela, pelo visto consegui fazer direito, não demorou muito ela estava gemendo alto e gozou ali mesmo 'AH,ah... isso... não para pvf.. iss.. a.. ahh..", ela se contorceu e gozou na minha boca, aquilo me deu um prazer imenso pois satisfez dois fetiches meus, um de transar com uma negra outro de uma gostosa gozar na minha boca, fui subindo e beijei ela, com a boca gozada e tudo, ela estava ainda trêmula e com uma cara de prazer imenso enquanto me olhava com seus olhos verdes.
-- Adorei sua oral, nunca pensei que alguém tão tímido fosse me fazer gozar desse jeito
-- obrigado.. bom, gosto de dar prazer e também de receber rsrs
-- prometo que será uma oral que fosse não vai esquecer gatão!
sentei no sofá, nem me lembrava que a televisão estava ligada e sinceramente nem me importei, tirei o tenis, a camisa e quando fui tirar a calça ela me impediu e pediu pra ela tirar, assim que ela mesma terminou de me deixar nu, e olhou meu pau mesmo na frente dela, babando de um jeito que eu mesmo nunca tinha visto, ela olhou pra mim e foi aproximando a boca da cabeça da minha rola, e bem devagarinho foi colocando boca a dentro sempre me olhando com aqueles olhos verdes, aquela pele tom de ébano que me deixava cada vez mais louco de prazer, e foi assim pelos próximos minutos, sempre me olhando com um olhar de prazer enquanto fazia a lingua dançar sobre minha rola, a sensação que senti foi intensa e ela parecia sentir o que eu sentia, toda vez que eu pensava que estava próximo de gozar ela diminiu a intensidade e depois voltava, parecia que queria me torturar mas eu estava amando meu coração mal se continha no peito, a sensação de prazer, uma coceira boa não sei como dizer ela tinha um dom na lingua e nos lábios com a cabeça da minha rola que nenhuma ex teve, alterava entre beijos e gargantas profundas até que eu estava prestes a gozar
-- ah.. ahh... não.. isso.. vai... vou gozar tira a boca
-- Não! quero que você goze na minha boca! vai safado goza!
tentei segurar, mas não consegui, nunca tinha gozado tão intenso senti até o coração parar e depois voltar quando voltei a abrir os olhos ela sorria, com o rosto melado e a boca babada, pulou rápido em mim e nos beijamos prolongadamente, não me importei de ter provado meu prórprio gozo pela boca dela, mas só em ter-la nos meus braços sobre mim, aquilo sim, conseguio me alcamar bem, apos alguns minutos abraçados e nos beijando ela disse bem baixinho ao meu ouvido
-- agora quero que fosse foda minha buceta
aquilo me vez arrepiar e já me sentia pronto pra mais uma rodada, me deitei no sofá e ela montou em mim, passei um bom tempo, gemendo assim como ela, sentindo o quão gostoso é a buceta dela, e pensando no quão sortudo eu sou de tá ali, depois me perdi de mim mesmo, gozei várias vezes e ela também, trocavamos de possição e depois começava tudo denovo, naquela noite me entreguei ao prazer que ela me deu entre as pernas e tudo aquilo que consegui dos seus lábios, não me lembro como mas quando nos demos conta tinhamos perdido a conta de quantas vezes tinhamos transado e já eram 3 da manhã e nós dois ainda tinhamos que trabalhar, dormi com ela, de conchinha, transamos mais algumas vezes até as pernas doerem mais do que já doiam não aguentarmos mais, não sei como consegui me levantar da cama assim que acordei, não sabia se realmente tinha transado tanto com ela ou se alguma parte daquilo foi só um sonho, mas ao vê-la do meu lado com aquele nariz pequeno e fino com um biquinho na boca enquanto dormia cabeos meio bagunçados e nuas com a bunda pra mim... ah aquilo vez meu coração até errar as batidas, era como um anjo no corpo de mulher, eu estava cansado e ela também assim que acordamos nos arrumamos nas pressas e mesmo assim chegamos atrasados ao trabalho mas que importa? a noite foi incrível, naquele mesmo dia assim que acabou nosso horário e fomos nos despedir...
-- gostei muito do que tivemos ontem a noite... minha buceta tá com saudade da sua língua rsrsrs
-- quando quiser uma nova visita é só avisar
-- bom... que tal hoje de noite novamente, no mesmo horário, no mesmo sofá, tudo como um belo replay bb??
-- Já estou lá! rsrsrs
Bom aos que leram até aqui eu agradeço, é um conto inspirados em algumas fantasias minhas misturadas com experiência sexuais que tive! aceito dicas e críticas sobre minha escrita e o que acharam dessa história da Marcela? kkk
submitted by Nonsense_09 to sexualidade [link] [comments]


2020.08.08 17:52 afullscreen Conto erótico, baseado em fatos reais: No Supermercado

Gente, tô começando a escrever contos eróticos, gostaria da opinião de vcs, por favor 😉 <<<
Sabe aquela pessoa que só de lembrar já esquenta o corpo todo? Assim era o Marcelo para mim, moreno, alto... Daquele jeito que a gente olha e sabe que tem uma química foda! A gente já tinha super entrado no clima, numa balada, e tinha rolado um beijão, mas ele era amigo do meu ex namorado e meu ex apareceu inesperadamente na festa e cortou todo o clima. Eu fiquei incomodada e fui embora, com a pepeca latejando de tesão, mas naquele dia não rolava continuar.
Até que uns quatro dias depois daquela festa e umas cinco siriricas dedicadas ao Marcelo depois, eu estava fazendo compras no mercado e o Marcelo aparece do nada. Daquele jeito dele, charmosérrimo, estiloso, cabelo comprido preso num coque, barba cheia, camisa branca e calça jeans justa, super sexy. Na hora minha respiração falhou e o coração veio na boca. Senti até meus lábios ficarem inchados e as bochechas vermelhas, enquanto minha calcinha automaticamente encharcava. Era uma noite quente, e eu comecei a suar, mas era de nervoso. Eu tava com um vestido preto, colado mas nem tanto, que ia até os joelhos, e comecei a sentir uma gotinha de suor escorrendo pelas minhas pernas.
Marcelo me viu, sorriu e veio na minha direção. Na cestinha de compras ele tinha apenas um fardinho de cerveja. Eu estava escolhendo um vinho branco e já tinha pego alguns aperitivos. Ele olhou para minhas compras e perguntou “vai rolar uma festinha em casa hoje?” E respondi “o plano era me divertir sozinha, mas…” Já com um olhar safado e um sorriso, porque se tem algo que eu sei fazer é flertar. Ainda mais com um cara que me deixa louca de tesão. Eu não podia perder essa oportunidade.
Mas, nessa arte ele é quase pior do que eu, então ele chegou bem perto e falou no meu ouvido “até agora eu não sabia o que ia comer essa noite…” Eu ouvindo isso e sentindo o cheiro gostoso dele, derreti na hora. Dei uma risadinha e falei “seu safado”. Aí “sem querer” encostei as costas da minha mão na calça dele e já deu para sentir o pau dele duro, me querendo. Eu estava em êxtase, não conseguia parar de sorrir de felicidade e excitação, mas tava me contendo para manter a pose de sexy e sedutora. E eu sabia que ele tava exatamente na mesma.
Fomos juntos ao caixa, passamos o tempo todo brincando com encostadas e encoxadas “sem querer”, até que ele meteu o mãozão na minha bunda e apertou com tanta vontade que quase dou para ele ali na frente de todo mundo.
Mas ok, pegamos as compras e fomos pro estacionamento, era noite e não deu outra, quando entramos num lugar escuro eu me virei para ele e dei um cheiro, seguido de beijo com direito a mordida no pescoço, que o pau dele quase rasgou a calça de tão duro que ficou. Então ele me grudou no beijo perfeito, violento e apaixonado, de tirar o fôlego. Só de lembrar eu começo a salivar. Ele me apertou contra a parede, num canto escuro, e foi ali mesmo que rolou. Ele meteu a mão por baixo do meu vestido e sentiu minha calcinha encharcada, e foi botando a mão na minha buceta. Enquanto isso eu abria o cinto da calça dele com pressa, e nenhum de nós conseguia respirar de tanta vontade. Peguei no pau dele e foi uma das coisas mais gostosas que senti: enorme e muito grosso. E eu que achava que não dava para ficar com mais tesão, estava claramente enganada.
Minha calcinha já tava nos joelhos e a saia do vestido levantada. Coloquei o pau dele para baixo, esfregando na minha buceta e no meu clitóris e tava gostoso para caralho, poucas vezes tinha sentido tanto tesão assim! E esse homem me beijava e respirava pesado no meu ouvido que eu sentia que ele tava tão desesperado por aquilo quanto eu. O desejo era tanto que na segunda esfregada eu senti que não ia aguentar muito tempo, meu corpo inteiro queria gozar. Sentir o pau dele quente e duro deslizando e se lambuzando em mim tava me deixando louca! Na hora que eu já tava chegando quase no clímax ele botou as duas mãos na minha bunda e me puxou um pouco para cima, contra a parede, e finalmente me comeu.
Na primeira entrada eu já tive um puta squirt e senti jorrar litros d’água em nós dois, ali mesmo no estacionamento! Foi uma coisa muuuito gostosa e raríssima. E então ele falou “puta que o pariu, é a mulher mais gostosa do mundo!” Ele metia forte e fundo em mim e eu com um mão arranhando as costas dele, e a outra na nuca, com meus dedos entre os cabelos presos dele, beijando aquela boca como se só ela tivesse a última gota d’água do mundo para matar minha sede!
Muito ofegante eu consegui falar “você que é um gostoso!” enquanto ele continuava me comendo violentamente e me segurando alto, contra a parede, com as pernas em volta do seu quadril. Eu tava quase gozando, na hora que ele falou gemendo “eu vou gozar!” Era tudo o que eu queria ouvir, falei “goza em mim!” Eu gozei na hora e ele veio com tudo, e gemeu alto no meu ouvido. Eu senti tudo, nós dois gozando juntos, água escorrendo e um frio delicioso na barriga. Caralho, que delícia!
Relaxamos e nos beijando começamos a rir, até ver que o segurança do mercado estava chegando. Aparentemente tinha até platéia! Saímos correndo e rindo, mas com as pernas bambas. Deixamos até as compras para trás. Nunca mais voltei naquele mercado.
submitted by afullscreen to sexualidade [link] [comments]


2020.07.13 04:52 altovaliriano Stannis (Parte 3)

Segundo os relatos de Varys, Melisandre convertera Selyse já fazia alguns anos (ACOK, Tyrion III). Stannis começa a ouvir os conselhos da esposa quando os Senhores da Terra da Tempestade ignoram sua pretensão. Um banquete é dado para Melisandre, que é colocada à direita do rei “lugar de grande honra”. Quando ambas as mulheres desprezam o ceticismo de Cressen, Stannis põem-se ao lado das duas e permite que Cressen seja humilhado.
Stannis é um pau-mandado ganancioso e altamente influenciável, certo? Ao menos, foi o que a série da HBO fez dele. O cara que vimos no Prólogo de A Fúria dos Reis, por 3 temporadas. Mas, na verdade, Stannis é mais cinza do que aquilo.
No primeiro capítulo de Davos em A Fúria dos Reis, as palavras “Azor Ahai” e “Luminífera” são mencionadas na história pela primeira vez (muito embora R’hllor já tenha sido mencionado no Prólogo). O fato de que Melisandre está queimando a estátua dos Sete enquanto os homens do rei assistem impassíveis poderia indicar que a mulher vermelha conseguiu o impossível: dobrar Stannis.
Porém, a cena e o restante do capítulo tanto comprovam que Stannis é bem flexível, quanto que Melisandre não é tão impressionante. A sacerdotisa prepara uma cena arthuriana para que Stannis seja “o rei que sacou a espada”, enquanto ela recita “Azor Ahai para leigos”. Mas não é apenas a multidão que está desanimada. “Azor Ahai” também parece cooperar a contragosto. De certa maneira, até parece um peça de teatro infantil cheia de crianças que preferiam estar brincando no parquinho.
Vejam por vocês mesmos.
O protagonista:
Stannis Baratheon avançou como um soldado marchando para a batalha.
Dirigiu-se diretamente à Mãe, agarrou a espada com a mão enluvada e a libertou da madeira ardente com um único puxão forte.
Praguejando, o rei enterrou a ponta da espada na terra úmida e apagou as chamas com pancadas na perna.
Quando a canção terminou, dos deuses só restava madeira carbonizada, e a paciência do rei tinha se esgotado. Pegou a rainha pelo braço e a levou de volta a Pedra do Dragão, deixando Luminífera onde estava. A mulher vermelha ficou um momento para trás, a fim de vigiar Devan e Bryen Farring, que se ajoelharam e enrolaram a espada queimada e enegrecida no manto de couro do rei. A Espada Vermelha dos Heróis parece uma bela porcaria, Davos pensou.
Os figurantes:
Mesmo para os soldados, era difícil não sentir desconforto perante tamanha afronta aos deuses que a maioria havia adorado durante toda a vida.
Os deuses nunca tinham significado muito para Davos, o contrabandista, embora, tal como a maioria dos homens, fizesse oferendas […]
Uma fumaça preta subia, retorcendo-se e enrolando-se. Quando o vento a empurrava contra eles, os homens piscavam, lacrimejavam e esfregavam os olhos. Allard virou o rosto, tossindo e praguejando. Um gostinho do que está por vir, pensou Davos.
E isso só para falar dos homens de Westeros. Os homens de Essos riem abertamente na cerimônia, sem nenhuma represália por parte de Stannis.
Os homens de Myr trocavam piadas enquanto desfrutavam do calor do fogo
Salladhor Saan sequer se dignou a aparecer, também sem represália. O lyseno, contudo, vai mais além do que ignorar a cena. Ele explica a lenda de Azor Ahai a Davos, de forma a banaliza completamente o que vimos anteriormente.
Aquela espada não era a Luminífera, meu amigo.
A súbita mudança de assunto deixou Davos pouco à vontade.
Espada?
Uma espada arrancada do fogo, sim. Os homens contam-me coisas, é o meu sorriso agradável. Como irá uma espada queimada servir Stannis?
Uma espada ardente – Davos corrigiu.
Queimada – Salladhor Saan o corrigiu –, e fique feliz por isso, meu amigo. Conhece a lenda sobre a forja de Luminífera? Vou contá-la. […] Compreende agora o que quero dizer? Fique feliz por ter sido apenas uma espada queimada que Sua Graça tirou do fogo. [...]
Entre os westerosi, apenas Davos e Lorde Velaryon parecem estar atentos à qualidade da dramaturgia.
Lorde Velaryon observava o rei, e não o incêndio.
Pelo modo como GRRM destaca que os Velaryon tinha origens em Essos e relações íntimas com os Targaryen, fica parecendo que o autor quer nos sugerir que talvez Lord Monford já tenha visto esta peça antes:
Davos teria dado muito para saber o que ele estaria pensando, mas um homem como Velaryon nunca lhe faria confidências. O Senhor das Marés era do sangue da antiga Valíria, e sua Casa havia fornecido noivas aos príncipes Targaryen três vezes […].
Porém, na verdade, nenhum homem com memória tinha ali motivos para se impressionar com as “chamas verde-jade” que rodopiavam “em volta do aço cor de cereja”. Bastava ter presenciado um corpo-a-corpo em Porto Real nos últimos anos.
Um ano antes, estivera com Stannis em Porto Real, quando o Rei Robert organizou um torneio no dia do nome do Príncipe Joffrey. Lembrava-se do sacerdote vermelho Thoros de Myr e da espada flamejante que ele brandiu no corpo a corpo. O homem rendeu um espetáculo colorido, com as vestes vermelhas esvoaçando, enquanto a espada estremecia com chamas verde-claras. Mas todos sabiam que não havia ali verdadeira magia, e no fim o fogo esgotou-se, e Bronze Yohn Royce abriu sua cabeça com uma maça vulgar.
Entretanto, nada disso incomoda o novo rei. Não em razão de ele ser um fanático religioso cego. Mas porque Stannis sabe que tudo é encenação e deseja que assim seja. Ele sabe que a cortina de fumaça de Melisandre é grossa e temida.
[…] A mulher vermelha. Metade dos meus cavaleiros tem medo até de dizer seu nome, sabia? Mesmo se não puder fazer mais nada, uma feiticeira que é capaz de inspirar tal terror em adultos não pode ser desprezada. Um homem assustado é um homem vencido.
Diante disto, ficam diversas perguntas. Como foi combinada a cerimônia? Quando foi que Melisandre contou a Stannis que ele era a ressusreição de Azor Ahai? Ela contou a história toda ou apenas a versão “para leigos”? Teria a sacerdotisa exigido um sacrifício e Stannis só concordado com a cerimônia mequetrefe?
Nada disso sabemos até agora (ou ao menos eu não sei). Porém, sabemos que Melisandre não havia feito nenhuma demonstração significativa de poder até aquele momento. Ao contrário de Davos, Stannis não viu o veneno e acha que Cressen simplesmente morreu. Ele não compartilha dos medos de Davos. Na verdade, quer ver os poderes de Melisandre em ação.
[…] E talvez possa fazer mais. Pretendo verificar.
Portanto, os planos de Stannis incluem feitiçaria e truques para ganhar as batalhas. Mais do que isso: ele pede que Davos use de todo tipo de artimanha para fazer com que a bastardia dos filhos de Cersei chegue a domínio público:
[…] Seja direto onde puder, e furtivo onde for necessário. Use todos os truques de contrabandista que conhece, as velas negras, as enseadas escondidas, o que for preciso. Se faltarem cartas, capture alguns septões e faça-os copiar mais.
Se você ainda não acha estas atitudes e estratagemas um pouco estranha para um homem rígido no seu senso de honra, que tal Stannis exigindo a Pylos que seja chamado de “sor” na mesma carta que o chama de “regicida”, pois ele ainda era um cavaleiro.
Escreva Sor Jaime, o Regicida, daqui em diante – disse Stannis, franzindo a sobrancelha. – Seja o que for além disso, o homem ainda é um cavaleiro.
Uma cortesia tão inútil quanto contestável, especialmente porque naquela mesma carta o rei manda tirar o “querido” antes do nome de seu irmão Robert. As formalidades para Stannis são mais importantes do que o conteúdo. Por isso, um ritual forjado lhe vale mais do que uma conversão de coração e alma.
As pessoas entendem Stannis como um homem cegado pela honra e cumprimento do dever. Mas o rei marinho de Westeros enxerga bem, especialmente a si mesmo.
Fui até eles como pedinte e riram de mim. Pois bem, não haverá mais pedidos, e também não haverá mais risos.
Sabe que tentar ganhar o Trono pelas vias normais é o mesmo que insistir em um falcão que voa baixo e com poucas chances de acertar a presa. A história sobre Asaltiva é a analogia que Martin achou para nos informar que Stannis encara R’hllor como seu instrumento, não como seu Senhor. Ele quer que os homens parem de rir dele, e o temam como temem Melisandre.
A esta altura dos acontecimentos, ser Azor Ahai é prescindível. O essencial é que ele mude seu brasão e dê espaço para que Melisandre conquiste corações e mentes em seu lugar, pois, ao contrário dele, ela é fascinante. Em sua mente, tudo que ele precisa é que ela lhe conquiste as espadas para marchar para Porto Real e sua experiência militar fará o resto.
É Stannis quem usar Melisandre, não o contrário. Quem diz isso, é ela mesma:
Ela andava o mais perto de Jon Snow que se atrevia, perto o suficiente para sentir a desconfiança transbordando dele, como uma névoa negra. Ele não me ama, nunca me amará, mas fará uso de mim. Muito bem. Melisandre dançara a mesma dança com Stannis Baratheon, bem no começo.
(ADWD, Melisandre)
Só depois de perder a Batalha da Água Negra é que esta relação começará a se inverter.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]